Podcasts do Café Brasil

Podcast Café Brasil com Luciano Pires
439 – O limite da liberdade 1

Podcast Café Brasil 439 – O Limite da liberdade 1 – E aí, liberdade de expressão tem limite? E que limite é esse? Aliás, quem determina o limite? Vamos hoje dar uma primeira voltinha por esse terreno pantanoooosssooooo….

| 27/01/2015 - Luciano Pires
438 – Limpando a lista

Podcast Café Brasil 438 – Limpando a lista. Quando você se for, seu nome será apagado da lista ou permanecerá nela com carinho e respeito?

| 20/01/2015 - Luciano Pires
437 – Crônica para Charlie Hebdo

Podcast Café Brasil 437 – Crônica para Charlie Hebdo. E o ano de 2015 começa de um jeito sombrio, com gente morrendo por pensar diferente.

| 13/01/2015 - Luciano Pires
436 – The Dark Side of the Moon

Podcast Café Brasil 436 – The Dark Side of the Moon, a obra prima de Pink Floyd que há 40 anos influencia gerações. Viaje neste programa!

| 06/01/2015 - Luciano Pires
435 – O ouvinte fala

Podcast Café Brasil 435 – O ouvinte fala. No último programa de 2014 damos voz aos ouvintes que nos mandaram mensagens de voz pelo Whatsapp.

| 30/12/2014 - Luciano Pires
434 – O bom dinheiro

Podcast Café Brasil 434 – O bom dinheiro. Vamos falar daquela coisa atrás da qual quase todo mundo corre, mas que ainda tem gente que odeia?

| 23/12/2014 - Luciano Pires
433 – Minha ideia, minha obra

Podcast Café Brasil 433 – Minha ideia, minha obra. Vamos continuar naquela linha de discutir as pessoas que têm opiniões políticas contrárias às nossas e que, por isso, passamos a desprezar ou odiar ou ignorar. E quando é um artista, como é que fica? Será que a obra que nos emocionou perde o sentido?

| 16/12/2014 - Luciano Pires
432 – Descendo do muro

Que tempos nervosos, não? Alguém já disse que no Brasil, ter opinião é ofensa pessoal. Estou começando a concordar. Basta você assumir um lado pra começar a tomar pedradas. Que coisa! Por isso tanta gente prefere ficar em cima do muro, não é?

| 08/12/2014 - Luciano Pires
431 – No toca fitas do meu carro – Postmodern Jukebox

Mais um daqueles programas musicais, desta vez apresentando uma banda que talvez você não conheça, mas que tomou conta do toca fitas do meu carro: Postmoderm Jukebox, que pega sucessos pop e regrava como jazz, soul, ragtime, swing. É ouvir pra crer.

| 02/12/2014 - Luciano Pires
430 – Serendipidade

Este é um daqueles programas feitos para o nosso umbigo, com base em duas mensagens bem diferentes de nossos ouvintes com opiniões obre o Café Brasil. Complementa perfeitamente o programada semana anterior. Ouça e diga o que que você acha.

| 25/11/2014 - Luciano Pires
429 – Ela é petista, mas é minha amiga

E aí, hein? Seus amigos e amigas saíram do armário durante o período eleitoral, é? Assumiram a persona de adversários e inimigos? Brigaram com você pois você disse que ia votar em outro candidato? Magoou? Então ouça este programa…

| 18/11/2014 - Luciano Pires
428 – Tocando em frente

Acabamos de sair da mais disputada eleição presidencial da qual temos memória. Seu candidato ganhou ou perdeu? Se perdeu, o que você pode fazer? Este programa vai discutir o “e agora?”.

| 11/11/2014 - Luciano Pires
427 – Pai D´Égua Sumano

O programa de hoje vai levar você para uma viagem ao…Pará. Belém. Na Amazônia. Um pedaço do Brasil que a maioria dos brasileiros desconhece e que é repleto de riquezas. Até uma ervinhas no Ver-O-Peso vamos comprar! Prepare-se!

| 04/11/2014 - Luciano Pires
426 – Ostracismo Social

Hoje vamos tratar mais uma vez de cidadania, de eleições, de política, de votos! Por que será hein? Esse seu voto aí, ó… A questão é o que fazer depois das eleições? Como cobrar o candidato ao qual você passou uma procuração?

| 28/10/2014 - Luciano Pires
425 – Dia do podcast com Metacast

No dia 21 de outubro de 2004 foi ao ar o primeiro podcast feito no Brasil. Estamos portanto comemorando 10 anos dessa mídia que apaixona tanta gente. E o programa de hoje será um especial a respeito, feito por quem gosta e para quem gosta de podcasts.

| 21/10/2014 - Ciça Camargo
424 – Aos Vinte e Sete

Gênios acham que a vida como ela é, é pouco, precisam buscar mais, uma outra realidade, uma outra expressão, um algo que nós, os normais, não conseguimos perceber. E então se entregam… mas o corpo parece só suportar até os 27 anos.

| 14/10/2014 - Luciano Pires