Podcast Café Brasil com Luciano Pires
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

579 – A arte de falar merda
579 – A arte de falar merda
Tenha um filtro, meu caro, minha cara. Para o bem do ...

Ver mais

578 – O Círculo de ouro
578 – O Círculo de ouro
Você já parou para pensar que talvez ninguém faça ...

Ver mais

577 – Dois pra lá, dois pra cá
577 – Dois pra lá, dois pra cá
Existe uma divisão política, social e cultural no ...

Ver mais

576 – Gratitude
576 – Gratitude
Gratitude vem do inglês e francês e significa que ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 – Lúcia Helena Galvão Maya é diretora da ...

Ver mais

LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 – Tito Gusmão – Tito Gusmão é um jovem ...

Ver mais

LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 –Marcio Appel executivo à frente da ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Os jacobinos da “nova direita”
Bruno Garschagen
Ciência Política
Quando os antissocialistas mimetizam a mentalidade e a ação política do inimigo, tornam-se o espelho da perfídia.

Ver mais

A hora e a vez da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A hora e a vez da criatividade  Por que não no Brasil? “Eu olho para as coisas como elas sempre foram e pergunto: Por quê? Eu olho para as coisas como elas poderão vir a ser e pergunto: Por que ...

Ver mais

Cala a boca, Magdo!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quem não se lembra do “Cala a boca, Magda”, repetido por Caco Antibes no Sai de Baixo? Magda, sua esposa, era de uma estupidez oceânica, e o bordão era gritado a cada asneira dita pela bela ...

Ver mais

Síndrome de Deus
Tom Coelho
Sete Vidas
“Existe uma força vital curativa com a qual o médico tem de contar. Afinal, não é o médico quem cura doenças: ele deve ser o seu intérprete.” (Hipócrates)   Dediquei-me nas últimas semanas ...

Ver mais

Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Sobre como aprender com nossos insucessos, ...

Ver mais

Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
O nome disso é livre mercado, goste você de Pimenta ...

Ver mais

Cafezinho 4 – A intolerância
Cafezinho 4 – A intolerância
Uma organização conhecida por investir em cultura ...

Ver mais

Cafezinho 3 – A inércia
Cafezinho 3 – A inércia
Issac Newton escreveu que “um objeto que está em ...

Ver mais

Café Brasil Curto 06 – O Gestor

Café Brasil Curto 06 – O Gestor

Luciano Pires -

Então chega a pergunta: Luciano, porque ficam querendo que o Dória se pronuncie sobre temas como aborto, homofobia, racismo blábláblá, mimimi? O cara não tem que ser Gerente da cidade? Não é essa a função do prefeito?

Bem para responder vou ter de usar o conceito “direita x esquerda”, mesmo sabendo que ele hoje está esculhambado. E a resposta serve para qualquer um que se situar mais à direita. O Doria vem do meio que eu vim: o do empresariado, o do mundo dos negócios, onde a ideologia que vale é dar lucro, o resto é conversa de acadêmico e de político. O Doria ainda é um animal atrelado ao capital, sua ideologia é dar lucro. Com o tempo e o traquejo no universo da política, provavelmente começará a abraçar alguma causa e não tenho dúvidas que vai arrastar as asas para o que eles chamam de “social democracia”.

Para responder a pergunta então, vou situar o Doria mais à direita da esquerda que hoje é dona das narrativas, ok?

Os caras ficam querendo que o Dória se pronuncie sobre temas sociais porque a narrativa da esquerda se dá no campo moral. É para lá que eles arrastam a discussão, enquanto a direita fica no campo da economia e da eficiência de gestão, áreas às quais o povo não dá a menor bola. Aliás, áreas que não têm o menor apelo popular, onde não existe emoção, não existe poesia. Gestão e economia são 1 + 1 = 2. Ponto.

É preciso, portanto, arrastar o Doria – ou qualquer outro representante de uma ala que se situe mais à direita –  para a discussão moral, assim fica mais fácil destruí-lo, pois como gestor ele terá de tomar decisões que vão se chocar com a narrativa moral à qual estamos acostumados. Assim ele será o vilão que pinta a cidade de cinza; o desalmado que coloca a polícia para desmontar a cracolândia; o insensível que manda tirar famílias carentes de propriedades invadidas; o ogro que aumentou a velocidade das marginais e jogou a flor no chão, etc.

E se for possível tirar de sua boca uma opinião que possa ser classificada como homofóbica, misógina, preconceituosa ou “elitista”, tá feita a festa.

Entendeu? É na discussão moral que eles fazem a sua cabeça.

Eu sou o Luciano Pires e esta provocação faz parte do fitness intelectual que você encontra no www.cafebrasilpremium.com.br