Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

601 – Alfabetização para a Mídia II
601 – Alfabetização para a Mídia II
Publicamos um videocast sobre Alfabetização para a ...

Ver mais

600 – God Save The Queen
600 – God Save The Queen
Café Brasil 600... Chegou a hora de comemorar outra ...

Ver mais

599 – Gastando tempo
599 – Gastando tempo
Quem ouve o Café Brasil há algum tempo sabe da minha ...

Ver mais

598 – O bovárico
598 – O bovárico
Madame Bovary é um livro clássico que nos apresenta a ...

Ver mais

LíderCast 97 – Michael Oliveira
LíderCast 97 – Michael Oliveira
Michael Oliveira, que é criador e apresentador do ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Mostrem essa coragem toda!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não há mais o que falar, esmiuçar ou palpitar sobre a intervenção federal na Segurança do Rio de Janeiro. Entre especialistas da área, especialistas do nada, gente se fingindo de especialista e ...

Ver mais

Como não combater a inflação
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Como não combater a inflação  O livro que, infelizmente, poucos leram “Os controles são profunda e intrinsecamente imorais. Substituindo o governo da lei e da cooperação voluntária no mercado ...

Ver mais

Como vencer um debate tendo razão
Bruno Garschagen
Ciência Política
O estrondoso sucesso do psicólogo canadense Jordan Peterson tem mostrado coisas extremamente interessantes sobre como parte da sociedade reage diante de alguém que sabe defender corajosamente as ...

Ver mais

O oitavo círculo
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Faz uns bons anos, no departamento de trânsito de uma pequena e pacata cidade do interior paulista. Um cliente sofreu alguns danos em seu carro, devido aos quebra-molas exagerados, muito acima ...

Ver mais

Cafezinho 48 – As reformas
Cafezinho 48 – As reformas
Reformas estruturais implicam em mudanças na forma como ...

Ver mais

Cafezinho 47 – Os poblema
Cafezinho 47 – Os poblema
Como as mídias sociais revelaram o tamanho do desastre ...

Ver mais

Cafezinho 46 – Experimente
Cafezinho 46 – Experimente
Experimente abrir uma empresa. Seja o dono.

Ver mais

Cafezinho 45 – O louco
Cafezinho 45 – O louco
Na semana passada, quase sete anos após a apresentação ...

Ver mais

Café Brasil Curto 15 – Oito ou oitenta

Café Brasil Curto 15 – Oito ou oitenta

Luciano Pires -

Publiquei um post de uma amiga argentina e vive no Brasil há uns 4 ou 5 anos, chamado 20 razões para amar o Brasil e os brasileiros (https://www.facebook.com/luciano.pires/posts/897325193755023). Os comentários começaram legais, lembrando que temos mesmo que valorizar nossas virtudes. Mas logo chegaram os comentaristas que não conseguem admitir que possa existir algo de bom no Brasil. E o exercício de ler o post e os comentários nos provoca dissonância cognitiva, aquela sensação desagradável de conviver com duas ideias contraditórias ao mesmo tempo. Sabe quando você olha aquele franguinho a passarinho que sua mãe preparou com tanto carinho e lembra do documentário sobre matadouros de animais? Pois é. Dissonância cognitiva.

A dissonância cognitiva torna tudo absoluto, não existem mais meios termos. Desaprendemos a usar “talvez”, “alguns”, “a maioria”, ” a minoria”, evitando os malefícios da generalização. Surgem então os justiceiros sociais, aquela gente  mal humorada que exibe virtudes, princípios, credos e valores morais que na verdade não possui. Que pratica a censura para garantir a liberdade de opinião. Mata em nome da paz. Rouba em nome da justiça social. Agride em nome da democracia. Quebra a Constituição em nome da segurança jurídica. Diz uma coisa e age ao contrário. E na busca de uma utopia nos perdemos em confrontos. No “nós” contra “eles”. Que porre, meu!

Dá para dar um tempo e apreciar as 20 razões da minha amiga para amar o Brasil e os brasileiros? Dá para respeitar a opinião dela? Acho que dá para ter 40. 100. 1000 razões para amar o Brasil, sem imaginar que vivemos num paraíso. O Brasil pode ser céu e inferno ao mesmo tempo, aqui e agora.

Ler aquele post da minha amiga me fez muito bem ao trazer de volta coisas das quais eu posso me orgulhar. Por alguns segundos me vi refletindo a respeito, especialmente pelas palavras ditas por alguém que vivem em vários países e que não está aqui apenas em visita, mas vivendo e trabalhando.

Mas logo chegaram os que me acordaram daquele sonho e me esfregaram na cara a merda de país no qual vivemos. Será que tem de ser assim? 8 ou 80? Sempre? Será que cabe um “talvez”? Um “alguns”? ou “algumas vezes”? Cara, se dê ao direito de curtir coisas boas. Um pouco de mel em vez de só fel.

Vai mudar a realidade? Não. Mas seu coração agradece.