Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

587 – Podres de Mimados
587 – Podres de Mimados
Você já reparou como estão mudando os padrões morais, ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

LíderCast 087 – Ricardo Camps
LíderCast 087 – Ricardo Camps
Ricardo Camps, empreendedor e fundador do Tocalivros, ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

O que aprendi com o câncer
Mauro Segura
Transformação
Esse é o texto mais importante que escrevi na vida. Na ponta da caneta havia um coração batendo forte. Todo o resto perto a importância perto do que vivemos ao longo desse ano.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Cafezinho 24 – Não brinco mais
Cafezinho 24 – Não brinco mais
Pensei em não assistir mais, até perceber que só quem ...

Ver mais

553 – Exponential Talks

553 – Exponential Talks

Luciano Pires -

Fui convidado para uma conversa no Podcast Exponential Talks, falando do impacto da tecnologia na vida da gente. Acabou que ficou um papo legal, viu? … que vou reproduzir neste programa.

Posso entrar?

Amigo, amiga, não importa quem seja, bom dia, boa tarde, boa noite, este é o Café Brasil e eu sou o Luciano Pires.

E quem vai levar o e-book Me engana que eu gosto é o Eduardo, de São Paulo.

“Olá Luciano, Ciça, Lalá e todos os ouvintes do podcast Café Brasil. Eu sou o Eduardo aqui de São Paulo, hoje eu estou em Itanhaém, num sábado de carnaval e eu vim trazer o meu filho num pronto socorro aqui infantil, porque ele estava com febre. É só uma dor de garganta, espero eu. Eu vim numa UPA aqui de Itanhaém, sem precisar de vim porque felizmente, eu tenho um plano de saúde da minha empresa, eu sou funcionário público, não vou dizer empresa, mas ela atua no ramo logístico e ela também não está muito bem das pernas, não só ela, como toda a estrutura dela. 

Mas bom. Estou aqui, tem mais de uma hora e meia, meu filho foi chamado há pouco tempo, demorou muito pra atender, estou vendo dezenas de pessoas aqui. Você chega num lugar desses, o pior de tudo já que não está ruim, que eu sei que tem lugares piores, que o atendimento está pior, que as pessoas nem são atendidas, mas aqui eu estou vendo pessoas machucadas, outras pessoas encostadas na parede, algumas até chorando e eu vejo o descaso, eu vejo como nós somos mal tratados. 

Eu comecei a rodar aqui a UPA, na sala de espera tem aquela placa de quem inaugurou, quem fez, tem até o nome da senhora Dilma, o nome do seu Geraldo, tem o nome do seu Marco Aurélio, que eu pesquisei aqui rapidamente, parece que é do PSDB também. E o pessoal pensa que o problema é a Dilma, que é o Geraldo, que é o Dória, que é o Serra, que é o Lula. Não. O problema não está polarizado, está em todos. 

Eu estou olhando aqui e como é complicado você ser brasileiro. Lembrando todos os podcasts que você faz sobre política, sobre os nossos direitos, os nossos deveres e como nós brasileiros às vezes aceitamos certas coisas. Não estou vendo ninguém aqui reclamar. Eu fui falar com o rapaz que cuida do acesso. Ele não me tratou mal, tratou muito bem, que eu só perguntei pra ele se ia demorar pra atender e tudo mais. Ele falou: olha, espera, vê com tal pessoa se já vai ser atendido, ele foi muito solícito. Já a pessoa que foi me atender quando eu fui perguntar, não foi tanto. Foi mais ríspida. Isso sabe, o contraste do que está acontecendo é… eu não sei se a pessoa que foi ríspida comigo está num dia ruim. Ou se ela é assim mesmo. Se ela está sobrecarregada.

Eu estou olhando atrás da porta de onde as pessoas são chamadas pra sala do médico, tá cheio também. Eu não estou vendo uma solução rápida. E eu não estou vendo uma solução que venha de cima. Nós estamos com um problema sério de infraestrutura, nós estamos com um problema sério de dinheiro faltando aonde tem que estar. O atendimento para o povo, o dinheiro está enchendo o bolso dos outros. 

Olha. Eu vou terminar que minha esposa está vindo com o meu filho ali, esperar pra ver o diagnóstico. Mas, eu fiquei aqui pensando, eu tinha que falar alguma coisa. Vida longa ao Café. Até mais.”

Putz, Eduardo, espero que tudo tenha terminado bem com seu filho. Fiz questão de trazer seu depoimento para este programa para marcar essa dicotomia na qual vivemos. De um lado, as maravilhas da tecnologia criando um mundo novo. De outro o mais básico dos básicos, o trato com os seres humanos, relegado a um segundo ou terceiro plano. O Brasil está se tornando uma espécie de Índia: num extremo a capacidade tecnológica de construir a bomba atômica, e do outro milhões de pessoas sem o básico dos básicos.

Olha, vai ser preciso muito mais que tecnologia para nos tornarmos o país que queremos ser.

Muito bem. O Eduardo receberá um KIT DKT, recheado de produtos PRUDENCE, como géis lubrificantes e preservativos masculino e feminino. PRUDENCE é a marca dos produtos que a DKT distribui como parte de sua missão para conter as doenças sexualmente transmissíveis e contribuir para o controle da natalidade.  O que a DKT faz é marketing social e você contribui quando usa produtos Prudence. facebook.com/dktbrasil.

Bem, como hoje estou gravando sozinho, vou eu mesmo.

Na hora do amor, use Prudence.

O Exponential Talks é um projeto nascente de podcast conduzido pelo Arthur Igreja, que é empresário, investidor anjo e professor da FGV.O Arthur vem lá do Paraná para nos ajudar a compreender o impacto que as novas tecnologias têm sobre nossas vidas. E ele procurou a mim, que sou um tiranossauro tecnológico, para uma troca de ideias no piloto de seu Podcast chamado Exponential Talks, que você encontra em arthurigreja.com. Esse Arthur aí tem um h.

Ouçam.

(Como em todos os programas especiais, não teremos a íntegra do texto).

O filme que Luciano Pires menciona no final do programa é este:

Pois é… o mundo sempre mudou, mas nunca nesta velocidade, né? Não dá pra acompanhar, só dá para ficar maravilhado e sonhar com o mundo que meus netos vão encontrar. E manter sempre em perspectiva que se a tecnologia avança nessa velocidade, nossas mentes ficam para trás. E ainda temos de lidar com um pronto socorro lotado, muitas vezes sem condições mínimas de atendimento. E aí você, com seu iPhone 7 Plus Mega Ultra Boga Master desesperado porque não tem gaze…

E é assim então, ao som de Look – a – Here com o Ramswey Lewis trio que vamos saindo na levada do jazz.

Com o antenado Lalá Moreira na técnica, a valvulada Ciça Camargo na produção e eu, que se fosse mais novo seria um nerd, Luciano Pires, na direção e apresentação.

Estiveram conosco o ouvinte Eduardo, Arthur Igreja e o Ramsey Lewis Trio.

O Café Brasil só chega até você porque a Nakata, também resolveu investir nele.

A Nakata, você sabe, é uma das mais importantes marcas de componentes de suspensão do Brasil, fabricando os tradicionais amortecedores HG. E tem uma página no Youtube repleta de informações interessantes para quem gosta de automóveis. Dê uma olhada lá, vale a pena: youtube.com/componentesnakata.

Tudo azul? Tudo Nakata!

Este é o Café Brasil. De onde veio este programa tem muito mais. Visite para ler artigos, para acessar o conteúdo deste podcast, para visitar nossa lojinha no … portalcafebrasil.com.br.

Mande um comentário de voz pelo WhatSapp no 11 96429 4746. E se você está fora do país: 55 11 96429 4746. E também estamos no Telegram, com o grupo Café Brasil.

Venha se juntar a uma turma da pesada na Confraria Café Brasil meu, onde as pessoas se reúnem para trocar ideias de forma educada, compartilhando conhecimento e crescendo juntas! Acesse cafebrasil.top.

E para terminar, uma frase de Albert Einstein

Tornou-se chocantemente óbvio que a nossa tecnologia excedeu a nossa humanidade.