Podcast Café Brasil com Luciano Pires
A fábrica de conteúdo
A fábrica de conteúdo
A Confraria Café Brasil dá um passo adiante e começa a ...

Ver mais

Um jeito de ver o mundo
Um jeito de ver o mundo
Isca Intelectual de Luciano Pires que tenta explicar o ...

Ver mais

LíderCast 5
LíderCast 5
Acabamos de lançar a Temporada 5 do podcast LíderCast, ...

Ver mais

O padrão
O padrão
Isca intelectual de Luciano Pires demonstrando que ...

Ver mais

553 – Exponential Talks
553 – Exponential Talks
Podcast Café Brasil 553 - Exponential Talks - Luciano ...

Ver mais

552 – LíderCast 5
552 – LíderCast 5
Podcast Café Brasil 552 - LíderCast 5 . Este programa ...

Ver mais

999 – Hotel Califórnia
999 – Hotel Califórnia
Podcast Café Brasil - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

551 – Todo mundo é deficiente
551 – Todo mundo é deficiente
Podcast Café Brasil 551 - Todo mundo é deficiente. ...

Ver mais

LíderCast 061 – Flavio Azm
LíderCast 061 – Flavio Azm
Hoje recebemos Flavio Azm que é cineasta, mas é muito ...

Ver mais

LíderCast 060 – Raiam Santos
LíderCast 060 – Raiam Santos
Hoje recebo Raiam Santos, um jovem brasileiro que não ...

Ver mais

LíderCast 059 – Geraldo Rufino
LíderCast 059 – Geraldo Rufino
Hoje recebemos Geraldo Rufino um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
Hoje recebemos Marcelo Wajchenberg, que é médico ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 07 Se a sua ...

Ver mais

Diferentes olhares
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Diferentes olhares Metade cheia e metade vazia do copo “Nós tivemos uma economia no ano passado caindo, e no ano anterior também, uma queda que se acentuou um pouco mais do que se estava ...

Ver mais

Não contrate um comunista
Raiam Santos
Só com esse título, já deve ter gente se coçando para buscar meu CPF e tentar me processar por incitação ao ódio e preconceito. Calma, meus amigos! Sou o tipo do cara que odeia discutir política, ...

Ver mais

Carta aberta aos podcasters
Mauro Segura
Transformação
Por que os podcasts não crescem como negócio no Brasil? A resposta pode estar nessa carta aberta de Mauro Segura para os podcasters.

Ver mais

Somos responsáveis pela beleza que herdamos
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca intelectual de Bruno Garshagen. No Brasil, basta consultar fotos antigas das cidades para verificar que o padrão de beleza urbana tradicional deu lugar a um ambiente novo, às vezes ...

Ver mais

328 – O efeito Mozart

328 – O efeito Mozart

Luciano Pires -
Gratuito!
40,3 MB

Bom dia, boa tarde, boa noite. Bem vindo a um Café Brasil muito especial, com uma trilha que é de deixar a gente de quatro. Nem todo mundo vai gostar, é verdade, mas eu garanto a você, que eu saí deste processo de criação do programa e de escolha das músicas iluminado. Vamos falar de como a música pode impactar em nossas vidas. Prepare-se.

Para começar, uma frase do ator, escritor e diretor francês Sacha Guitry:

Quando se acaba de ouvir um trecho de Mozart, o silêncio que se lhe segue ainda é dele.

O programa de hoje chega até você com o apoio de uma turma que sabe, há muito tempo, que a música é o idioma universal, atemporal e ilimitado do homem: Itaú Cultural. www.itaucultural.org.br. Acesse o site, veja a quantidade de programas culturais à sua disposição. É de graça…

[showhide title=”Continue lendo o roteiro” template=”rounded-box” changetitle=”Fechar o roteiro” closeonclick=true]

E o exemplar de meu livro NÓIS…QUI INVERTEMO AS COISA de hoje vai para o Waldemar Neto que comentou o programa AI SE EU TE PEGO:

“Olá Luciano,

Parabéns pelo programa. Eu tenho um ponto de vista bem parecido com o seu. Francamente, eu não vejo a música de Michel Teló como esse horror que a massa intelectual prega. A letra é pobre, mas até que o ritmo é legal.

Eu moro na Bélgica, e essa música sempre me arranca um sorriso quando escuto. Mas posso fazer um paralelo com o forró, outro ritmo que a massa intelectual despreza. Eu adoro forró, e quando eu saia para as festas eu não queria curtir a música não, queria dançar e encontrar os amigos. Pra esse tipo de evento, esses forrós de plástico são perfeitos. Mas quando to em casa e quero ouvir forró, eu ouço xote ou esses forrós antigos de Luiz Gonzaga.

Música pra mim tem hora e objetivo. Eu não sou um grande apreciador da musica clássica, por exemplo. Mas como eu trabalho como pesquisador aqui na Bélgica, e tenho que escrever artigo pra congresso, jazz e musica clássica me ajudam muito na concentração e na escrita.

E só pra finalizar. Acho que esse meu comentário ficou uma salada de devaneios. Não julguem as músicas como ruins porque um dia na adolescência, você talvez também tenha gostado de marchinhas de carnaval, Beto Barbosa, ou Backstreet Boys.”

Grande Waldemar, música tem realmente hora e objetivo. Preste atenção neste programa de hoje. Eu vou explicar porque você se concentra melhor com a música clássica… O Waldemar comentou um programa e ganhou um livro. Vamos nessa?

E você? Já acessou a página da Nakata no Facebook? Tem um monte de conteúdo legal lá. E preste atenção: se você acessar o www.facebook.com/componentesnakata, Nakata sempre com K, pode concorrer a um monte de prêmios e em especial a um iPad. O primeiro já foi.

A Nakata é a marca de componentes de direção e suspensão para seu carro. Arriscado é não usar Nakata. Exija a tecnologia original líder em componentes de suspensão e agora chegaram também as bombas d´água e óleo Nakata! Tudo azul. Tudo Nakata.

Hummmm…. que maravilha! A trilha sonora deste programa é quase toda de autoria de Wolfgang Amadeus Mozart. Feche os olhos e deixe o programa fluir…

Eu realizei a pesquisa para esse programa em várias fontes, mas uma delas é uma delícia. Um site chamado www.concertino.com.br, que você devia conhecer.

O som é o campo vibracional que forma a linguagem, a música e até o silêncio. Quando ele está organizado nós nos comunicamos por palavras, ideias, sentimentos e expressões.

Por outro lado, quando ele está desorganizado é criado o barulho. O som chega ao nosso cérebro e ao nosso corpo através da pele, ossos e ouvidos, mesmo que a pessoa esteja em estado de coma. É claro que cada pessoa escuta de uma forma diferente, reagindo de uma maneira diferente ao som e ao barulho. Quando ritmo, melodia e harmonia estão organizados em uma bela forma, a mente, corpo, espírito e emoções se harmonizam

A ideia de que a música tem certas propriedades e poderes que podem aguçar nossa mente e transformar nossa alma é muito antiga. Essa era a base da civilização de Confúcio, de Pitágoras e seus seguidores e do Estado Ideal de Platão.

Em “A República”, Platão desenvolve a teoria da “doutrina de ethos”, descrevendo a ideia de um estado ideal e como educar os meninos de maneira a se tornarem líderes. Segundo ele, duas coisas eram necessárias na educação fundamental dessas crianças: ginástica, para treinar o corpo, e música, para moldar o espírito. Apesar do estado ideal de Platão nunca ter sido colocado em prática, suas ideias musicais nunca foram esquecidas.

Pesquisas mais recentes mostram que os diferentes ritmos e melodias podem, além de alterar o nosso humor, colocando-o lá em cima ou lá embaixo, também melhorar a saúde do organismo. Parece mentira, mas a música tem realmente propriedades terapêuticas.

Eu vivo pessoalmente essa capacidade da música de alterar não apenas nosso humor, como também as manifestações físicas. Quando estou fazendo minhas caminhadas pelas montanhas, nos momentos críticos de cansaço, coloco uma música ritmada para coordenar meus passos e o que acontece é uma explosão de energia que eu não sei de onde vem. Mas vem por causa da música…

Wolfgang Amadeus Mozart sempre foi um talentoso compositor. Suas primeiras aventuras começaram aos quatro anos e, a partir dos seis, ele já tinha composto um minueto e um trio.

A influência musical de Mozart foi tamanha que, em 1950, na França, tiveram início pesquisas com as complexas estruturas musicais compostas por ele.

O médico Alfred Tomatis foi quem saiu na dianteira e deu início a experiências de estimulação auditiva em crianças com problemas de audição e comunicação, através da música composta por Mozart.

O Dr.Tomatis descobriu que a música de Mozart acalmava e melhorava a percepção espacial e permitia que o ouvinte se expressasse com maior clareza, comunicando-se com o coração e a mente. O ritmo, a melodia, a excelência de execução e as altas frequências da música de Mozart claramente estimulavam e impregnavam as áreas criativa e motivacional do cérebro. Mas talvez o segredo da sua magnitude seja porque ela soa pura e simples.

Mozart não tece uma tapeçaria deslumbrante como o grande gênio matemático de Bach. Não provoca ondas de emoções como o epicamente torturado Beethoven. Sua obra não tem a rígida simplicidade de um canto gregoriano. Não acalma o corpo como uma boa música folclórica, nem atira em movimento como um astro de rock. Ele é, ao mesmo tempo, profundamente misterioso e acessível e, acima de tudo, destituído de malícia. Daí a sua aura de Eterna Criança. Sua graça, seu encanto e sua simplicidade nos permitem divisar uma sabedoria mais profunda dentro de nós.

No início dos anos 1990 um estudo realizado pela psicóloga Frances Rauscher e Gordon Shaw, neurobiólogo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, trouxe à luz na revista Nature, o que seria o início da polêmica teoria conhecida como o Efeito Mozart: 36 alunos ouviram a Sonata para Dois Pianos em Ré Maior, de Mozart durante 15 minutos. Imediatamente após, foram submetidos a testes para avaliar seu raciocínio espaço/temporal. Com a única diferença de um dos grupos ter passado o mesmo tempo ouvindo músicas de relaxamento e o outro ter ficado em absoluto silêncio.

Ouça só a Sonata para dois pianos em ré maior de Mozart.

Curiosamente, a pontuação (traduzida para a escala de avaliação de QI) foi de oito a nove pontos superiores depois de ouvir Mozart, em comparação com outras situações. Esta conclusão foi muito breve, mas suficientemente importante para não ser indiferente a qualquer pesquisador.

Um par de anos mais tarde, Rauscher e Shaw indagaram ainda mais sobre a base neurológica do aumento da capacidade de raciocínio, com testes de inteligência espacial. Desta vez, projetaram para 79 jovens 16 figuras de papel dobrado de diversas formas. Cada projeção durou um minuto e eles tinham que adivinhar qual a forma que as figuras teriam quando fossem abertas.

Durante 15 dias, um grupo escutou a sonata de Mozart e outro grupo fez o teste em silêncio e um terceiro ouvindo uma mistura de outros compositores.

Os resultados foram que o grupo de Mozart poderia prever 62% dos resultados, o grupo do silêncio previu 14% e o grupo de sons misturados, 11%.

A polêmica estava lançada: vários pesquisadores tentaram reproduzir aquele efeito, sem sucesso outros foram capazes de verificar os resultados positivos, aumentando assim o interesse no impacto da música do célebre compositor sobre o cérebro humano. Atualmente não há dúvida de que o efeito Mozart existe, ainda que limitado ao raciocínio espaço/temporal.

Outros centros espalhados pelo mundo também começaram a pesquisar, depois disso, a influência da frequência musical criada por Mozart. São experimentos com dislexia, autismo, epilepsia e síndrome de down. O objetivo do “Efeito Mozart” é interligar a mente e o coração, equilibrando o organismo de tal forma que a recuperação começa a ser notada.

Segundo a idealizadora do site Concertino, Elza de Moraes Fernandes Costa, a música clássica teria uma vibração diferente das demais e ajudaria no fortalecimento e consequente saúde do organismo. Elza conta que cresceu ouvindo música clássica. Com o pai pianista e a irmã professora de piano, ela se tornou uma musicista também, mas teve a época em que ela parou por um momento e deixou de lado o instrumento.

Por causa de uma artroscopia mal sucedida, a pianista teve uma lesão no nervo trigêmeo, o nervo que transmite dor, sensibilidade e outras sensações do cérebro à pele do rosto. Também teve uma fibromialgia ocasionada pela dor crônica. Elza recorreu novamente à música para se tratar. E é ela quem diz:  “Comecei a sentir o efeito da música no meu organismo enquanto eu tocava. Primeiro imaginei que fosse impressão minha, mas fui me dedicando, tocando mais e pensei ‘deve acontecer algo ao organismo referente à música.”

Nessa mesma época, Don Campbell escreveu o livro “Efeito Mozart”, relatando como o coágulo em seu cérebro desapareceu depois de ter introduzido a música clássica do compositor em seu dia a dia. Elza fez o mesmo e obteve melhoras consideráveis em relação à dor que sentia. Adotou um novo-velho estilo de vida e, hoje, toca 4 horas por dia – todos os dias – para manter a saúde do corpo. “É uma questão de sobrevivência a uma dor que tenho”, diz Elza.

A pianista deixa claro que a música não deve ser trocada pelo tratamento médico, mas para ela, continua sendo um complemento essencial para que ela se sentisse mais forte e tivesse uma melhora significativa na doença. “Não sou musicoterapeuta. Não valido e não estou substituindo o trabalho delas. Em hipótese alguma estou falando que a música substitui os profissionais de saúde, pelo contrário, a música é um complemento ao tratamento de saúde. Falo isso por experiência de vida”, afirma.

Bem, eu fico imaginando se dá para fazer esse exercício ouvindo as músicas do Latino ou o Funk Pancadão N o final do programa, nós vamos deixar um brinde para você. Vamos ver o que é que cada tipo de música pode proporcionar.

E caminhando para o final do programa, quero convidar você para que visite a página da Pellegrino no Facebook. Está cheia de conteúdo legal para quem está no universo profissional. E tem aquela promoção fantástica que dá mp3 player, GPS e um iPad para quem participar. O primeiro já foi. E quem ganhou foi o Caio Arruda que é um grande ouvinte do Café Brasil. www.facebook.com/pellegrinodistribuidora. Pellegrino sempre com dois eles. A Pellegrino está ajudando a gente a manter o Café Brasil… Deixe lá um obrigado pra eles!

Pellegrino distribuidora: Conte com a nossa gente

E então? Curtiu? Sacou as propriedades que a música tem sobre a gente? Então faça uma coisa inteligente: encha seu tocador de mp3 de músicas e dedique 10 minutos de seu dia para deixar que ela flua através de seu corpo.

Lembra daquele lance de vibrar em conjunto?

Pois é…Vibre em conjunto com Mozart, ou então com os The Rolling Stones:

A rainha da noite
Wolfgang Amadeus Mozart

Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen
Tot und Verzweiflung
Tot und Verzweiflung flammet um mich her!
Fühlt nicht durch dich
Sarastro Todesschmerzen
Sarastro Todesschmerzen
So bist du meine Tochter nimmermehr
So bist du meine
Meine Tochter nimmermehr
Oh…
Meine Tochter nimmermehr
Oh…
So bist du meine Tochter nimmermehr.

Verstossen sei auf ewig,
Verlassen sei auf ewig,
Zertrümmert sei’n auf ewig
Alle Bande der Natur
Verstossen
Verlassen
Zertrümmert
Alle Bande der Natur
Alle Bande
Oh…
Bande
Alle Bande
Wenn nicht durch dich!
Sarastro wird erblassen!
Hört,hört, Rachegötter
Hört der Mutter Schwur!

A rainha da noite

A Vingança do inferno arde em meu coração;
Morte e desespero queimam em torno de mim!
Se Sarastro não sentir as dores da morte por suas mãos,
Então nunca mais você será minha filha.

Renegada para sempre,
Abandonada para sempre,
Deixados serão para sempre
Todos os nossos vínculos naturais
Se Sarastro não for morto por você!
Ouçam, deuses da vingança, ouçam o juramento de uma mãe!

Satisfaction
Mick Jagger
Keith Richards

I can’t get no satisfaction
I can’t get no satisfaction

‘Cause I try and I try and I try and I try

I can’t get no
I can’t get no

When I’m drivin’ in my car
And that man comes on the radio
He’s tellin’ me more and more
About some useless information

Supposed to fire my imagination
I can’t get no, oh, no, no, no
Hey, hey, hey, that’s what I say

I can’t get no satisfaction
I can’t get no satisfaction

‘Cause I try and I try and I try and I try

I can’t get no
I can’t get no

When I’m watchin’ my TV
And that man comes on to tell me
How white my shirts can be
But he can’t be a man ‘cause he doesn’t smoke
The same cigarettes as me

I can’t get no, oh, no, no, no
Hey, hey, hey, that’s what I say

I can’t get no satisfaction
I can’t get no girl reaction
‘Cause I try and I try and I try and I try

I can’t get no
I can’t get no

When I’m ridin’ round the world
And I’m doin’ this and I’m signing that
And I’m tryin’ to make some girl
Who tells me baby better come back later next week
‘Cause you see I’m on losing streak

I can’t get no, oh, no, no, no
Hey, hey, hey, that’s what I say
I can’t get no, I can’t get no

I can’t get no satisfaction
No satisfaction, no satisfaction, no satisfaction
I can’t get no

Satisfacão

(Eu Não Consigo) Satisfação
Eu não consigo me satisfazer
Eu não consigo me satisfazer

Pois eu tento e eu tento e eu tento e eu tento

Eu não consigo
Eu não consigo

Quando estou dirigindo meu carro
E um homem chega no rádio
Ele está me contando mais e mais
Sobre algumas informações inúteis

Para pôr fogo na minha imaginação
Eu não consigo, oh não não não
Hey hey hey, é o que eu digo

Eu nao consigo me satisfazer
Eu nao consigo me satisfazer

Pois eu tento e eu tento e eu tento e eu tento

Eu não consigo
Eu não consigo

Quando eu estou vendo minha tv
E aquele homem aparece para me contar
O quanto as minhas camisetas podem ser brancas
Mas ele não pode ser um homem porque ele não fuma
Os mesmos cigarros que eu

Eu não consigo no, oh, no, no, no
Hey hey hey, é o que eu digo

Eu não consigo me satisfazer
Eu não consigo a reação de uma garota
Pois eu tento e eu tento e eu tento e eu tento

Eu não consigo
Eu não consigo

Quando eu estou andando ao redor do mundo
E eu estou fazendo isso e assinando aquilo
E eu estou tentando transar com uma garota
Que me diz baby, melhor voltar depois na próxima semana
Pois você vê que eu estou perdendo a minha marca

Eu não consigo não, oh, não, não, não
Hey hey hey, é o que eu digo
Eu não consigo. eu não consigo

Eu não consigo ter safisfação
Nenhuma satisfação, nenhuma satisfação
Eu não consigo

Com o clássico Lalá Moreira na técnica, a barroca Ciça Camargo na produção e eu, o roqueiro, blueseiro, gregoriano, clássico e romântico Luciano Pires na direção e apresentação.

Estiveram conosco o ouvinte Waldemar, Mozart pela London Festival Orchestra, Edson Cordeiro e Cássia Eller e se você ficar mais um pouco tem uma surpresa no final.

Este programa chega até você com o apoio de uma turma que dá espaço à música, seja de que tipo for. O auditório Ibirapuera. Lá você encontrará a música que fará seu cérebro vibrar, que curará seu corpo, que encherá seus olhos de lágrima. Visite www.auditorioibirapuera.com.br e procure a programação. Dê a você mesmo um presente. Auditório Ibirapuera.

E pra terminar, eu não vou com frase não.

Edson Cordeiro e Cássia Eller – Ária da rainha da noite e Satisfaction

Vamos então à nossa experiência, elencando aqui uma série de músicas e comentando que tipo de sensação elas podem provocar nas pessoas. Esse texto vem do site www.concertino.com.br

Primeiro, o  canto gregoriano usa os ritmos da respiração natural para criar uma sensação de amplidão descontraída. É excelente para o estudo e a meditação silenciosas e pode reduzir o estresse.

Canto gregoriano

Muito bem. Então vem a música barroca mais lenta, como Bach, Handel, Vivaldi, Corelli, que comunica uma sensação de estabilidade, ordem, previsibilidade e segurança. Cria um ambiente mentalmente estimulante para o estudo e o trabalho.

Pachelbell – Canon in D

Também a música clássica como Haydn e Mozart que tem clareza, elegância e transparência. Pode melhorar a concentração, a memória e a percepção espacial.

Haydn – Serenade

Que tal a música romântica, como Schubert, Schumann, Tchaikovski, Chopin e Liszt. Ela enfatiza expressão e sentimento, com freqüência evocando temas de individualismo, nacionalismo ou misticismo. É mais útil para ampliar simpatia, compaixão e amor.

Tchaikovski – Concerto para violino em D maior

Vem então as músicas religiosas e sacras, inclusive tambores xamânicos, hinos de igreja, música gospel e spirituals. Podem nos levar a sentimentos de profunda paz e consciência espiritual. Elas também podem ser notavelmente úteis para nos ajudar a transcender e aliviar a dor.

Bach – Motets – Chorale

Que tal a música impressionista e que é baseada em humores e impressões musicais de fluxo livre e evoca imagens de sonho. Um quarto de hora de devaneio musical, seguido por alguns minutos de alongamento, pode liberar seus impulsos criativos e colocá-lo em contato com seu inconsciente.

Debussy – Clair de lune

Humm… e o jazz, blues, dixieland, soul, calipso, reggae e outras formas de música e dança provenientes da expressiva herança africana, podem animar e inspirar, liberar profunda alegria e tristeza, transmitir agudeza e ironia e afirmar nossa humanidade comum.

Miles Davis  – Summertime

Vem então a salsa, rumba, merengue, samba e outras formas de música latina têm um ritmo vivo e uma batida que pode fazer o coração disparar, aumentar a respiração e coloca em movimento o corpo inteiro. O samba, entretanto, tem a rara capacidade de acalmar e despertar ao mesmo tempo.

Roberto Gnatalli – vinheta instrumentos de samba

Vamos então com as músicas de big bands, pop, top 40 e country, que podem inspirar movimentação leve a moderada, engajar as emoções e criar uma sensação de bem-estar.

Glen Miller – In the mood

E a  música ambiente ou New Age, sem ritmo dominante (por exemplo, a música de Steven Halpern ou Brian Eno), prolonga nossa sensação de espaço e tempo e podem induzir um estado de alerta descontraído.

Only Time
Enya

Who can say where the road goes,
Where the day flows?
Only time…

And who can say if your love grows,
As your heart chose?
Only time…

(chants)

Who can say why your heart sighs,
As your love flies?
Only time…

And who can say why your heart cries,
When your love dies?
Only time…

(chants)

Who can say when the roads meet,
That love might be,
In your heart.

And who can say when the day sleeps,
If the night keeps all your heart?
Night keeps all your heart…

(extended chants)

Who can say if your love grows,
As your heart chose?
Only time…

And who can say where the road goes,
Where the day flows?
Only time…

Who knows?
Only time…

Who knows?
Only time…

Só o Tempo

Quem pode dizer aonde vai a estrada ?
Para onde vão os dias ?
Só o tempo

E quem pode dizer se o seu amor crescerá
conforme seu coração escolher ?
Só o tempo

chants

Quem pode dizer porque seu coração suspira
conforme seu amor flutua ?
Só o tempo

E quem pode dizer porque seu coração chora
quando seu amor morre?
Só o tempo

chants

Quem pode dizer quando os caminhos se cruzam
que o amor deve estar
em seu coração ?

E quem pode dizer quando o dia termina
se a noite guarda todo o seu coração ?
se a noite guarda todo o seu coração…

chants

Quem pode dizer se o seu amor crescerá
conforme seu coração quiser ?
Só o tempo

E quem pode dizer aonde vai a estrada ?
Para onde vão os dias ?
Só o tempo

Quem sabe?
Só o tempo

Quem sabe?
Só o tempo

Vem então o heavy metal, punk, rap, hip hop e grunge podem estimular o sistema nervoso, levando a um comportamento dinâmico e à auto expressão. Também podem sinalizar a outras pessoas (em especial adultos que vivem na mesma casa que seus adolescentes musicalmente invasivos), a profundidade e a intensidade do tumulto interior da geração mais jovem e sua necessidade de liberação.

Enter Sandman
Kirk Hammett
James Hetfield
Lars Ulrich

Say your prayers, little one
Don’t forget, my son,
To include everyone

Tuck you in, warm within
Keep you free from sin
Till the sandman he comes

Sleep with one eye open
Gripping your pillow tight

Exit light
Enter night
Take my hand
We’re off to never-never land

Something’s wrong, shut the light
Heavy thoughts tonight
And they aren’t of Snow White

Dreams of war, dreams of liars
Dreams of dragon’s fire
And of things that will bite

Sleep with one eye open
Gripping your pillow tight

Exit light
Enter night
Take my hand
We’re off to never-never land

Now I lay me down to sleep
Pray the Lord my soul to keep
If I die before I wake
Pray the Lord my soul to take

Hush little baby, don’t say a word
And never mind that noise you heard
It’s just the beasts under your bed
In your closet, in your head

Exit light
Enter night
Grain of sand

Exit light
Enter night
Take my hand
We’re off to never-never land    

Entrando No Sono

Diga suas preces pequenino
Não esqueça, meu filho
De incluir todo mundo
Cubra-se, mantenha-se aquecido
Mantenha-se livre do pecado
Até que o sono venha
Yeah!

Durma com um olho aberto
Apertando seu travesseiro com força
Sai a luz,
Entra a noite
Pegue minha mão,
Estamos indo direto para a terra do nunca

Algo está errado, apague a luz
Pensamentos pesados esta noite
E eles não são de branca de neve
Sonhos de guerras,
Sonhos de mentirosos ,
Sonhos de fogo de dragão,
E de coisas que mordem
Yeah!

Durma com um olho aberto
Apertando seu travesseiro com força
Sai a luz,
Entra a noite
Pegue minha mão,
Estamos indo direto para a terra do nunca
He he!

Agora eu me deito para dormir
Peço ao senhor para guardar minha alma
Se eu morrer antes de acordar
Peço ao senhor que leve minha alma

Silêncio, bebezinho, não diga uma palavra
E não se incomode com o barulho que ouviu
É apenas o demônio embaixo de sua cama
No seu armário, na sua cabeça

Sai a luz,
Entra a noite
Grãos de areia
Sai a luz,
Entra a noite
Pegue minha mão,
Estamos indo direto para a terra do nunca
Oh!
Yeah,Yeah
Oh….!

(Indo para a terra do nunca)
Pegue minha mão,
(Estamos indo para a terra do nunca)

E vem em tão o velho rock and roll e o pop de artistas como Elvis Presley, Rolling Stones ou Michael Jackson podem sacudir as paixões, estimular uma movimentação ativa, liberar tensões, mascarar dores e reduzir o efeito de outros sons, altos e desagradáveis, no ambiente. Também podem criar tensão, dissonância, estresse e dor no corpo quando não estamos dispostos a ser entretidos de forma energética.

If You Want Blood (You’ve Got It)
Angus Young
Malcolm Young
Bon Scott

It’s criminal
There ought to be a law
Criminal
There ought to be a whole lot more
You get nothing for nothing
Tell me who can you trust
We got what you want
And you got the lust

CHORUS:
If you want blood, you got it
If you want blood, you got it
Blood on the streets
Blood on the rocks
Blood in the gutter
Every last drop
You want blood, you got it

It’s animal
Living in a human zoo
Animal
The shit that they toss to you
Feeling like a Christian
Locked in a cage
Thrown to the lions
On a second’s rage

Blood on the rocks
Blood on the streets
Blood in the sky
Blood on the sheets
If you want blood
You got it

I want you to bleed for me

Se Você Quer Sangue (Você Terá)

Ele é um criminoso
Ele é obrigado a ter uma lei
Criminosa
É obrigado a ter mais um monte
Você não consegue as coisas de graça
Diga-me em quem você pode confiar
Nós temos o que você quer
E você tem o desejo

REFRÃO:
Se você quer sangue, você terá
Se você quer sangue, você terá
Sangue nas ruas
Sangue nas pedras
Sangue na sarjeta
Até a última gota
Você quer sangue, você terá

Ele é um animal
Morando num jardim zoológico humano
Animal
A merda que eles jogam pra você
Sentindo-se como um Cristão
Preso numa gaiola
Jogado aos leões
Num momento de raiva

Sangue nas pedras
Sangue nas ruas
Sangue no céu
Sangue nas folhas
Se você quer sangue
você terá

(Eu quero que você sangre por mim)

[/showhide]