Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

A selhófrica da pleita
A selhófrica da pleita
Isca intelectual de Luciano Pires tratando do nonsense ...

Ver mais

Freestyle
Freestyle
Isca Intelectual de Luciano Pires dizendo que quando ...

Ver mais

571 – Fala sério
571 – Fala sério
Podcast Café brasil 571 - Fala Sério - Todo povo tem o ...

Ver mais

Café Brasil Curto 12 – Viver do passado
Café Brasil Curto 12 – Viver do passado
Que triste sina. Em vez de aprender com o passado, ...

Ver mais

Café Brasil Curto 11 – Os mais vivos
Café Brasil Curto 11 – Os mais vivos
Os vivos serão sempre, e cada vez mais, governados ...

Ver mais

570 – LíderCast 6
570 – LíderCast 6
Hoje apresentamos nosso elenco de convidados da ...

Ver mais

LíderCast 073 Lucas Mendes
LíderCast 073 Lucas Mendes
LíderCast 073 Lucas Mendes está à frente da implantação ...

Ver mais

LíderCast 072 Oscar Maroni
LíderCast 072 Oscar Maroni
Oscar Maroni se identifica como “dono de uma empresa ...

Ver mais

LíderCast 071 Bene Barbosa
LíderCast 071 Bene Barbosa
LíderCast 071 Bene Barbosa é um dos mais ferrenhos ...

Ver mais

LíderCast 070 – Alexandre Barroso
LíderCast 070 – Alexandre Barroso
Hoje conversamos com Alexandre Barroso, num programa ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A Era da Integração
Tom Coelho
Sete Vidas
“Eu sou eu mais as minhas circunstâncias.” (José Ortega y Gasset)   Um dia você apanha um velho álbum de fotografias e começa a revisitar seu passado. Entre as imagens registradas nas fotos ...

Ver mais

Nas redes sociais, você é o que publica
Mauro Segura
Transformação
A facilidade e a displicência com que publicamos algo numa rede social são incríveis. As vezes publicamos coisas que não entendemos bem e nem temos consciência do impacto que causamos.

Ver mais

Abaixo a polícia, viva o bandido!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não, pára. Tudo bem que nós, viventes dessa nau dos insensatos chamada Brasil, estamos com o couro grosso de tanta asneira, e achávamos que discursos de Dilma seriam o ápice da fronteira entre a ...

Ver mais

O Festival de Besteira que Assola a Esquerda Brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Diante da condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, intelectuais, professores, artistas, estudantes e os demais suspeitos de sempre negam que Lula tenha cometido os crimes pelos ...

Ver mais

Café Brasil Curto 06 – O Gestor

Café Brasil Curto 06 – O Gestor

Luciano Pires -

Então chega a pergunta: Luciano, porque ficam querendo que o Dória se pronuncie sobre temas como aborto, homofobia, racismo blábláblá, mimimi? O cara não tem que ser Gerente da cidade? Não é essa a função do prefeito?

Bem para responder vou ter de usar o conceito “direita x esquerda”, mesmo sabendo que ele hoje está esculhambado. E a resposta serve para qualquer um que se situar mais à direita. O Doria vem do meio que eu vim: o do empresariado, o do mundo dos negócios, onde a ideologia que vale é dar lucro, o resto é conversa de acadêmico e de político. O Doria ainda é um animal atrelado ao capital, sua ideologia é dar lucro. Com o tempo e o traquejo no universo da política, provavelmente começará a abraçar alguma causa e não tenho dúvidas que vai arrastar as asas para o que eles chamam de “social democracia”.

Para responder a pergunta então, vou situar o Doria mais à direita da esquerda que hoje é dona das narrativas, ok?

Os caras ficam querendo que o Dória se pronuncie sobre temas sociais porque a narrativa da esquerda se dá no campo moral. É para lá que eles arrastam a discussão, enquanto a direita fica no campo da economia e da eficiência de gestão, áreas às quais o povo não dá a menor bola. Aliás, áreas que não têm o menor apelo popular, onde não existe emoção, não existe poesia. Gestão e economia são 1 + 1 = 2. Ponto.

É preciso, portanto, arrastar o Doria – ou qualquer outro representante de uma ala que se situe mais à direita –  para a discussão moral, assim fica mais fácil destruí-lo, pois como gestor ele terá de tomar decisões que vão se chocar com a narrativa moral à qual estamos acostumados. Assim ele será o vilão que pinta a cidade de cinza; o desalmado que coloca a polícia para desmontar a cracolândia; o insensível que manda tirar famílias carentes de propriedades invadidas; o ogro que aumentou a velocidade das marginais e jogou a flor no chão, etc.

E se for possível tirar de sua boca uma opinião que possa ser classificada como homofóbica, misógina, preconceituosa ou “elitista”, tá feita a festa.

Entendeu? É na discussão moral que eles fazem a sua cabeça.

Eu sou o Luciano Pires e esta provocação faz parte do fitness intelectual que você encontra no www.cafebrasilpremium.com.br