Podcast Café Brasil com Luciano Pires
Quem faz nossa cabeça
Quem faz nossa cabeça
Isca intelectual de Luciano Pires. Imagino uma criança ...

Ver mais

A “Netflix de Conteúdo”
A “Netflix de Conteúdo”
Surge o Café Brasil Premium, uma espécie de "Netflix do ...

Ver mais

OrgulhoDeSerCorrupto
OrgulhoDeSerCorrupto
Isca intelectual de Luciano Pires. Neste Brasil ...

Ver mais

O moço do Uber
O moço do Uber
Isca intelectual de Luciano Pires relatando uma ...

Ver mais

558 – O Café Brasil Premium
558 – O Café Brasil Premium
Podcast Café Brasil 558 - O Café Brasil Premium. No ...

Ver mais

557 – Três princípios para falar de Justiça
557 – Três princípios para falar de Justiça
Podcast Café Brasil 557 - Três princípios para falar de ...

Ver mais

556 – Certos abraços – Revisitado
556 – Certos abraços – Revisitado
Podcast Café Brasil 556 - Certos abraços - Revisitado. ...

Ver mais

555 – Uma proposta para reforma da Previdência
555 – Uma proposta para reforma da Previdência
Podcast Café Brasil 555 - Uma proposta para transformar ...

Ver mais

LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
Hoje converso com Alex Bezerra de Menezes, que é Clark ...

Ver mais

LíderCast 065 – Antonio Carlos Sartini
LíderCast 065 – Antonio Carlos Sartini
Hoje recebo Antonio Carlos de Moraes Sartini, Bacharel ...

Ver mais

LíderCast 064 – Luiz Henrique Romagnoli
LíderCast 064 – Luiz Henrique Romagnoli
Hoje recebo o Roma, Luiz Henrique Romagnoli, que faz ...

Ver mais

LíderCast 063 – Diogenes Lucca
LíderCast 063 – Diogenes Lucca
Hoje converso com Diogenes Luca, fundador e ex-comando ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Champagne a 21 mil dólares: como funciona a melhor balada de Hollywood
Raiam Santos
Se você tá chegando agora nesse humilde site, bem vindo! Meu nome é Raiam Santos, vivo de escrever livros, não levo minha vida muito a sério e gosto de fazer uns “experimentos ...

Ver mais

Uma nova vida em dois anos
Tom Coelho
Sete Vidas
“Semeia um pensamento, colhe um ato; semeia um ato, colhe um hábito; semeia um hábito, colhe um caráter; semeia um caráter, colhe um destino.” (Marion Lawense)   A vida me tem sido um ...

Ver mais

Quando sucesso e dinheiro não resolvem teu problema
Raiam Santos
Esse aqui é um post que foge um pouco da pegada recente aqui do MundoRaiam.com. Hoje não tem Fiverr, não tem audiolivros, não tem viagem pra Ásia e nem experimento social. Acho que nunca escrevi ...

Ver mais

Duas listas diferentes
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Já assistiu A Lista de Schindler? Não? Assista, é excelente. Já viu? Veja de novo. Uma das cenas mais tocantes é a da elaboração da lista de pessoas que o protagonista pretende “comprar” do ...

Ver mais

323 – Ainda o tempo

323 – Ainda o tempo

Luciano Pires -
Gratuito!
22,8 MB

Bom dia, boa tarde, boa noite! Como é fascinante esse tema TEMPO, não é?

Pois nosso programa SOBRE O TEMPO teve uma excelente repercussão, com muita gente escrevendo coisas legais que vamos reproduzir neste programa.

Você tem tempo? Sabe o que fazer com ele? Então invista um pouco ouvindo este programinha, que está cheio de surpresas, entre elas a chance de ganhar dois (eu disse dois) iPads!

Pra começar, uma frase de Schopenhauer:

As pessoas comuns pensam apenas em como passar o tempo. Uma pessoa inteligente tenta usar o tempo.

Este programa chega até você com o suporte de quem trabalha fortemente para dar mais qualidade ao seu tempo: Itaú Cultural. www.itaucultural.org.br. Acesse o site e dê uma olhada no cardápio de ações que envolvem a arte, uma forma irresistível de usar bem o tempo.

[showhide title=”Continue lendo o roteiro” template=”rounded-box” changetitle=”Fechar o roteiro” closeonclick=true]

E hoje, não vamos ter o sorteio do livro. Sabe por que? Porque cada um que tiver seu texto lido aqui no programa vai ganhar um livro.

Olha só: você conhece outro podcast que tem o seu conteúdo feito pelos ouvintes? Pois é. Bem vindo ao Café Brasil.

Bem, e a promoção Nakata, hein? Que pena. Acabou no mês passado.

É, mas que pena nada. A campanha foi tão bem sucedida que a gente renovou o patrocínio por mais seis meses e desta vez com um prêmio espetacular: todo mês você vai concorrer a um iPad. Aquele aparelho fantástico da Apple que muda a vida da gente. Já pensou? Você desfilando com um aí, novinho? Serão seis iPads, um por mês, pelos próximos seis meses!

E pra concorrer é muito fácil. Acesse www.facebook.com/componentesnakata, a página da Nakata: Nakata sempre com K. Clique no post da promoção e sega as instruções. É só ter um pouquinho de sorte pra levar o seu iPad.

Essa é uma promoção da Nakata, a marca dos componentes de suspensão e direção para o seu carro, que proporciona aqui aos ouvintes do Café Brasil a chance de levar pra casa um iPad novinho.

Arriscado é não usar Nakata. Exija a tecnologia original líder em componentes de suspensão. Tudo azul. Tudo Nakata.

Tiempo
Mariana Melero
Rodrigo Aberastegui

Tiempo paso a paso
Tiempo espiral
Tiempo de tu abrazo
Tiempo astral
Tiempo de ilusiones
Tiempo de actuar
Tiempo de canciones
Tiempo de esperar
Tiempo de mirarse
Tiempo piedad
Tiempo de jugarse
Tiempo edad  
Tiempo detenido       
Tiempo de andar       
Tiempo amanecido   
Tiempo de azar     
Tic- tac, tic-tac, tic-tac, tic- tac, tic-tac, tic-tac
Tiempo de la vida
Tiempo de ver
Tiempo que deriva
Tiempo zen
Tiempo sostenido
Tiempo a soltar
Tiempo enrarecido  
Tiempo de hablar …. Bla bla bla bla…
Tiempo movimiento
Tiempo a rodar
Tiempo cual cimiento
Tiempo  a aceptar
Tiempo de la duda
Tiempo sin sol
Tiempo que me ayuda
Tiempo por favor
Tic- tac, tic-tac, tic-tac, tic- tac, tic-tac, tic-tac
Tiempo despiadado
Tiempo ansiedad
Tiempo amortajado
Tiempo aliviar
Tiempo noche oscura  
Tiempo de sal
Tiempo que madura
Tiempo final

Que delícia, né? É minha amiga argentina Mariana Melero com TIEMPO, dela e de Rodrigo Aberastegui…

E vamo que vamo então. Cada ouvinte que tiver sua cartinha lida aqui no programa ganhará um livro. Mas tem que escrever para o [email protected] mandando seus dados. A gente aqui ainda não adivinha as coisas.

A primeira cartinha é de Raiany Carvalho, de Brasília, que escreveu assim:

“Caro Luciano Pires, já tentei escrever um comentário decente umas três vezes. Então sem maiores expectativas, venho agradecer – não diferente de todos os outros ouvintes, ao programa sensacional que teimo em não ser assídua!

Sendo ainda mais franca, devo dizer que o Bruno Henrique junto com você, me salvou do ócio, despertando em mim, mais uma vez a paixão latente que tenho pelo tempo e o mistério que o envolve. Tenho 22 anos recém completados e escrevo em diários desde meus 11 anos de idade e quando li a frase “diários que se tornam livros de um só capítulo” corei!

Já que possuo nada mais nada menos que 10 anos de um longo e tedioso capítulo, de uma história sem muitos aprendizados, e quando falo de aprendizado me refiro ao ser humano útil! Lembra quando nos disse que um dia útil é quando se ensina ou se aprende algo? Bem, acho que aprender significa colocar em prática e mudar um pouco o capítulo da nossa história!

Sou jovem e por isso tenho pouco crédito, mas devo dizer que sou daquelas que aprende quando “quebra a cara”. Já quando envolve uma segunda pessoa aí que fica complicado, é nessa hora que o tempo entra como o salvador das causas perdidas, transformando a mágoa em perdão e tirando das costas da rotina a culpa do erro!

Em outras, quero dizer que, dentro dos meus problemas pessoais e do que chamo de uma vida de “altos e baixos” com tempos “chronos e Kairós” ter como um antídoto para o tédio e para uma vida efêmera, seus podcasts salvam e me consolam, trazendo uma meditação que pretendo colocar em prática onde “ viver experiências inusitadas com qualidade,emoção, e verdade” liberta e transforma!

PS: prometo escrever um capítulo diferente no meu diário ainda hoje! Será se dá tempo? RS”

Ê Raiany. Parabéns pela decisão de chacoalhar as coisas Raiany. E com 22 anos de idade, você tem todo o tempo do mundo pela frente, pode errar a vontade! Boa sorte!

Que tal hein? Ao som da Orquestra Tabajara com o clássico AS TIME GOES BYE, de Herman Hupfeld,

vem a Andressa Bis, lá do Espírito Santo:

“Luciano,  Vejo o tempo como algo subjetivo, porque dependendo da forma que nos relacionamos com o mundo, de como interagimos, ele pode ter um significado diferente para cada um de nós.

Embora mesmo assim cada um mensure e perceba-o de formas diferentes, não podemos negar o quanto ele é valioso.

O que são 5 minutos para uma mãe que acaba de receber sua cria em seus braços na sala de parto, e o que são 5 minutos para outra mãe que espera Tb receber seu filho, mas por uma infelicidade ele não vai chegar hein?

O que é o tempo para um vestibulando que se dedicou o ano todo para fazer a prova naquele determinado dia, mas por causa de 15 minutos de atraso foi impedido de fazer o teste tão esperado.

São nessas horas, nessas frações de segundo, de minutos que podemos nos dar conta da riqueza do tempo, da sua grandeza, do seu valor incalculável e como ele pode de mudar a nossa vida, ser ao mesmo tempo para uma pessoa que sofre um suplício, uma eternidade e para outros um alento, uma felicidade.

Às vezes tenho a impressão que ele se transforma em um ser sábio, e parece que me salva de algumas coisas, outras vezes ele é cruel, implacável, é como se ele tivesse personalidade!

Uma coisa que tenho pensado muito é que realmente temos que ter consciência do tempo. Tempo perdido, o tempo que passou, o tempo futuro. Lembrar do passado, mas não viver de passado, usá-lo como uma ferramenta de reflexão, para sair da inércia no hoje, no agora. O que será que estamos fazendo com ele hoje, hein???

Um fato que aconteceu comigo ano passado. Sempre fui muito próxima da minha avó, muito apegada, vivemos muitos bons momentos juntas. Um dia ela adoeceu. Estava com 88 anos, lúcida apesar da doença. Fui visitá-la e passamos um dia inteiro juntas, conversamos, rimos, lembramos coisas,enfim, anoiteceu e não vi o tempo passar.Quando fui embora ela me disse:Volta semana que vem pra gente terminar o papo. E eu disse que não poderia naquela semana. Dias depois recebi a notícia que ela tinha tido um AVC, que só mexia com olhos e não falava mais. Fui lá de novo, mais ai não teve mais jeito, não consegui terminar o nosso papo …fiquei horas com ela… só conseguia mover os olhos. Cinco dias depois ela faleceu….e ai só ficou em mim uma dor profunda e com o tempo a reflexão do valor inestimável daquelas horas que não pude mais voltar a conversar com ela.

Percebo que na maioria das vezes essa percepção do valor do tempo e sua importância está intimamente ligada a situações e perdas. Claro que isso não é uma regra, mas é bem real! Seja a perda de pessoas queridas, saúde, dinheiro, emprego, amigos. A minha experiência de vida tem me mostrado isso.

Sempre damos valor quando perdemos. E parece que é nessas horas que conseguimos olhar a vida com outros olhos, sair da nossa zona de conforto, pensar nas nossas ações no dia a dia, rever atitudes, comportamentos, repensar estilo de vida, colocar projetos em prática, viver um dia de cada vez, e acima de tudo amar as pessoas, viver em família, com amigos, doar um pouco da nossa alegria, da nossa paz, do nossa felicidade, compartilhar coisas boas com quem está perto de nós todos os dias nos dando força.

Com tudo que tenho vivido o tempo tornou-se algo sagrado pra mim, tenho muito respeito por ele! Nem sempre foi assim, mas consegui me dar conta disso a tempo! E como diz aquele velho ditado: o tempo é o melhor remédio…tenho aprendido muito com ele!

Parabéns Luciano por mais esse podcast. Está mais que demais! E por favor pessoal usem seu tempo ouvindo Café Brasil, esse cafezinho sempre especial e que nos ajuda a repensar nossas atitudes e usar nosso tempo de forma nutritiva! Um beijo!”

Olha só! A Andressa é mais que uma ouvinte, é uma colaboradora do Café Brasil que está sempre contribuindo com nosso cafezinho. Já tava na hora de ganhar um livro, né? Um beijo também.

E vem o Claudio Miranda, do Rio de Janeiro:

“Luciano,

mais uma vez (e que continue sempre assim!) seu podcast me pegou de surpresa e me tocou. Sou um inveterado admirador, incansável ignorante e eterno apaixonado pelo tempo. Desde a adolescência me vejo meditando sobre este poder, divindade para alguns, imperceptível para outros, a que chamamos de tempo.

A música que você escolheu – Oração ao tempo – me é particularmente cara. A primeira vez que a ouvi foi num show na voz da Zizi Possi, uma linda interpretação a qual eu nunca encontrei registro. Depois, claro, cheguei à versão do autor, Caetano, e a adotei como uma de minhas músicas de cabeceira.

Anos mais tarde, tive a grata satisfação e rara oportunidade, pois não tenho a arte como profissão, de interpretar seu texto num teatro. Para mim foi uma emoção única e que está gravada para sempre em minha memória emocional, aquela que não é regida por Cronos, e sim pelas batidas do coração. Pois que esta música, antes de tudo, é uma oração, linda, que pode ser lida e dita como tal. Há que se respeitar o tempo…

Sua elucidação sobre o por quê temos a noção de que o tempo passa mais rápido com o passar do tempo (sem trocadilhos…) foi muito útil. Era uma questão que me incomodava e não encontrava resposta para tal. Existe um texto – Mude – que foi registrado na voz da atriz Simone Spoladore muito bonito, que é um verdadeiro motivador desta proposta: faça coisas diferentes todos os dias e sua vida passará a ser plenamente vivida, sentida, sem a mão pesada da rotina e, consequentemente, da falsa impressão da prisão que acreditamos que o Tempo nos impõe.

Agradeço a você por ter se inspirado no email do colega ouvinte e ter se dedicado a tema tão importante. Ainda mais agora, em tempos em que o tempo é sempre alvo de reclamação, de chateação, de desculpas esfarrapadas.

Ouvindo este podcast, e o ouvi por duas vezes seguidas, o que acredito que ainda é pouco, foi um grande investimento e um presente para o pequeno quinhão que me cabe desta enorme entidade a que chamamos de tempo.

Grande abraço.”

Obrigado Claudio. Sua dica do texto já está anotada! Isso vai dar samba…

E então é a vez do William Nascimento, lá de Canoas

“Cara, escuto o café Brasil a bastante tempo e nunca havia comentado, mas dessa vez não teve jeito tu pegou pesado Luciano e eu agradeço por isso. É impressionante como vivemos presos a uma matrix, todos os dias fazemos quase as mesmas coisas e quando paramos para analisar chegamos a conclusão que a maioria delas não tem sentido algum.

Geralmente quando fico sabendo do falecimento do conhecido de alguém ou até de alguém famoso fico pensando no que estou fazendo com meu tempo. Isso me fez lembrar de uma frase que vi naquele comercial do use o filtro solar: é quase certo que os problemas que realmente tem importância em sua vida, são aqueles que nunca passaram pela sua mente. E cara, como a gente se preocupa. E essas preocupação tomam muito o nosso curto e precioso tempo.

Obrigado Luciano por esse podcast, como quase todo ser humano as vezes me acomodo e preciso que alguém me dê uns petelecos… Grande abraço e por favor, continue nos tirando da zona de conforto.”

Pode deixar William! Não pretendo deixar de incomodar tão cedo…

E chega a vez do Fabiano Meira, de Ponta Grossa, Paraná.

“Além de fisiologicamente, o tempo é relativo também do ponto de vista científico. O intervalo de tempo entre dois eventos depende da velocidade do observador… O tempo passa mais lentamente para quem viaja a velocidades próximas a da luz (300 mil km/s).

Outra coisa interessante sobre o tempo é o ponto de vista da termodinâmica, onde a única coisa que difere dois instantes de tempo é o estado de organização do universo. O “depois” é sempre menos organizado que o “antes”…

E o Fabiano então, manda um poema de Carlos Drummond de Andrade:

Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros.
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considero a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos.
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,
não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida,
não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.
O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes, a vida presente.

O tempo parou
Sandy Müller

Se era ontem à tarde
ou eram dez anos atrás,
Eu não lembro mais
Se eram minhas idéias de garota
ou pensamentos de hoje,
eu não sei mais

Minha cabeça pensa sem parar
e eu aqui parada no passado sem te esquecer.
Às vezes relembro e adivinha só?,
duvido que você tenha existido.
Meu fruto da imaginação.

O tempo parou
O mundo parou
Minha própria cabeça parou
Tudo parou
Só tem você que continuou seu caminho pra se distanciar de mim

Não sei se dentro de mim o que dói
é o rancor pelo teu abandono
ou a dó que sinto por mim.
Não sei se dentro de mim o que se foi
é a alegria do tempo passado ou a esperança de um dia ser feliz.

Você pode até não acreditar
mas este rosto cheio de novas rugas
é o mesmo que você deixou
e mesmo assim o que vejo no espelho
é aquela mesma menina que um dia te amou demais.

O tempo parou,
o mundo parou,
minha própria cabeça parou
tudo parou, só tem a dor
que continuou seu caminho
pra se apoderar de mim.

Olha que delícia… sabe quem é? É Sandy Müller, uma italiana brasileira que você precisa conhecer… Vamos publicar sobre ela no roteiro deste programa em www.podcastcafebrasil.com.br.

Muito bem. Todo mundo tem algo a dizer sobre o tempo e isso é muito bom. Talvez mais gente se dê conta de que deve valorizar muito a forma de gastá-lo…

Então. Vamos então praa mais uma novidade?

Desde o início de 2012 o Café Brasil está desenvolvendo junto com parceiros, páginas do Facebook para empresas. E uma parte desse desenvolvimento é a utilização do podcast Café Brasil como ferramenta de divulgação.

A ação com a Nakata foi muito bem sucedida e no programa de hoje temos o prazer de receber um novo patrocinador. A Pellegrino distribuidora de autopeças, que já chega arrebentando. Olha só.

A Pellegrino foi fundada em 1941 e hoje é uma das principais distribuidoras de autopeças do Brasil. Tem 20 filiais nos mais importantes pólos comerciais do país e distribui as melhores marcas de componentes automotivos, motopeças e acessórios.

Então, a Pellegrino está inaugurando sua página no Facebook, com informações legais para quem tem automóveis, pick ups, caminhões e motocicletas. E para comemorar vai dar um iPad, olha só, cara, vai dar um iPad, para quem participar da promoção de inauguração da página.

Funciona assim: acesse www.facebook.com/pellegrinodistribuidora Pellegrino sempre com dois eles e clique no post da promoção para conhecer as regras, que são muito fáceis.

Pelos próximos seis meses, quem participar da promoção concorrerá a um iPad por mês! Lembre-se www.facebook.com/pellegrinodistribuidora Pellegrino com dois “eles”.

Aproveite para deixar um agradecimento à Pellegrino, que está ajudando a gente a manter o Café Brasil!

Pellegrino Distribuidora de Autopeças: conte com a nossa gente.

Bom, eu já estou ouvindo neguinho escrevendo pra cá dizendo: é, encheram de patrocinador, acabou o conteúdo… não sei o que… claro, é inevitável.

Com a entrada de mais patrocinadores será inevitável mexer um pouco na formatação do programa. E vamos ainda estudar a melhor forma de integrar os patrocínios e apoios ao programa, sem que se torne algo intrusivo. Você sabe que patrocinadores são fundamentais para que possamos sobreviver, não é? Pois é. Vamos aos poucos organizando a casa.

Tempo Rei
Gilberto Gil

Não me iludo
Tudo permanecerá
Do jeito que tem sido
Transcorrendo
Transformando
Tempo e espaço navegando
Todos os sentidos…

Pães de Açúcar
Corcovados
Fustigados pela chuva
E pelo eterno vento…

Água mole
Pedra dura
Tanto bate
Que não restará
Nem pensamento…

Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Transformai
As velhas formas do viver
Ensinai-me
Oh Pai!
O que eu, ainda não sei
Mãe Senhora do Perpétuo
Socorrei!…

Pensamento!
Mesmo o fundamento
Singular do ser humano
De um momento, para o outro
Poderá não mais fundar
Nem gregos, nem baianos…

Mães zelosas
Pais corujas
Vejam como as águas
De repente ficam sujas…

Não se iludam
Não me iludo
Tudo agora mesmo
Pode estar por um segundo…

Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Oh Tempo Rei!
Transformai
As velhas formas do viver
Ensinai-me
Oh Pai!
O que eu, ainda não sei
Mãe Senhora do Perpétuo
Socorrei!…(2x)

E é assim então, ao som de GILBERTO GIL com TEMPO REI, felizes com nossos patrocinadores e mais felizes ainda de proporcionar a nossos ouvintes a chance de ganhar não um, mas dois iPad! Fala a verdade: qual o outro podcast que te dá essa chance, que o Café Brasil que hoje veio cheio de novidades vai saindo de mansinho.

Com o feliz Lalá Moreira na técnica, a radiante Ciça Camargo na produção e eu, o aliviado Luciano Pires na direção e apresentação.

Estiveram conosco os ouvintes Raiany, Andressa, Claudio, William e Fabiano. E nossos patrocinadores trazendo iPads pra vocês: Nakata e Pellegrino. Na trilha sonora, Mariana Melero, Orquestra Tabajara, Sandy Müller e Gilberto Gil. Gostou?

Este programa chega até você com o apoio de um pessoal que trabalha para fazer com que o tempo da gente seja muito bem aproveitado: o Auditório Ibirapuera. Acesse o site, veja a programação, escolha um show ou evento e use muito bem seu tempo. www.auditorioibirapuera.com.br.

Pra terminar, que tal uma daquelas frases provocadoras de Nelson Rodrigues?

Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos…

[/showhide]