Videocasts Café Brasil
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

579 – A arte de falar merda
579 – A arte de falar merda
Tenha um filtro, meu caro, minha cara. Para o bem do ...

Ver mais

578 – O Círculo de ouro
578 – O Círculo de ouro
Você já parou para pensar que talvez ninguém faça ...

Ver mais

577 – Dois pra lá, dois pra cá
577 – Dois pra lá, dois pra cá
Existe uma divisão política, social e cultural no ...

Ver mais

576 – Gratitude
576 – Gratitude
Gratitude vem do inglês e francês e significa que ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 – Lúcia Helena Galvão Maya é diretora da ...

Ver mais

LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 – Tito Gusmão – Tito Gusmão é um jovem ...

Ver mais

LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 –Marcio Appel executivo à frente da ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Os jacobinos da “nova direita”
Bruno Garschagen
Ciência Política
Quando os antissocialistas mimetizam a mentalidade e a ação política do inimigo, tornam-se o espelho da perfídia.

Ver mais

A hora e a vez da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A hora e a vez da criatividade  Por que não no Brasil? “Eu olho para as coisas como elas sempre foram e pergunto: Por quê? Eu olho para as coisas como elas poderão vir a ser e pergunto: Por que ...

Ver mais

Cala a boca, Magdo!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quem não se lembra do “Cala a boca, Magda”, repetido por Caco Antibes no Sai de Baixo? Magda, sua esposa, era de uma estupidez oceânica, e o bordão era gritado a cada asneira dita pela bela ...

Ver mais

Síndrome de Deus
Tom Coelho
Sete Vidas
“Existe uma força vital curativa com a qual o médico tem de contar. Afinal, não é o médico quem cura doenças: ele deve ser o seu intérprete.” (Hipócrates)   Dediquei-me nas últimas semanas ...

Ver mais

Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Sobre como aprender com nossos insucessos, ...

Ver mais

Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
O nome disso é livre mercado, goste você de Pimenta ...

Ver mais

Cafezinho 4 – A intolerância
Cafezinho 4 – A intolerância
Uma organização conhecida por investir em cultura ...

Ver mais

Cafezinho 3 – A inércia
Cafezinho 3 – A inércia
Issac Newton escreveu que “um objeto que está em ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09

Videocast Nakata – T02 09

Ciça Camargo -

REFLETINDO SOBRE MARCAS

Quando pensamos na construção de uma marca, o que você imagina? Certamente num logotipo de fácil identificação, numa propaganda, num cartão de visitas que o faça reconhecer a marca imediatamente ou mesmo um slogan que grude na cabeça e não saia mais. No entanto, nada isso é marca. Essas coisas são ferramentas para construção da marca.

Vou dar um exemplo. Imagine que você recebe a visita do José da Silva, que você não conhece. Tem um contado educado, tudo bem, estão ele lhe dá seu cartão de visitas, e você lê: José da Silva, coordenador de vendas, Nakata. Pronto! Não é mais o José da Silva. É o José da Silva da Nakata! Uau!

Percebeu? Se aquele “Nakata” é um símbolo bem trabalhado, passa a ser o que chamo de “fator UAU”. Quero fazer negócio com o José da Silva, pois ele é da Nakata, a marca que eu conheço e respeito!

Viu só? Marca vai muito além da representação física ou gráfica da empresa.

A marca é a percepção do cliente

Pelo título, já dá para ter uma base da onde eu quero chegar. A marca, no fim das contas, é intangível. Marca é o conjunto organizado de percepções  e de sentimentos  que identificam o indivíduo, a empresa, seus produtos e serviços e os diferenciam de seus eventuais concorrentes.

É só pensar comigo: se um vendedor atende você com uma lábia afiada, um corte de cabelo ajeitado e uma roupa cara, mas não transmite nenhuma confiança… Você continuaria a fazer negócio com ele? Ou voltaria para fazer um novo negócio?

Esses elementos são importantes, é claro, uma boa apresentação e argumentação são essenciais, mas não são tudo, pois a construção da marca está sendo feita a partir da percepção do cliente. De novo ela… É na cabeça do cliente que sua marca será construída.

A construção de marca é muito mais sensorial do que palpável. Por isso quero falar um pouquinho sobre reputação, um elemento-chave nessa longa equação que é a satisfação do cliente.

Construindo sua reputação

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar naquele mantra querido de profissionais de RH:

Pessoas são o nosso ativo mais importante.

Pois eu penso diferente:

Pessoas CERTAS são o nosso ativo mais importante

Percebeu? Eu quero que as pessoas certas trabalhem comigo. Se eu conseguir ter a meu lado  as pessoas certas, fica mais fácil construir a reputação da marca, a mantê-la e fazer com que seja percebida de forma positiva pelos clientes.

Um indivíduo já é suficiente para manchar a reputação da sua marca. Por isso, SEJA a pessoa certa para a sua empresa!

O consultor e escritor Michael Hammer, autor do livro Reengenharia, definiu muito bem:

Uma companhia não é definida por seus produtos e serviços, mas por seus processos.

A empresa na qual você trabalha, não é definida pelos produtos que ela fabrica ou os serviços que presta. Você não é definido pelos produtos que vende ou o serviço que presta.

O que define você e sua empresa é o jeitão com que você faz isso. Jeitão, entendeu? É por seu jeitão que as pessoas vão escolher você e não o outro vendedor. Sua empresa e não a outra.

Com seu jeitão, você faz o cliente se apaixonar por você. Com seu jeitão, você mostra o quanto é uma pessoa nutritiva. É seu jeitão, que ajudará a construir ou destruir a reputação tanto de sua empresa como de você mesmo.

Entendeu? Preste atenção no seu jeitão.