Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 28 – No grito
Cafezinho 28 – No grito
Não dá pra construir um país no grito.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

558 – O Café Brasil Premium

558 – O Café Brasil Premium

Luciano Pires -

Muito bem… no décimo segundo ano do programa Café Brasil, a gente juntou tudo que aprendeu e se prepara para lançar o Café Brasil Premium. E hoje vou contar pra você do que se trata.

Posso entrar?

Amigo, amiga, não importa quem seja, bom dia, boa tarde, boa noite, este é o Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

E quem vai levar o e-book Me engana que eu gosto é a Isabel.

“Oi Luciano. Tudo bem? Aqui quem fala é a isabel, novamente, de Blumenau, aquela que fez o trecking até o campo base do Everest.

Estou mandando esse áudio, não é nem pra veicular, nem nada, enfim… Eu acabei de ouvir o seu podcast da revolução e eu sou uma das ouvintes que ainda não paga o podcast, o seu podcast. Não que eu não dê valor a isso puta, dou muito valor e quero pagar. Sabe o que que é? Eu sou brasileira. Eu estou ouvindo o podcast, normalmente eu ouço no carro em algum trajeto, quando chego no destino tenho milhares de coisas pra fazer e esqueço de pagar. Sabe, eu esqueço. Eu esqueço, realmente eu esqueço. Por isso que eu não paguei. E acredito que como eu deve ter mais muitos que pelo menos você chegue a 1% atingindo essa fatia de pessoas que tem preguiça, que esqueceram, porque não colocaram como a prioridade ou enfim, acham super importante, poderiam pagar mas esquecem que a rotina do dia engole e a gente esquece de pagar. 

Enfim. Não sei qual seria a solução mas, alguma estratégia de lembrar essas pessoas durante o dia, de fazer isso. Seja no Whatsapp, que muitos vão achar que é mendigagem mas, criar alguma estratégia pra abordar esse tipo de gente. Estou falando no carro agora, talvez chegue em casa e esqueça de pagar, sabe. Então acho que that’s the point. Acho que é uma forma de se conseguir atingir esse problema, das pessoas que estão dispostas só que esquecem, com certeza o número de assinantes vai aumentar. 

Será que eu lembro quando chegar em casa? Abraço.”

Bom… tá dado o recado pra quem esquece de assinar! Se mexe aí, ô esquecido, se mexe aí, ô esquecida! É claro que a gente tem a vida cheia, a cabeça cheia, e acaba deixando pra depois coisas que não são tããããããoooo importantes. E assim vai levando. Vamos ver se com este programa eu jogo o Café Brasil pra frente da sua fila.

Muito bem. A Isabel , receberá um KIT DKT, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculino e feminino. PRUDENCE é a marca dos produtos que a DKT distribui como parte de sua missão para conter as doenças sexualmente transmissíveis e contribuir para o controle da natalidade.  O que a DKT faz é marketing social e você contribui quando usa produtos Prudence. facebook.com/dktbrasil.

Vamos lá então! Lalá! Hoje eu quero esquecido.

Na hora do amor, use

Lalá – Oi? Hã?

Luciano – Prudence.

Lalá – Ah! Prudence

O Café Brasil nasceu como um programa de rádio em 2005 e se transformou em podcast em 2006. Por volta de 2009 nasceu o Portal Café Brasil, desmembrado do site lucianopires.com.br e em 2015 nasceu o LíderCast. É mais ou menos assim: a cada cinco anos a gente tem uma grande novidade, um acréscimo a este negócio chamado Café Brasil, que ainda não sabemos no que se tornará.

Uma coisa, no entanto, jamais perdi de vista: eu não sou podcaster, não sou palestrante, não sou videocaster, não sou blogueiro. Sou criador de conteúdo. Trabalho com content marketing desde muito antes desse termo virar moda e esse é meu negócio: criar conteúdo. Uso blog, site, podcast, videocast e palestras para distribuir meu conteúdo. E por mais de uma década eu fiz isso de graça.

Toda semana, desde 2001, publico um artigo. Toda semana desde 2005 um programa de rádio. Toda semana desde 2006 um podcast. Toda semana desde 2015 um LíderCast. Sem contar as mídias sociais. Conteúdo de montão, gratuito pra quem quiser.

O grande desafio sempre foi monetizar esse conteúdo. A gente sempre viveu à sombra dos grandes portais, dos grandes blogs, dos grandes programas de rádio. Completamente fora do radar das agências de publicidade e dos anunciantes. E sempre fora do hype, dos movimentos da moda, muito longe dos blogueiros e youtubers que explodiram nos últimos anos. Cara! A gente é chato, tem a voz pastosa, um sotaque esquisito, fala de coisas pentelhas, usa músicas velhas e pra piorar, tirando a Ciça e o Lalá, somos coxinhas, direitistas e reacionários. Quem é que pode querer se aproximar de gente assim, hein?

Pois é. Mas nesses dez anos fomos construindo uma audiência proprietária, gente que gasta tempo e energia pra ouvir a gente, que não está aqui por acaso, que teve de ir atrás , de assinar o programa, acessar o portal, gente que está aqui porque quer estar. E que hoje atingiu um número que, se não impressiona os que estão acostumados com os milhões de seguidores dos Youtubers, é respeitável: calculo cerca de 300 mil ouvintes/leitores. É meio difícil dimensionar essa população, já que ela é a soma de rádio com podcast com portal com mídias sociais, vários ouvintes se sobrepõem, mas esse é um número conservador que me parece bem razoável: 300 mil pessoas são impactadas semanalmente pelo conteúdo produzido no Café Brasil.

Depois de dez anos nessa, distribuindo tudo gratuitamente, em 2015 partimos para uma experiência nova: começar a monetizar a partir dos ouvintes. E o primeiro passo foi criar a Confraria Café Brasil. Não fomos para o patreon nem para o crowdfuding, mergulhamos direto no sistema de assinatura recorrente, oferecendo aos ouvintes que entendessem que o podcast Café Brasil agregava valor a suas vidas, que assinassem o programa, pagando dez reais por mês. Em troca receberiam nosso muito obrigado e a sensação de estar contribuindo para algo que trazia valor em suas vidas.

Ninguém foi obrigado a vir, ninguém foi pressionado, foi um convite. Quem não quisesse assinar, não perderia nada. Quem assinasse não ganharia nada além do que já recebia.

E nasceu o conceito da assinatura recorrente, com a publicação do programa 466 – O perfil do ouvinte, em agosto de 2015. Em setembro, pouco mais de 30 dias depois, no programa 471 – A revolução, eu comemorava a conquista de 145 assinantes, estimando que chegaríamos em breve aos 200! E no programa 485 – Capitalismo de estado e compadres, em dezembro, eu comemorava a ultrapassagem da barreira dos 300 assinantes. E pela primeira vez eu falava da Confraria Café Brasil.

E em abril de 2016 no programa 504 – As visões se clareando, anunciamos que criamos um grupo no Telegram. Em seguida nasceu o conceito do feed individual e logo atingimos 500 assinantes.

Nessa mesma época eu estava lutando em busca de patrocinadores para o LíderCast, sem sucesso. Só a DKT deu uma ajudazinha, os outros que apareceram apenas usaram a oportunidade para uma parceria que não rendeu nada. E diante da publicação da terceira temporada do LíderCast, sem anunciante, tomei a decisão de parar de distribuir o podcast gratuitamente. Só quem assinasse a Confraria receberia o LíderCast integral, que não assinasse, só receberia os primeiros 30 minutos. Não tínhamos nada a perder e botamos a novidade na rua.

Cara! Foi uma gritaria, fui ofendido, tem um cara que me escreve todo mês, há cerca de um ano, me xingando de mendigo por pedir esmolas…e  assim fomos indo.

Essa medida ajudou a levar a Confraria para mais de 900 assinantes, 834 dos quais hoje, estão no grupo do Telegram

E assim a gente viu nascendo uma fonte de financiamento importante, estável e com potencial de crescimento.

E o detalhe: 900 assinantes representam cerca de 0,6% da audiência do podcast Café Brasil. Isso significa que 99,4% dos ouvintes continuam recebendo conteúdo gratuito. Cara! Olha o potencial disso!!!

Muito bem, chegou a hora de dar o próximo passo.

Chão de giz
Zé Ramalho

Eu desço dessa solidão
Espalho coisas
Sobre um Chão de Giz
Há meros devaneios tolos
A me torturar
Fotografias recortadas
Em jornais de folhas
Amiúde!

Eu vou te jogar
Num pano de guardar confetes
Eu vou te jogar
Num pano de guardar confetes

Disparo balas de canhão
É inútil, pois existe
Um grão-vizir
Há tantas violetas velhas
Sem um colibri
Queria usar, quem sabe
Uma camisa de força
Ou de vênus

Mas não vou gozar de nós
Apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar
Gastando assim o meu batom

Agora pego
Um caminhão na lona
Vou a nocaute outra vez
Pra sempre fui acorrentado
No seu calcanhar
Meus vinte anos de boy
That’s over, baby!
Freud explica

Não vou me sujar
Fumando apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar
Gastando assim o meu batom

Quanto ao pano dos confetes
Já passou meu carnaval
E isso explica porque o sexo
É assunto popular

No mais, estou indo embora!
No mais, estou indo embora!
No mais, estou indo embora!
No mais!

Ah, Ze´Ramalho com sua CHÃO DE GIZ. Eu acho que eu já contei o que quer dizer essa música num programa anterior. Ela fala de um caso que o Zé Ramalho, ainda jovem, teve com uma mulher bem mais velha que ele, casada com uma pessoa influente da sociedade de João Pessoa, na Paraíba, onde ele morava. Zé conheceu a mulher no carnaval, ficou perdidamente apaixonado, mas ela jamais abandonaria um casamento para ficar com um “garoto pé -rapado” que ela apenas “usava”.

Por que é que eu coloquei essa música neste programa? Claro! Porque deu vontade…

Há cerca de 20 anos eu acompanho com curiosidade as movimentações das pessoas que estavam trabalhando com o que hoje se conhece como inbound marketing. Sabe esses e-mails que você começa  receber de repente, sem saber de onde, vendendo métodos milagrosos para você ficar rico? Cheios de “só até hoje às 23:55”, “minha agência me convenceu a baixar o preço”, “vou fechar o carrinho”? Pois é. Isso já tem muitos anos, virou uma panaceia e muita gente ficou rica vendendo produtos honestos e outros nem tanto.

No Brasil não demorou pra chegar e nos últimos anos virou uma praga. E eu achei que daria para entrar nessa. Fiz então o que quase todo mundo faz: chamei uma agência de marketing digital e fomos aos poucos desenvolvendo o que seria meu primeiro produto: um curso voltado para liderança. Que teria duração de três meses, custaria algo em torno de dois mil reais e seria vendido para 300 pessoas. Do jeito que todo mundo faz.

Fui em frente, montei o curso e, um dia, quando estava com 75% da produção pronta, eu me dei conta de uma coisa.

Pô, meu, desde 2003 venho desse discurso da despocotização, de fazer a cabeça do maior número de brasileiros, de penetrar nas escolas, de recuperar pocotós… e na justo na hora que eu crio um conteúdo ultra-mega-híper eu decido que só vou vender para quem tiver dois mil reais para pagar, cara?

Não. Isso ia contra todo meu discurso. Não dava certo.

Parei tudo e implodi o projeto. E comecei a reformatar. Até chegar no conceito do Café Brasil Premium. Tá curioso hein? Lá vai:

Dizzy slow blues
Nuno Mindelis

I’ve been here baby
Yeah I’ve been here all the time
Yeah I’ve been here baby
I’ve been here all the time
Just tell me where to go
If I go with you I’ll be fine
Hmmm show me what to do babe
Yeah just show me what to do
Show me where to go babe
Yeah and show me what to do
Right now I’m feeling dizzy
Yeah right now I just don’t know what to do
(yeah I just don’t know what to do babe)
Yeah I’ve been here baby
All the time waiting for you
Yeah I’ve been here baby
All the time waiting for you
Right now I feel so mixed up babe
Yeah right now I just don’t know what to do
Just show me where to go babe
Yeah , show me where to go
show me where to go babe
Yeah you gotta show me where to go
Right now I feelling so dizzy
Yeah right now I just , yeah I just don’t know.
(yeah I just don’t know baby..)

Dizzy slow Blues

Estive aqui baby
Sim, eu estive aqui o tempo todo
Sim, eu estive aqui, baby
Estive aqui o tempo todo
Apenas me diga para onde ir
Se eu for com você eu vou ficar bem
Hmmm mostrar o que fazer baby
Sim apenas me mostre o que fazer
Mostre-me onde ir bebê
Sim, e me mostrar o que fazer
Agora eu estou sentindo tonto
Sim agora eu só não sei o que fazer
(Sim, eu só não sei o que fazer, babe)
Sim, eu estive aqui, baby
Todo o tempo esperando por você
Sim, eu estive aqui, baby
Todo o tempo esperando por você
Agora eu me sinto tão confusa bebê
Sim agora eu só não sei o que fazer
Apenas mostre-me onde ir bebê
Sim, mostre-me onde ir
mostre-me onde ir bebê
Sim, você tem que me mostrar onde ir
Agora eu feelling tão tonto
Sim agora eu, sim, eu só não sei.
(Sim, eu só não sei baby ..)

Uia… meu amigo guitarrista Nuno Mindelis com um daqueles blues maravilhosos DIZZY SLOW BLUES, que tal, hein?

O Café Brasil Premium é uma plataforma de distribuição de Iscas Intelectuais, uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional, que provoca você a praticar o Fitness Intelectual e a refinar sua capacidade de discernimento, julgamento e tomada de decisão.

Legal, né? Deixa eu explicar um pouquinho melhor.

O Café Brasil Premium é um site que você pode assinar e que dará a você acesso a uma porção de conteúdos voltados ao seu crescimento pessoal e profissional. Mas é no estilo Café Brasil, cara… Portanto não espere um professor dando aula de filosofia, um vendedor malhando venda de produtos ou um maluco falando de disco voador.

O que eu farei no Café Brasil Premium é o seguinte. Quem assinar, todo mês terá acesso a:

– Um sumário de um livro no segmento de negócios, que ainda não foi lançado no Brasil. O primeiro livro é o NEGOCIANDO O IMPOSSÍVEL e o segundo é o PERSUADÍVEL. Esse sumário será entregue em forma de PDF, que você pode ler no computador ou imprimir, mas também vai na forma de podcast, para você ouvir programas com 40 a 50 minutos de áudio.

Um vídeocast no qual abordarei temas que tem a ver com nosso comportamento profissional e pessoal. O primeiro chama-se FALANDO SOBRE O MEDO, tem 24 muntos e nele eu discuto as várias dimensões do medo, a diferença entre medo e cagaço e como usar o medo a seu favor.

Junto com o vídeocast você recebe:

Um texto com o conteúdo do videocast e um arquivo em powerpoint editável com as imagens que eu usei no videocast. Se você quiser, pode usar esse powerpoint para fazer uma apresentação na sua empresa.

Mas tem mais:

Todo mês vai um presente especial. No primeiro mês será um e-book em PDF chamado ENSAIO SOBRE O CAGAÇO. É um livreto com 64 páginas onde eu vou fundo na discussão sobre medo e cagaço, ampliando o que foi apresentado no vídeo. Tem mais.

Quem assinar terá acesso à todas as temporadas do LíderCast, exatamente como quem faz parte da Confraria.

Todo final do mês farei um hangout com cerca de 90 minutos de duração, para conversar sobre os conteúdos do mês. Quer mais?

A cada semestre vamos promover um evento presencial em São Paulo, no qual eu e convidados vamos fazer palestras e trocar ideias com os assinantes. Tem mais?

Os assinantes terão acesso a um grupo no Telegram para conversar sobre os conteúdos distribuídos, trocar ideias e arquivos. Eu vou fazer parte desse grupo, aliás já estou lá direto tricotando com a moçada.

Que tal, hein?

Não para!
Flávio Guimarães

Eu e você, pensando bem
Somos todos iguais, diferentes demais
Em tantos hábitos, traços, sentidos, estranhos a nós.

Eu e você, acomodados
Nos torturamos em paz, nos passando pra trás
Em erros clássicos, ácidos, jogos de poder desleais.

Eu e você, em algum sentido do improviso
Eu e você, no paraíso
Somos todos inocentes entre indecentes seres normais.

Se você sente, não para!
Se você gosta, não para!
Se você, não para!
Não pode parar!
Não pode parar!
Não para!
Não para!
Não pode parar!
Não pode parar!
Não para!

Eu e você, sem preconceitos e segredos.
Eu e você, sem medos.
Somos todos inseguros entre inconstantes seres maduros.

É isso meu… Flavio Guimarães, do Sul dos Estados Unidos ao Nordeste brasileiro , passando de raspão pelo Caribe e desembocando por fim no Rio de Janeiro, com NÃO PARA….

Pronto. Resumindo: você assina o Café Brasil Premium e recebe todo mês o Sumário de um livro, um videocast, roteiros e arquivos em powerpoint, um e-book ou coisa parecida como presente surpresa, acesso ao LíderCast, acesso a grupo do Telegram, um hangout e a cada seis meses um evento presencial.

Todos os conteúdos do Café Brasil Premium são focados no universo profissional, com desdobramentos para o pessoal. Você provavelmente jamais verá ou ouvirá Bohemian Rhapsody ou um especial de Guerra nas Estrelas por lá. É um projeto mais formal que o podcast Café Brasil, e de grande utilidade como ferramenta para desenvolver habilidades de liderança e para quem quer empreender dentro ou fora da empresa.

Muito bem. Mas, vem cá, meu! Quanto custa?

Com dinheiro, tudo bem
Bezerra da Silva

Olha aí
Com dinheiro tudo bem sem dinheiro tudo mal
O dinheiro nesta vida é peça fundamental

Quando eu estou com dinheiro
Sou o melhor homem do mundo
Mas se eu não tenho trocado
Não presto sou vagabundo

E com dinheiro tudo bem sem dinheiro tudo mal
O dinheiro nesta vida é peça fundamental

Com dinheiro eu sou um grande sujeito
Ninguém vê nenhum defeito, eu sou gente sim senhor
Sem dinheiro tô distante, não sou nada
Sou figura apagada, objeto sem valor

Mas com dinheiro tudo bem sem dinheiro tudo mal
O dinheiro nesta vida é peça fundamental

Com dinheiro sou um cara esclarecido
Sempre sou bem recebido em todo lugar que vou
Sem dinheiro sou humano e farrapo
Só conheço um maltrato, resta o que o mundo deixou

Mas com dinheiro tudo bem sem dinheiro tudo mal
O dinheiro nesta vida é peça fundamental

Com dinheiro sou bonito sou gostoso
Sou jovem sou carinhoso todas querem me ganhar
Sem dinheiro sou um velho sem vergonha
Só quero garota nova não conheço meu lugar

Mas com dinheiro tudo bem sem dinheiro tudo mal
O dinheiro nesta vida é peça fundamental

Eeeeee!! Grande Bezerra. Essa aí estava lá nos programas em que apresentei a assinatura e volta agora. COM DINHEIRO TUDO BEM, e esse é o mestre Bezerra da Silva.

Tudo isso que você ouviu eu oferecer, estará à disposição por tcham tcham tcham tchammmmmm: 28 reais mensais. Vinte e oito reais. Mais ou menos o que você pagou para estacionar o seu carro na ida naquela balada. Ou metade do que você pagou pelo exemplar do 50 tons de cinza. Ou então o que você economizou ao tomar um copo de chopp a menos por semana.

28 reais por mês. Na verdade o valor objetivo é 40 reais, mas vamos lançar com um desconto promocional de 30% que vai durar sei lá quanto tempo, cara. Depende do sucesso do lançamento.

Aliás, o lançamento foi um parto viu? Eu fiz conforme orientações de uma agência de marketing digital, a turma da Azul, especializada no inbound e tive de ir pacientemente desmontando as trucagens que eles me mandavam. Eu não suporto aquela malhação de vendas, aquela criação artificial de gatilhos mentais, aquela engenharia comportamental que agride a inteligência da gente. Comigo não, viu?

Mas você provavelmente será bombardeado por uns e-mails vendendo o projeto. Paciência, cara. Prometo que serão breves, curtos, transparentes e objetivos.

Bem, você me conhece. Não tem truque, não tem promessas milagrosas, ninguém ficará rico só por causa do Café Brasil Premium. O valor que eu prometo entregar a você é apresentar uma série de temas legais, com aquela pegada que você já conhece, provocando reflexões e oferecendo conteúdos muito úteis para seu dia a dia.

Mas, cara! Eu quero descobrir as coisas com você, eu quero crescer junto com você. E depois, ajudar a criar uma comunidade fantástica. A experiência da Confraria tem sido uma lição.

Eu já falei demais, tá? Acesse então cafebrasilpremium.com.br. De novo cafebrasilpremium.com.br o site já está no ar e você pode degustar nele tudo que eu falei aqui. Se quiser assinar será muito bem-vindo, muito bem-vinda e mais legal, você pode parar se quiser, quando quiser, a hora que quiser, bastando cancelar a assinatura. Não tem malhação, não tem pegadinha, não tem nada. Isso aqui é o Café Brasil, cara!

É isso então. Começa aqui uma nova fase do Café Brasil.

Quer entrar?

Venha até minha casa
Filó Machado
Judith de Souza

Tenho um som pra lhe mostrar
E umas coisas pra dizer
Acho que você vai gostar

Venha até minha casa
Tenho uma flor no quintal
Que nasceu sem querer
Acho que você cuidará

Venha agora ou qualquer hora
Tenho muita alegria
E pretendo repartir

E é assim então, ao som de VENHA ATÉ MINHA CASA, de Filó Machado e Judith de Souza com o grupo Essência, que surgiu em Goiânia nos anos 80, que vamos saindo cheios de expectativas.

Ô meu! Aceita o convite aí!

Com o animado Lalá Moreira na técnica, a serelepe Ciça Camargo na produção e eu, que to aqui com o coração na mão, Luciano Pires, na direção e apresentação.

Estiveram conosco a ouvinte esquecida Isabel, o ouvinte que veio nos visitar aqui, o César Almeida, Flávio Guimarães, Zé Ramalho, Nuno Mindelis, o grupo Essência e Bezerra da Silva.

Este é o Café Brasil. De onde veio este programa tem muito mais. Visite para ler artigos, para acessar o conteúdo deste podcast, para visitar nossa lojinha no … portalcafebrasil.com.br.

Mande um comentário de voz pelo WhatsApp no 11 96429 4746. E se você está fora do país: 55 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Venha se juntar a uma turma da pesada na Confraria Café Brasil, lá é o cafebrasil.top.

E eu repito o convite deste programa. Dá uma olhada lá cara, acesse cafebrasilpremium.com.br.

E para terminar, uma frase de Sêneca:

Não há coisa mais fácil que o conhecimento alheio.