Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

678 – Dominando a Civilidade
678 – Dominando a Civilidade
Vivemos uma epidemia de incivilidade que ...

Ver mais

677 – Teorias da Conspiração
677 – Teorias da Conspiração
Vivemos numa sociedade assolada por grandes ...

Ver mais

676 – Homem na Lua 2
676 – Homem na Lua 2
Cinquenta anos atrás o homem pousou na Lua. Mas parece ...

Ver mais

LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
O Abbey é um imigrante africano, que chegou ao Brasil ...

Ver mais

LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
Um dos mais influentes profissionais de comunicação ...

Ver mais

LíderCast 164 – Artur Motta
LíderCast 164 – Artur Motta
Professor que fez transição de carreira e usa podcasts ...

Ver mais

LíderCast 163 – Amanda Sindman
LíderCast 163 – Amanda Sindman
Profissional de comunicação, jornalista e mulher trans. ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Resumo da Aula 2 do Curso On-line de Filosofia (COF)
Eduardo Ferrari
Resumos e Artigos
A segunda aula do COF, ministrada em 21 de março de 2009, teve a duração de 3h43min e foi resumida em menos de cinco minutos de leitura, com o objetivo de levar ao conhecimento do leitor uma ...

Ver mais

A quem interessa a divisão da sociedade?
Jota Fagner
Origens do Brasil
O atual estado de intolerância ao pensamento diferente, manifesto nas agressões que começam nas redes sociais e terminam em confrontos físicos no meio da rua, é o resultado de um processo de ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPÍTULO 3 – MORFOLOGIA CATEGOREMÁTICA (parte 2)
Alexandre Gomes
Depois de listar todas as CATEGORIAS DE PALAVRAS, de acordo com a Gramática Geral irei tratar com mais calma de cada categoria. Seguindo a lista da lição anterior, vamos começar pelo grupo das ...

Ver mais

Simples assim
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Simples assim Excelência em Educação Dia 10 de agosto, compareci a um evento muitíssimo interessante. Estimulado pela chamada do convite eletrônico – Avanços na educação pública: o que podemos ...

Ver mais

Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
O problema do agrotóxico no Brasil não é dos ...

Ver mais

Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Ainda existe hoje uma cultura, muito estimulada por ...

Ver mais

Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Quem é o idiota que quer deliberadamente envenenar seus ...

Ver mais

Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Se não bastassem as dificuldades para comprar, ...

Ver mais

676 – Homem na Lua 2

676 – Homem na Lua 2

Luciano Pires -
Download do Programa

Xiiii…. A água infiltrou? A pintura manchou? O mofo voltou? O fungo pegou? Pô, meu, a umidade não perdoa, né? Pois é… e além dos os problemas estéticos, a umidade provoca várias doenças respiratórias. Mas a maioria dos problemas de umidade são fáceis de resolver com os produtos SIKA – S.I.K.A – a Líder Mundial em Impermeabilizantes. Acesse @sika_brasil no Instagram e coloque lá suas dúvidas! Ou simplesmente diga que conheceu a SIKA através do Café Brasil!

SIKA – S.I.K.A. – @sika_brasil,

Cinquenta anos atrás o homem pousou na Lua. Mas parece que cada vez mais gente não acredita nisso. Aliás, invadiram minhas redes sociais, viu?Enquanto eram os anciãos da antiga, era só uma piada. Mas agora é uma molecada, a maioria nascida depois do pouso do homem na  Lua, espalhando suas teorias por centenas de blogs, páginas e vídeos…

Que dureza…

Bom dia, boa tarde, boa noite. Você está no Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

Posso entrar?

Uau…. Você ouve Also Spratch Zarathrustra, (eu sempre tive problema em falar o nome dessa música…) Assim falou Zaratustra, na versão que o brasileiro Eumir Deodato lançou em 1973 e que fez um sucesso estrondoso. Eumir transformou a introdução da composição original de Richard Strauss num jazz-funk, chegando ao segundo lugar da Bilboard Hot 100 e levando o Grammy de Melhor Performance Instrumental Pop em 1974.

Ah, sim, e o Lalá botou em cima a contagem regressiva original da decolagem do Saturno 5 com a Apollo 11…

Olha! Entre 1960 e 1972 os  Estados Unidos mandaram 6 missões bem-sucedidas para Lua, com 12 astronautas que ficaram por lá cerca de 300 horas e, além de deixar para trás instrumentos e dezenas de equipamentos usados, trouxeram de volta quase 400 quilos de rochas lunares e uma história que inspirou a humanidade.

Mas em 1976 um sujeito chamado Bill Kaysing auto publicou um livro chamado We Never Went To The Moon – America´s Thirty Billion Dollar Swindle – Nós nunca fomos à lua – A fraude americana de trinta bilhões de dólares, onde ele contou que durante os anos 1960 ele trabalhou como redator técnico para a Rocketdyne,  um dos fornecedores da Nasa. Ele disse que sua função deu acesso a documentos que provavam que a missão Apollo foi uma farsa.

O livro fez um relativo sucesso e pronto. Bill passou o resto da vida aparecendo em programas de rádio e televisão e matérias de jornais e revistas defendendo sua teoria.

Em 1977 um filme chamado Capricornio One, com O. J. Simpson no elenco, contou a história da falsificação do pouso do homem em Marte, exatamente como se começava a dizer que havia acontecido com a Lua… Mais lenha na fogueira…

Em 2001 a rede de TVFox transmitiu um programa chamado “Teoria da Conspiração: Nos pousamos na lua?”. A resposta era um rotundo NÃO. Cerca de 15 milhões de pessoas assistiram o programa e… os terraplanistas compraram a tese. Pronto. Foi como um foguete lançando a teoria da conspiração para as alturas.

Dali pra frente a coisa só cresceu, com os filhotes dos terraplanistas, os lunaplanistas, tomando conta do Youtube. Até no Brasil eles estão…

Olha, as missões Apollo são as mais detalhadas missões já feitas, o público pode acessar transcrições, imagens, vídeos, gravações, projetos e dezenas de outros tipos de documentos. Pode examinar as rochas lunares, pode inspecionar os equipamentos usados e até mesmo as naves… pode até dar um tiro de laser na lua e receber de volta, por causa dos espelhos que os astronautas deixaram lá…  dá pra ver o que você quiser. Dá até para participar de cursos sobre navegação espacial na Nasa.

Mas mesmo assim, qualquer um que fale a respeito logo será questionado com um “como é que você prova que os homens foram pra lua, hein”? Seguido de uma previsível sequência de provas de que ninguém pousou lá, que foi tudo uma farsa… e com os indefectíveis kkkkkkkkkkk.

Olha! Não adianta dizer que a sonda LRO – Lunar Reconnaissense Orbiter, lançada em 2009, fotografou os diversos locais de pousos das missões Apollo, onde se pode ver artefatos e as trilhas de pegadas dos astronautas. 382 quilos de rochas lunares foram examinados por técnicos e cientistas de todo o mundo, atestando sua idade e origem. Espelhos refletores foram deixados em solo lunar e usados até hoje para medições da distância terra-lua.

Não adianta a análise técnica das imagens feitas pelos astronautas na Lua, impossíveis de serem falsificadas com a tecnologia de filmagem dos anos 60 e 70. No roteiro deste programa, que você pode baixar no portal coloquei um link que trata especificamente disso.

https://www.quora.com/How-do-we-know-the-moon-landing-was-real

Para os lunaplanistas, não adianta assistir vídeos dos jipes lunares andando na lua que mostram a poeira sendo levantada pelas rodas num padrão que só pode acontecer num ambiente com muito pouca gravidade. Não havia tecnologia de efeitos especiais para falsificar esse efeito no começo dos anos 70. É possível reproduzir matematicamente esse padrão para comprovar que os vídeos foram feitos num ambiente lunar.

Não adianta afirmar que não existem frequências de rádio secretas, qualquer pessoa com um mínimo de equipamento apropriado poderia acompanhar as transmissões entre os astronautas e os centros de controle e, através do efeito Doppler, saber se o transmissor está se afastando ou se aproximando. Cientistas de todos os países interessados na conquista da Lua fizeram isso, acompanhando a viagem da Apollo, sua órbita na lua e o retorno.

Além disso, não fazem a menor diferença as dezenas de provas de que os pousos ocorreram, produzidas por organizações além da Nasa. Em 2008, a sonda japonesa Selene fotografou diversos locais na lua e, quando modelos em 3D foram feitos a partir de suas imagens, as paisagens bateram perfeitamente com aquelas das fotos feitas pelos astronautas. Uma sonda indiana também fotografou evidências em 2009. E existem muitas outras evidências que você pode encontrar usando o Google.

Não adianta nada dizer que não há teoria da conspiração nem filmagens conduzidas por diretores de Hollywood.

É sempre complicado falar sobre essas provas ou sobre nossas certezas, num mundo que é regrado por crenças. É disso que se trata. Crenças. E vale pra tudo, viu? Para as vacinas de seus filhos, para o melhor carro que você pode comprar, para o time de futebol, para o candidato mais honesto ou para o juiz que prende corruptos… Está cada dia mais difícil e se não completamente impossível, verificar se nossas crenças estão corretas.

Você fala A, vem um monte de gente provando que é B. E aí você fala B e vem outro monte provando que é C.

Eu tenho certeza que o homem pousou na lua, mas todos os argumentos que eu tenho são ainda não verificáveis de forma irrefutável. Aí vem o lunaplanista dizendo que é mentira que o homem pousou na lua e seus argumentos também são não verificáveis.

Sabe como isso termina? Não termina. A discussão cai num looping infinito de argumentos, que só fazem sentido para quem acredita neles.

Mostre uma fotografia. É Photoshop.

Mostre um vídeo. É manipulado.

Mostre uma gravação. É falsa ou tirada do contexto.

Mostre uma pesquisa. É tendenciosa.

Mostre um índice e vem um “mas” que o reduz a nada.

Tudo se trata de manipular as crenças da sociedade. Sempre foi assim e sempre será. E se que alguém se torna capaz de controlar a opinião pública, não é preciso provar mais nada. Tudo se transforma em credos…  que estão lá, encravados no fundo de nossas mentes. O que é real, não importa mais.

Aí vem as teorias sobre 11 de Setembro, a Área 51, o ET de Varginha, o Triângulo das Bermudas, a descida do homem na Lua… que são divertidas, ótimas para passatempo e para exercitar a nossa imaginação. Estimulam crenças que não fazem mal para ninguém, só para a imagem do crente.

Mas atrás dessas teorias divertidas vêm outras muito mais perigosas. Como as que falam da vacinação que causa doenças, de curas milagrosas e que colocam em dúvida fatos cientificamente comprovados. A coisa é tão pesada que até o Youtube comunicou recentemente que seu algoritmo ia parar de dar destaque para essas maluquices.

Não sei se parou pra você… minha timeline do Youtube continua cheia de lunaplanista…

“Bom dia, boa tarde, boa noite, Luciano. Aqui quem fala é Renato da cidade de São Paulo. eu sou um ouvinte do podcast Café Brasil e do LiderCast, tem cerca de três anos e primeiramente eu gostaria de te agradecer por esse conteúdo  incrível dos dois podcasts. São transformadores. A aplicação prática no dia a dia é incrível, os resultados, as reflexões. Te agradeço profundamente por esse conteúdo tão valioso, inclusive eu lembro quando eu recebi um e-mail da Confraria, eu acho que eu fui um dos primeiros assinantes da Confraria. Quando chegou o e-mail eu li e na hora fiz a assinatura. Hoje eu sou assinante do Café Brasil Premium também, já tem um bom tempo e o conteúdo é incrível. Se o podcast Café Brasil e o LíderCast já são demais, o Café Brasil Premium, de fato, é a Netflix do conhecimento. O conteúdo  é incrível.

Tem cerca de um ano e meio que eu estou num projeto de um lançamento de um produto e agora no mês de junho nós fizemos o lançamento desse produto, né? Mas o que ocorre, Luciano? Duas semanas antes da gente lançar o nosso produto, uma outra empresa acabou lançando o mesmo produto. É incrível né, cara?  Passou um ano emeio do projeto, desenvolvendo a ferramenta, estudando o mercado e aí no finalzinho da nossa caminhada aparece uma empresa, faz o lançamento do produto… assim… é até meio estranho, porque é muito semelhante, duas semanas antes lançaram, primeiro basicamente um cadastro, né? Apenas para as pessoas se cadastrarem, nossa plataforma já está completa e a gente avançou, eles estão avançando também e assim, cara: nessa caminha aí eu estou… você vai abrindo mão de uma série de coisas, né? Pra se dedicar aí ao lançamento do produto, essa questão do empreendedorismo, o caminho é bem árduo, né?

A gente ouve histórias, a gente vê pessoas falando, no próprio LíderCast a gente ouve muita coisa, mas uma coisa é você ouvir a história de uma pessoa, outra coisa é você viver essa história, né? Então o seu dia a dia, uma série de coisas que você precisa abrir mão, é bem doloroso, né? E aí chega no final agora, o que era pra ser uma alegria está se tornando um transtorno né? Porque acaba afetando o nosso  psicológico e é bem doloroso, né?

Então, por que desse  áudio também, né Luciano? Eu gostaria de uma  opinião sua, né? Essa empresa aí que está lançando esse produto, eles estão apenas com o cadastro, eles já entraram na nossa plataforma, já se cadastraram, já se movimentaram, né? Ou seja, devem estar avaliando. E você aí, além de todo esse conhecimento que você tem, tem a parte do marketing também, que você trabalhou por antos anos, você recomendaria, teria alguma sugestão ou alguma coisa nessa linha, pra passar aqui como uma dica? Eu  seria agraciado aqui pelo teu direcionamento, tá bom?

Um abraço, meu amigo. Felicidade, sucesso aí. vida longa ao Café Brasil e ao LíderCast. Um abraço”.

Grande Renato, obrigado pelos elogios ao nosso trabalho aqui, dá força pra gente continuar, viu? Sobre seu problema de lutar com um competidor, sem saber os detalhes fica complicado dar opinião, mas eu vou dar uma mesmo assim, que serviu pra mim. Durante toda a minha vida eu sempre fiz questão de confrontar os concorrentes. Nas grandes exposições eu procurava onde estariam os estandes dos gigantes do setor e fazia questão de colocar o nosso, menor, mais humilde, na frente. E ali a gente botava um atendimento, uma atração, um relacionamento sem igual. Eu queria que as pessoas experimentassem ambos e saíssem dizendo: eles não são os maiores, mas são os melhores. É isso que você tem de fazer, cara. Invista naquilo que seu concorrente não vai poder copiar: no JEITÃO como vocês fazem negócio. O resto é tecnologia, e tecnologia o dinheiro compra…

Não sei se ajudou, mas ouça este programa pra ver como uma concorrência pode ajudar a ir pra frente.

Muito bem. O Renato receberá um KIT DKT, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculinos. Basta enviar seu endereço para [email protected].

A DKT distribui as marcas Prudence, Sutra e Andalan, contemplando a maior linha de preservativos do mercado, além de outros produtos como anticonceptivos intrauterinos, géis lubrificantes, estimuladores, coletor menstrual descartável e lenços umedecidos. A causa da DKT é reverter grande parte de seus lucros para projetos nas regiões mais carentes do planeta para evitar gravidez indesejada, infecções sexualmente transmissíveis e a AIDS. Ao comprar um produto Prudence, Sutra ou Andalan você está ajudando nessa missão!

facebook.com/dktbrasil.

Vamos lá então!

Luciano – Lalá, na hora do amor, como é que você lida com o concorrente, hein?

Lalá – Ah, eu tiro de letra. Ele não usa Prudence!

Luciano – Muito bem.

Sobre o homem na Lua, as teorias da conspiração vão para caminhos que são até divertidos. Pouco mais de um ano antes do pouso lunar, um filme que marcou época foi lançado: 2001 – Uma Odisséia no Espaço, de Stanley Kubrick. O filme mostrava imagens do espaço num grau de fidelidade como nunca havíamos visto. É maravilhoso.

Não demorou para surgir a conversa de que a Nasa contratou Stanley Kubrick para dirigir as filmagens de um pouso lunar falso. Os astronautas seriam vistos pelo mundo todo subindo o elevador do foguete Saturno 5, mas desceriam por outro elevador escondido e o  foguete decolaria vazio…

Ou então o foguete decolou com os astronautas mas permaneceu orbitando a terra enquanto o mundo recebia as imagens falsas feitas num estúdio e dirigidas pelo mago de 2001 – Uma Odisséia no Espaço. Igualzinho o filme lá, Capricórnio 1. Tem gente que jura de pés juntos que foi isso que aconteceu. Até um documentário chamado Room 237 – Teorias Loucas sobre O Iluminado trata disso, mostrando sinais no clássico de terror O Iluminado que seriam uma confissão de Stanley Kubrick sobre a farsa do pouso lunar…

Até um suposto vídeo que um sujeito barbudo que se passa por Stanley Kubrick, existe na internet, confessando que ele fez a filmagem. É patético.

Algum tempo atrás a filha de Stanley, Vivian Kubrick , publicou uma manifestação no Twitter a respeito. Ela disse assim, ó:

“Certamente um artista como meu pai, cujo profundo grau de integridade artística é auto evidente, cuja consciência política e social é manifestada em quase todos os filmes que ele fez, cujas abordagens altamente polêmicas de diversos assuntos colocaram sua vida em risco, e que mesmo assim continuou fazendo seus filmes… você não acha que ele seria a última pessoa a ajudar o governo dos Estados Unidos nessa terrível traição de seu próprio povo?

Existem muitas conspirações muito reais que aconteceram ao longo da História e estão acontecendo no presente. Eu estou muito consciente das terríveis manipulações perpetradas por governos, serviços secretos, banqueiros, pelo complexo militar-industrial, etc. Mas e essas alegações de que o pouso na Lua foi forjado pelo meu pai? Eu não consigo entender isso!!? Como alguém poderia acreditar que um dos maiores defensores da humanidade cometeria ato de tamanha traição?

O trabalho artístico de meu pai está em sua irrepreensível defesa.

Finalmente, independente do meu amor por meu pai, eu o conhecia! Eu vivi e trabalhei com ele, portanto perdoe minha aspereza quando digo categoricamente: a tal verdade que esses obsessivos persistem em espalhar – de que meu pai trabalhou com o governo norte americano para falsificar o pouso na lua é uma mentira grotesca. “

Pois é… mas deixa de bobagem, vai… é claro que a filha do Kubrick está mentindo.

Ela faz parte da conspiração…

Vamos lá.

Você consegue provar que houve uma revolução em 1964? Ou foi um golpe? Getúlio Vargas se suicidou ou foi assassinado? Os americanos invadiram as praias da Normandia no Dia D? Você vai querer me convencer só por causa de uns ferros enfiados na areia e uma placa comemorativa? Houve o Holocausto matando milhões de Judeus? Quem pode provar, hein? As testemunhas ainda vivas? Os campos de concentração reformados? Filmes que foram falsificados? Tá cheio de negacionistas provando matematicamente que nada daquilo existiu!

Tem gente que dá risada quando se fala dos milhões de mortos debaixo do bigode de Stalin ou das banhas de Mao…

E o Titanic, hein? Afundou mesmo? Será que não foi tudo um tremendo golpe publicitário?

Estamos questionando coisas que aconteceram ontem, com testemunhas oculares ainda vivas!… Vá pro passado então, meu!

Será que existiu Nero? Julio Cesar? E Jesus Cristo? Maomé?

Prove!

Meu, os caras questionam as imagens de dois aviões entrando em dois prédios, com transmissão ao vivo para o mundo todo e milhares de pessoas assistindo lá, no local… Dizem que foram mísseis… ou então hologramas.

Tá vendo? É tudo uma questão de crenças… e essa é a grande batalha da comunicação e da engenharia social: fazer com que você acredite.

Groucho Marx resumiu tudo numa frase brilhante:

Afinal.. você vai acreditar em mim ou nos seus próprios olhos?

Deixe-me então reforçar a prova mais prosaica da descida do homem na Lua. Antes disso vou voltar no tempo…

Em maio de 1960 um avião U2 de espionagem norte-americano foi abatido quando tirava fotos sobre a União Soviética. Os Estados Unidos, por meio da NASA, soltaram uma nota dizendo que um avião de pesquisa havia desaparecido no norte da Turquia. Inventaram uma história de problemas técnicos… O premiêr soviético, Nikita Khrushchev, ao saber da mentira norte-americana, anunciou que um avião espião havia sido derrubado. E mais não disse. Os norte-americanos reagiram então, divulgaram nota oficial com detalhes sobre o desparecimento do avião de pesquisas meteorológicas que entrou no espaço aéreo soviético e se perdeu, com o piloto reportando problemas técnicos. Negaram qualquer intenção de espionagem.

Mas eles não sabiam que os soviéticos estavam com o avião abatido em seu poder e com o piloto norte-americano, Gary Powers, vivo. Recuperaram a câmera fotográfica e revelaram ao mundo a farsa norte-americana, provocando uma das maiores humilhações que os Estados Unidos já passaram. Dias depois aconteceria um encontro entre os presidentes Eisenhower e Krushchev em Paris, que terminou antes de começar, pois o presidente dos Estados Unidos se recusou a pedir desculpas públicas.

Eu conto isso para mostrar como era o clima de confronto entre as duas superpotências. Tá cheio de lunaplanista por aí dizendo que Estados Unidos e União Soviética eram amiguinhos na corrida espacial… Truco!

Em 1961 os Estados Unidos estavam profundamente frustrados. Houve uma escalada na Guerra Fria e mão peluda soviética estava chegando a seu quintal… os caras instalaram uma base com mísseis em Cuba! Em 1957 lançaram o Sputnik, primeira nave em órbita da Terra. E o russo Yuri Gagarin havia se tornado o primeiro homem no espaço. Os norte-americanos estavam perdendo a guerra psicológica e a corrida espacial.

John Kennedy sabia que algo precisava ser feito. E rápido. Ele precisava de uma vitória impressionante, algo que impactasse o mundo e deixasse clara a capacidade de liderança dos norte-americanos.

E a decisão pela corrida espacial foi o que formatou os programas espaciais norte americanos e soviéticos.

Mais que uma conquista em nome da ciência, tratava-se de política.

Por volta do Natal de 1968 a bordo da Apollo 8, Frank Borman, Bill Anders e Jim Lowell contornaram a lua pela primeira vez. A Apollo 8 não tinha o módulo lunar, que estava em desenvolvimento. A ideia era: mande logo esses caras pra Lua, mesmo que não seja pra descer nela. Vamos chegar lá antes dos soviéticos! Os diretores da NASA temiam que os soviéticos estivessem trabalhando exatamente na mesma missão: contornar a lua pra poder dizer que chegaram primeiro.

Sete meses mais tarde, quando a Apollo 11 entrou em órbita da lua, havia uma espaçonave soviética por lá, a Luna 15, que fora lançada poucos dias antes da Apollo. Os soviéticos inclusive compartilharam o plano de voo com os norte-americanos…Ninguém queria uma trombada de naves na Lua, não é? Sem nenhum cosmonauta dentro, a missão da Luna 15 era pousar na lua, recolher amostras e retornar para a terra antes dos astronautas norte-americanos. Assim os russos poderiam ao menos dizer que foram os primeiros a trazer amostras da Lua.

Conta a história que os norte-americanos já caminhavam na superfície lunar quando a Luna 15 começou a descer até colidir, provavelmente com alguma montanha lunar no Mare Crisium.

Por que estou dizendo tudo isso, hein? Para mostrar que a corrida espacial era séria, nenhum dos lados queria perder.

Mas vejamos outras informações: mais de 410 mil norte-americanos trabalharam no projeto Apollo, em cerca de 20 mil empresas envolvidas no fornecimento de todo tipo de componente e serviço. Toda essa gente fazia parte da conspiração, é? E seus familiares, hein? Mais de 1 milhão de pessoas… ninguém nunca falou da conspiração, ali, ao pé do travesseiro, é?

Ah, foram todos enganados, não é?

E a imprensa, hein? Milhares de jornalistas acompanharam todas as fases do projeto, avidamente buscando manchetes. Não só na Nasa, mas nas empresas que construíam a Apollo, em todos os Estados Unidos. Ninguém pegou nada, nadinha da conspiração.

Existem milhares de horas de gravações de diálogos entre as naves e os centros de controle, onde milhares de controladores conversavam entre si. Foram mais de 2.500 horas de voos da Apollo, registradas segundo a segundo e acompanhadas por estações em todo o mundo. Imagine que tudo isso foi roteirizado, todo mundo ensaiou e eram artistas fantásticos, interpretando os textos com emoção, medo e alegria. Puta atores, meu! Dá pra ouvir isso tudo na internet…

E os soviéticos? Eles tinham centenas de espiões operando nos Estados Unidos, nenhum pegou nada da conspiração? Nada, é?

Não, os soviéticos preferiram ficar quietos, esqueceram seus investimentos, os sacrifícios, o orgulho de dezenas de anos, deixaram pacificamente os norte-americanos vencerem a corrida espacial e voltaram para casa com o rabo entre as pernas. Calaram seus milhares de cientistas e técnicos que certamente acompanharam minuciosamente o pouso na Lua. Mas não disseram nada pois certamente fazem parte da grande conspiração mundial… Ou então ficaram com peninha depois daquela humilhação com o avião U2.

Eu falei isso para uma negacionista mas não adiantou. Ela insiste que os soviéticos estavam em guerra fria com os norte-americanos, mas na corrida espacial, foram cúmplices…

Olha! Sabe quem sabe das coisas?É a Nakata, viu? Que fabrica autopeças para veículos leves, pesados e motos e mantém um blog com dicas para ajudar você a cuidar bem do seu carro e economizar na manutenção. E com dicas técnicas para o seu mecânico. Se você acessar o blog.nakata.com.br e deixar lá um comentário dizendo que chegou pelo Café Brasil, concorrerá todo mês a um curso online na Udemy. São milhares de cursos e o ganhador poderá escolher qualquer um até o valor de 250 reais. Três ouvintes já ganharam. E você? Tá esperando o quê?

blog.nakata.com.br.

Tudo azul? Tudo Nakata.

Olha, eu não tenho esperança nenhuma de convencer um lunaplanista de que o homem pousou na lua. Eles não querem acreditar. Não há nada que possa ser dito, mostrado ou evidenciado, que faça com que mudem sua crença sobre a conspiração. A questão deles não é de ciência, é de fé.

E lá vem eles…

Os astronautas deixaram espelhos na Lua que são usados até hoje, é? Uma sonda podia ter feito isso.

Há imagens dos locais de pouso? Photoshop.

Rochas lunares? São meteoritos recolhidos pela turma da Nasa na Antártida.

Sistemas tecnologicamente sofisticados de geração de energia, proteção contra calor e radiação? Bobagem. Não tinham tecnologia pra isso.

Cálculos sofisticadíssimos de navegação? Mas como, sem os computadores de hoje?

E as sombras? E a falta de estrelas? E a bandeira que tremula?

Que saco, cara… o Youtube está cheio de vídeos explicando cada um desses pontos.

E aí vem o argumento fundamental:

– Luciano, mas então porque é que os norte-americanos não mandam astronautas pra lá outra vez?

Porque é caro, porra! Porque o fator político não existe mais. Porque qualquer esforço neste momento está voltado para a exploração dos planetas, para o espaço profundo, para o desenvolvimento das telecomunicações, para controle do clima, para pesquisas que dão resultados mais imediatos que ir à lua. E principalmente porque ninguém nunca mais vai aprovar que dinheiro público seja investido num programa espacial só pra provar pra meia dúzia de maluco aquilo que já se sabe. Aliás, meia dúzia não. Já são doze. E não param de crescer…

Mas fique frio aí. Já já o Elon Musk manda uma sonda pra lá.

Mas como eu disse no Podcast Café Brasil 675 – Homem na Lua, se pousamos ou não na lua, não muda a vida de ninguém. Eu vivo num mundo que aproveita as milhares de invenções que facilitaram nossas vidas e surgiram a partir dos esforços da corrida espacial.

Eu prefiro admirar e honrar os esforços das pessoas que abraçaram uma ideia maluca, impossível e fizeram acontecer, colocando suas vidas em risco ou até mesmo, como aconteceu com os astronautas da Apollo 1, morrendo no processo.

O pouso do homem na lua é muito mais que uma façanha tecnológica, é uma conquista do espírito humano com impactos na cultura e capaz de inspirar gerações a seguir em frente e fazer mais, ir além.  Só isso já justifica minha crença.

Walking on the moon
Sting

Giant steps are what you take
Walking on the moon
I hope my legs don’t break
Walking on the moon
We could walk forever
Walking on the moon
We could live together
Walking on, walking on the moon

Walking back from your house
Walking on the moon
Walking back from your house
Walking on the moon
Feet they hardly touch the ground
Walking on the moon
My feet don’t hardly make no sound
Walking on, walking on the moon

Some may say
I’m wishing my days away
No way
And if it’s the price I pay
Some say
Tomorrow’s another day
You stay
I may as well play

Giant steps are what you take
Walking on the moon
I hope my legs don’t break
Walking on the moon
We could walk forever
Walking on the moon
We could be together
Walking on, walking on the moon

Some may say
I’m wishing my days away
No way
And if it’s the price I pay
Some say
Tomorrow’s another day
You stay
I may as well play

Keep it up, keep it up

Andando na lua

Passos gigantes são o que você dá
Andando na lua
Eu espero que minhas pernas não quebrem
Andando na lua
Nós poderiamos andar pra sempre
Andando na lua
Nós poderiamos viver juntos
Andando na,andando na lua

Voltando da sua casa
Andando na lua
Voltando da sua casa
Andando na lua
Meus pés dificilmente encostam no chão
Andando na lua
Meus pés dificilmente fazem barulho
Andando na,andando na lua

Alguns podem dizer
Eu estou desejando meus dias ao longe
Sem chance
E se esse é o preço eu pago
Alguns dizem
Amanhã é um novo dia
Você permanece
Eu posso jogar bem

Passos gigantes são o que você dá
Andando na lua
Eu espero que minhas pernas não quebrem
Andando na lua
Nós poderiamos andar pra sempre
Andando na lua
Nós poderiamos viver juntos
Andando na,andando na lua

Alguns podem dizer
Eu estou desejando meus dias ao longe
Sem chance
E se esse é o preço eu pago
Alguns dizem
Amanhã é um novo dia
Você permanece
Eu posso jogar bem

Mantenha-se firme,mantenha-se firme

Muito bem, é então ao som de Walking on the moon, com The Police, que vamos nos preparando pra voltar pra terra.

Olha, se sua crença é diferente da minha e você é um lunaplanista, ou apenas um negacionista, tudo bem. Continue suas pesquisas, alimente as teorias e, e se um dia você provar que estava certo, que foi tudo uma grande mentira, eu colocarei meu chapéu de trouxa e continuarei tocando minha vida. Agora eu preciso ir. Tenho um boleto pra pagar.

O Café Brasil é produzido por quatro pessoas. Eu, Luciano Pires na direção e apresentação, Lalá Moreira na técnica, Ciça Camargo na produção e,você aí ó, completando o ciclo.

De onde veio este programa tem muito mais, especialmente para quem assina o cafebrasilpremium.com.br, a nossa “Netflix do Conhecimento”, onde você tem uma espécie de MLA – Master Life Administration. Então acesse cafedegraca.com e experimente o Premium por um mês, sem pagar.

O conteúdo do Café Brasil pode chegar ao vivo em sua empresa através de minhas palestras. Acesse lucianopires.com.br e vamos com um cafezinho ao vivo.

Para o resumo deste programa, acesse portalcafebrasil.com.br/676.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Para terminar, uma frase de Neil Armstrong:

Houston, aqui é da Base da Tranquilidade. A Águia pousou.

Rocket man
Elton John

She packed my bags last night, preflight
Zero hour, 9 AM
And I’m gonna be high
As a kite by then

I miss the Earth so much
I miss my wife
It’s lonely out in space
On such a timeless flight

And I think it’s gonna be a long, long, time
‘Til touchdown brings me ‘round again to find
I’m not the man they think I am at home
Ah, no, no, no
I’m a rocket man
Rocket man
Burnin’ out his fuse
Up here, alone

And I think it’s gonna be a long, long, time
‘Til touchdown brings me ‘round again to find
I’m not the man they think I am at home
Ah, no, no, no
I’m a rocket man
Rocket man
Burnin’ out his fuse
Up here, alone

Mars ain’t the kind of place
To raise your kids
In fact, it’s cold as hell
And there’s no one there to raise them
If you did

And all this science
I don’t understand
It’s just my job
Five days a week
A Rocket Man
Rocket Man

And I think it’s gonna be a long, long time
‘Til touchdown brings me ‘round again to find
I’m not the man they think I am at home
Ah, no no no
I’m a rocket man
Rocket man
Burnin’ out his fuse
Up here, alone

And I think it’s gonna be a long, long time
‘Til touchdown brings me ‘round again to find
I’m not the man they think I am at home
Ah, no no no
I’m a rocket man
Rocket man
Burnin’ out his fuse
Up here, alone

And I think it’s gonna be a long, long, time
And I think it’s gonna be a long, long, time
And I think it’s gonna be a long, long, time
And I think it’s gonna be a long, long, time

Astronauta

Ela fez minhas malas, noite passada, antes do voo
Hora do lançamento: 9 da manhã
E eu estarei tão alto
Quanto uma pipa quando chegar lá

Sinto muitas saudades da Terra
Sinto saudade da minha esposa
É solitário lá fora, no espaço
Num voo infinito assim

E acho que vai demorar muito, muito tempo
Até que a aterrissagem me traga de volta para descobrirem
Que não sou o homem que acham que eu sou em casa
Ah, não, não, não
Sou um astronauta
Astronauta
Perdendo a calma
Aqui em cima, sozinho

E acho que vai demorar muito, muito tempo
Até que a aterrissagem me traga de volta para descobrirem
Que não sou o homem que acham que eu sou em casa
Ah, não, não, não
Sou um astronauta
Astronauta
Perdendo a calma
Aqui em cima, sozinho

Marte não é o melhor lugar
Para criar os seus filhos
Na verdade, é frio como o inferno
E não tem ninguém lá para criá-los
Se você tentou

E toda essa ciência
Eu não entendo
É apenas o meu trabalho
Cinco dias por semana
Um astronauta
Astronauta

E acho que vai demorar muito, muito tempo
Até que a aterrissagem me traga de volta para descobrir
Que não sou o homem que acham que eu sou em casa
Ah, não, não, não
Sou um astronauta
Astronauta
Perdendo a calma
Aqui em cima, sozinho

E acho que vai demorar muito, muito tempo
Até que a aterrissagem me traga de volta para descobrirem
Que não sou o homem que acham que eu sou em casa
Ah, não, não, não
Sou um astronauta
Astronauta
Perdendo a calma
Aqui em cima, sozinho

E acho que vai demorar muito, muito tempo
E acho que vai demorar muito, muito tempo
E acho que vai demorar muito, muito tempo
E acho que vai demorar muito, muito tempo