Videocasts Café Brasil
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

579 – A arte de falar merda
579 – A arte de falar merda
Tenha um filtro, meu caro, minha cara. Para o bem do ...

Ver mais

578 – O Círculo de ouro
578 – O Círculo de ouro
Você já parou para pensar que talvez ninguém faça ...

Ver mais

577 – Dois pra lá, dois pra cá
577 – Dois pra lá, dois pra cá
Existe uma divisão política, social e cultural no ...

Ver mais

576 – Gratitude
576 – Gratitude
Gratitude vem do inglês e francês e significa que ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 – Lúcia Helena Galvão Maya é diretora da ...

Ver mais

LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 – Tito Gusmão – Tito Gusmão é um jovem ...

Ver mais

LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 –Marcio Appel executivo à frente da ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Os jacobinos da “nova direita”
Bruno Garschagen
Ciência Política
Quando os antissocialistas mimetizam a mentalidade e a ação política do inimigo, tornam-se o espelho da perfídia.

Ver mais

A hora e a vez da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A hora e a vez da criatividade  Por que não no Brasil? “Eu olho para as coisas como elas sempre foram e pergunto: Por quê? Eu olho para as coisas como elas poderão vir a ser e pergunto: Por que ...

Ver mais

Cala a boca, Magdo!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quem não se lembra do “Cala a boca, Magda”, repetido por Caco Antibes no Sai de Baixo? Magda, sua esposa, era de uma estupidez oceânica, e o bordão era gritado a cada asneira dita pela bela ...

Ver mais

Síndrome de Deus
Tom Coelho
Sete Vidas
“Existe uma força vital curativa com a qual o médico tem de contar. Afinal, não é o médico quem cura doenças: ele deve ser o seu intérprete.” (Hipócrates)   Dediquei-me nas últimas semanas ...

Ver mais

Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Sobre como aprender com nossos insucessos, ...

Ver mais

Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
O nome disso é livre mercado, goste você de Pimenta ...

Ver mais

Cafezinho 4 – A intolerância
Cafezinho 4 – A intolerância
Uma organização conhecida por investir em cultura ...

Ver mais

Cafezinho 3 – A inércia
Cafezinho 3 – A inércia
Issac Newton escreveu que “um objeto que está em ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 06

Videocast Nakata T02 06

Ciça Camargo -

REFLETINDO SOBRE PERCEPÇÃO

Em seu dia a dia você também é cliente e sabe que consumidores têm uma perspectiva diferente do fornecedor. Mais que isso: eles têm expectativas.

E como a perspectiva, todos temos expectativas únicas! Por isso é importante refletir sobre um velho conceito: o cliente sempre quer o melhor negócio.

O que é o “melhor negócio”

O “melhor negócio” é o que o cliente puder fazer em termos dos benefícios que ele deseja, relativo ao tempo que ele está disposto a investir na sua procura, o dinheiro que ele tem ou quer gastar e as alternativas de conjuntos de benefícios e preços disponíveis no mercado.

Está bem, a definição está longe de ser curta, mas ao separar elementos-chave dela, vamos compreendê-la rapidamente.

Benefícios

Que tipo de vantagens você pode oferecer ao cliente? Estão de acordo com a percepção dele sobre o que é benefício?

Tempo

Você também é cliente. Eu já disse isso, mas vale o reforço. Pense, quando você é um consumidor, quanto vale o seu tempo de espera na fila? Quanto você aceita esperar para que consertem o seu carro, por exemplo? O tempo é sagrado para o cliente.

Dinheiro

Aqui é preciso mergulhar na discussão do valor, que é diferente de preço. Preço é o que você paga. Valor é o que você recebe. Se você consegue construir para seu cliente uma percepção de valor superior, ele aceita pagar um preço mais alto. Mas, de novo, estamos falando do valor que você entrega, não do preço que você cobra.

Alternativas de conjuntos de benefícios e preços disponíveis

O que só você faz, que o torna diferenciado? Por que o cliente deve comprar e permanecer comprando de você, e não dos outros?

Para responder essa questão, vamos a um caso específico.

Compreendendo a perspectiva do cliente

O Zé é frentista num posto de gasolina. Chega o primeiro cliente e pede para encher o tanque. O Zé coloca o bico da bomba no tanque e vai limpar o vidro do carro. Quando ele coloca a mão no limpador de para-brisas, o cliente grita:

– Por favor não! Eu estou atrasado para uma reunião, encha o tanque e me deixa ir embora!

O Zé toma um susto, mas faz o que o cliente pede.

Em seguida entra outro cliente. Parecido com o primeiro. Pede para encher o tanque. Dessa vez o Zé coloca o bico e fica lá esperando… E o cliente diz:

– Escuta, você não vai limpar meu para-brisas? Ver o nível do óleo? Calibrar os pneus?

E o Zé corre fazer o que o cliente pede.

Minutos depois entra outro cliente. Parecido. O Zé pergunta se ele quer encher o tanque e o cliente responde:

– Talvez. Quanto custa a gasolina?

Percebeu? Três clientes parecidos, comprando o mesmo produto, no mesmo lugar, da mesma pessoa. E os três têm percepções completamente diferentes do que é “melhor negócio”.

Para o primeiro cliente, melhor negócio é tempo. “Seja rápido, tenho uma reunião”.

Para o segundo, é valor agregado. “O que mais eu ganho ao comprar gasolina?”.

Para o terceiro, é preço. “Se sua gasolina for mais cara, vou para outro posto.”

Se o Zé não for bom no que faz, vai oferecer preço pra quem quer prazo, prazo pra quem quer valor agregado, valor agregado para quem quer preço, porque não compreendeu a expectativa do cliente.

Fique com essa dica final:

O melhor negócio, na percepção do cliente, é onde deve estar ancorada toda nossa estratégia

E lembre-se: o melhor negócio, quem decide sempre, é o seu cliente.

Coloque-se no lugar dele.