Podcast Café Brasil com Luciano Pires
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

666 – O diabo é o pai do rock
666 – O diabo é o pai do rock
Existem dezenas de explicações para o 666 ser chamado ...

Ver mais

665 – O Vale
665 – O Vale
A trilha para o sucesso envolve trabalho duro e ...

Ver mais

664 – Sobre lagartas e borboletas
664 – Sobre lagartas e borboletas
Cara, como mudar é difícil... perder peso...manter ...

Ver mais

663 – A crisálida
663 – A crisálida
A maturidade entende que existe a escuridão no mundo, ...

Ver mais

LíderCast 153 – Rafael Bernardes
LíderCast 153 – Rafael Bernardes
Empreendedor em TI, que capacita outros profissionais ...

Ver mais

LíderCast 152 – Lucia Moyses
LíderCast 152 – Lucia Moyses
Escritora, psicóloga e neuropsicóloga, um papo sobre ...

Ver mais

LíderCast 151 – Irineu Toledo
LíderCast 151 – Irineu Toledo
Radialista, uma das vozes mais marcantes e conhecidas ...

Ver mais

LíderCast 150 – Ana Letícia Maciel
LíderCast 150 – Ana Letícia Maciel
Executiva que larga tudo para empreender com um ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – DIMENSÕES LÓGICA E PSICOLÓGICA DA LINGUAGEM (parte 8)
Alexandre Gomes
  Eu prometo que esse segundo capítulo vai acabar! Acho que terá umas 12 partes… Mas vamos lá! De volta à diversão. É claro que a linguagem tem aspectos LÓGICOS e PSICOLÓGICOS, veja ...

Ver mais

O Brasil da TV Globo, do Whatsapp e as manifestações do dia 26/05
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157340715398631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Eu não acredito na democracia moderna
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Eu não acredito na democracia representativa moderna. * * * Concordo com Schumpeter: no modelo de democracia do século XX, os indivíduos comuns são simplesmente consumidores de produtos políticos ...

Ver mais

Por que Bolsonaro tende a ser considerado melhor presidente do país até 2022?
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157323556458631

Ver mais

Cafezinho 178 – O Exorcista
Cafezinho 178 – O Exorcista
O Brasil está sofrendo um imenso exorcismo, e o demônio ...

Ver mais

Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
Cafezinho 177 – Os monstros da negatividade 3
A negatividade tem suas raízes no medo de ser ...

Ver mais

Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Cafezinho 176 – Gostou? Compartilhe.
Gostou? Compartilhe! Só assim, fazendo a nossa parte, ...

Ver mais

Cafezinho 175 – Não use sua ignorância
Cafezinho 175 – Não use sua ignorância
Quando você não conhece o objeto de sua análise, será ...

Ver mais

294 – Sete anos

294 – Sete anos

Luciano Pires -
Gratuito!
49 MB

Bom dia, boa tarde, boa noite! Normalmente não colocamos datas nos programas, mas este aqui é especial. Ele está sendo gravado na semana posterior à sexta feira, dia 13 de Abril de 2012.

Foi noutra sexta feira 13 de abril, em 2005, que o Café Brasil nasceu como um programa transmitido ao vivo pela Rádio Mundial em São Paulo. Sete anos, meu! É mole? O programa de hoje vai servir pra dar uma reforçada no processo de conhecer o perfil de nossos ouvintes.

Publicamos uma pesquisa que já tem mais de 300 respostas que estão nos ajudando a saber mas sobre quem nos ouve. E hoje vamos tratar desse assunto. Vamos ver se você se reconhece aqui!

Pra começar, uma frase da antropóloga norte americana Margaret Mead:

Lembre-se sempre que você é absolutamente único. Assim como todos os demais.

Este programa chega até você com a ajuda daquela turminha que sabe muito bem que investir em Cultura significa investir no futuro. Itaú Cultural. Visite www.itaucultural.com.br e conheça a infinidade de programas culturais que eles apoiam. E aproveite pra mandar pra eles um email comentando o patrocínio do Café Brasil. Eles saberão que quem nos ouve, se importa…

[showhide title=”Continue lendo o roteiro” template=”rounded-box” changetitle=”Fechar o roteiro” closeonclick=true]

E o exemplar da semana de meu livro NÓIS…QUI INVERTEMO AS COISA vai  quem? Vai para o Bruno Soares, que comentou o programa IRONIA, assim:

“Ouço o podcats Café Brasil desde 2007, tenho todos no meu pc. Gosto de ouvir a caminho do trabalho, dentro do ônibus e confesso, é revigorante!

Estes dias ouvi de uma levada só ”Ai se eu te pego”, ”Ai se eu te pego 2” e ”Ironia”. Quando ouvi  o Ironia, estava almoçando num shopping, e enquanto me deliciava com o que tinha no prato, saboreava aquilo que o Lu [para os íntimos] provocava.

Concordo com o ouvinte que disse que ”é preciso saber ouvir” o podcast. Eu sei ouvir o Café Brasil. E toda essa balbúrdia formada em torno da comprensão da Ironia, me encheu de orgulho! Sabe porque? Porque  eu constatei que sei ouvir, sei compreender, não só a ironia, mas as idéias, as propostas, os conceitos, que são apresentados no Café Brasil.

Assim como em um poema, o podcast fala a cada pessoa de maneira única. E o Luciano sabe muito bem usar da provocação para nos instigar. A grande verdade é que precisamos ir além do óbvio.

E durante aquele almoço eu entendi a principal mensagem que o Luciano me passa a cada podcast. Quando cheguei ao restaurante, estava tudo pronto, quentinho e a postos só para o meu prazer gastronômico. Havia diversas opções de carnes, tipos variados de arroz, várias saladas, tudo muito apetitoso. Mas o prato era MEU. Eu fui o responsável por escolher aquilo que naquele momento era necessário ao meu organismo para matar a minha fome.

Se eu escolhesse apenas pelos desejos dos olhos, encheria meu prato de coisas suculentas, mas que talvez não saciariam minha verdadeira fome. Assim é o Café Brasil: um banquete! Cada ouvinte é convidado a sentar-se a mesa, tomar seu prato e escolher entre os textos, frases, vinhetas, metáforas e ironias, aquilo que verdadeiramente alimenta.

Entre uma garfada e outra, um sorriso! De concordância ou de discordância. Isso não importa. O importante foi me saciar!

Na cozinha do Luciano Pires é assim, entre um cafézinho e outro, a gente chama o garçom, ele toca a vinheta, traz as panelas e os ingredientes, e quem cozinha é o ouvinte!

”Delicia! Delicia! Assim você me engorda…”

Muito bem, Bruno. Você acertou. Eu sou a Palmirinha dos podcasters.  O Bruno ganhou um livro, sabe por que? Porque escreveu comentando um programa. E você ai? Vem pra este banquete também!

Noite dos mascarados
Chico Buarque

– Quem é você?
– Adivinha, se gosta de mim!

Hoje os dois mascarados
Procuram os seus namorados
Perguntando assim:

– Quem é você, diga logo…
– Que eu quero saber o seu jogo…
– Que eu quero morrer no seu bloco…
– Que eu quero me arder no seu fogo.

– Eu sou seresteiro,
Poeta e cantor.
– O meu tempo inteiro
Só zombo do amor.
– Eu tenho um pandeiro.
– Só quero um violão.
– Eu nado em dinheiro.
– Não tenho um tostão.
Fui porta-estandarte,
Não sei mais dançar.
– Eu, modéstia à parte,
Nasci pra sambar.
– Eu sou tão menina…
– Meu tempo passou…
– Eu sou Colombina!
– Eu sou Pierrô!

Mas é Carnaval!
Não me diga mais quem é você!
Amanhã tudo volta ao normal.
Deixa a festa acabar,
Deixa o barco correr.

Deixa o dia raiar, que hoje eu sou
Da maneira que você me quer.
O que você pedir eu lhe dou,
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!

Que delícia, a marcha-rancho NOITE DOS MASCARADOS, de Chico Buarque, que estourou em 1967 com interpretação do Quarteto em Cy e o MPB4… a versão que você ouve aqui é do Chico com Elis Regina, gravada para a trilha do filme Garota de Ipanema de Leon Hirszman.

Quem já escuta o Café Brasil há algum tempo acompanhou algumas tentativas que fizemos para conhecer o perfil de nossos ouvintes. A últimas delas foi feita com uma pesquisa chamada PodPesquisa que reuniu mais de 2 mil questionários de gente que escuta podcasts e determinou o perfil do ouvinte do podcast no Brasil em 2009.

Naquela ocasião conseguimos isolar dentre os 2 mil e tantos, 100 questionários de ouvintes do Café Brasil, na primeira vez que determinamos o perfil. Foi legal, mostrou que é uma audiência de gente mais madura que a de outros podcasts, com alta instrução e renda acima da média. Uma audiência qualificada.  Mas agora partimos para algo mais profundo. Desenvolvemos um questionário próprio cuja existência comunicamos pelo tuíter e pelo facebook e já temos uma prévia dos resultados: 360 respostas. Tá curioso? Péra um pouco aí…

Vamos falar um pouco de nossos sete anos de idade… Começamos em 2007 na rádio Mundial sem ter nenhuma ideia a respeito de como a coisa ia andar.

Por causa do formato da grade na rádio, o programa nasceu com 25 minutos de duração e acabou se mostrando ideal para o formato podcast. Sabe como é? Quem gosta termina com aquele gostinho de quero mais, e quem não gosta tem o consolo de ser curto… Lalá, solta ela aí…

Bem, o primeiro programa foi feito ao vivo, com um roteiro sem marcações, um caos total. Era a primeira vez que eu falava ao microfone como radialista de verdade. O resultado? Um horror…

Putz… que vergonha… O programa já era mal gravado, mal feito e ainda foi tirado de uma cópia pirata que fizeram na rádio.

Mas a gente foi aprendendo e acho que chegamos a um resultado bom. Se você tiver paciência para ouvir todo o programa pioneiro, vamos reproduzi-lo integralmente depois do término deste programa. A qualidade técnica e a forma de apresentação são horríveis, mas eu me orgulho de verificar que os princípios que norteiam o Café Brasil de hoje estão todos lá. A gente amadureceu, ficou mais técnico, passou a abordar temas diversificados, mas mantém a coerência. Cara, no Brasil de hoje isso pode ser considerado uma vitória!

Deixa eu aproveitar para falar de algumas funcionalidades do site www.podcatcafebrasil.com.br que você não encontrará se acessar o programa em outros lugares.

Olha só: o podcast Café Brasil tem uma vida que vai muito além do podcast em si. Pra começo de conversa, ele vai ao ar em diversas rádios pelo Brasil. Você pode saber quais rádio se acessar o Menu O CAFÉ BRASIL em www.podcadstcafebrasil.com.br.

Todas as referências de artistas, personalidades e alguns lugares e fatos, vão para a CAFEPEDIA. Se você clicar no link CONTINUE LENDO O ROTEIRO que está logo abaixo do player do programa da semana, verá os links para a Cafepedia em verde ao longo do roteiro. Já temos bem mais que 1000 verbetes na Cafepedia.

Além disso, muito do que fazemos por aqui é divulgado pelo tuíter e pelo Facebook. No tuíter nosso endereço é @cafe_brasil. De novo: @cafe_brasil. No Facebook, nossa página é www.facebook.com/portalcafebrasil . Recomendo que você siga a gente, pois algumas promoções que estamos criando serão operacionalizadas através das mídias sociais.

Ah, claro… O meu tuíter pessoal é o @lucianopires. O da Ciça é @cissa58. Como a Ciça é complicada, o Cissa é com dois esses. É @Cissa com dois esses 58 é o número cinco e oito, que é o tamanho do sapato dela. O do Lalá é o @lalamoreiradj. E o Michel, o M ichel nosso homem aqui das internetes é o @micheltl. Michel T L. Parece o cara do Ai se eu te pego!

Muito bem. Se você quiser conhecer a gente, estamos lá no www.podcastcafebrasil.com.br , menu O CAFÉ BRASIL, QUEM FAZ O CAFÉ BRASIL. Não é muito bonito de se ver, mas tem as informações básicas sobre os indivíduos que toda semana atazanam você…

Você vai me seguir
Chico Buarque

Você vai me seguir aonde quer que eu vá
Você vai me servir, você vai se curvar
Você vai resistir, mas vai se acostumar
Você vai me agredir, você vai me adorar
Você vai me sorrir, você vai se enfeitar
E vem me seduzir
Me possuir, me infernizar
Você vai me trair, você vem me beijar
Você vai me cegar e eu vou consentir
Você vai conseguir enfim me apunhalar
Você vai me velar, chorar, vai me cobrir
e me ninar

E lá vem o Chico Buarque de novo, com VOCÊ VAI ME SEGUIR, agora na voz de Elba Ramalho… diz aí, você vai me seguir?

E a pesquisa! Claro! Vou pedir ajuda pra Ciça e pro Lalá. Vou trazer os dois aqui ao nosso programa de comemoração dos sete anos. Ciça. Diga alô para os internautas.

– Alô, internautas.

Muito bem. E Lalá. Diga alô para os internautas.

– Salve, salve, internautas.

Tem que ser diferente né…

Na verdade a pesquisa está com 365 questionários respondidos.

alt
alt
alt
alt
alt

Bom, vamos ao resumo então… O “ouvinte médio” do Café Brasil tem mais de 30 anos de idade, é homem, se é solteiro ou casado a gente não sabe, porque deu empate, formação superior, está empregado, ganhando acima de 4 mil reais por mês, escutando o Café Brasil há 2 anos ou menos, quando baixa, só ele escuta o programa, usa o iTunes ou o site www.podcastcafebrasil.com.br e ouve num ipod ou smartphone e quando está em trânsito…

E aí? Esse aí é você?

Lalá, Ciça, vamos nessa. Vamos trabalhar, vai. Obrigado a vocês dois ai, por estarem comigo desde 2007. Parabéns a nós.

Olha só, a pesquisa já tem 360 questionários respondidos, mas vai ficar no ar indefinidamente. Nossa intenção é ter 1000 respostas, portanto vou fazer o chamamento aqui: vá lá no www.podcastcafebrasil.com.br e clique no botão vermelho para responder a pesquisa. É muito rápido, não leva mais que dois minutos. E você vai ajudar a gente com uma informação importante. Sabe como é, né? No final, o que importa é você.

Flores em você
Edgar Scandurra

De todo o meu passado
Boas e más recordações
Quero viver meu presente
E lembrar tudo depois…

Nessa vida passageira
Eu sou eu, você é você
Isso é o que mais me agrada
Isso é o que me faz dizer…

Que vejo flores em você!…

De todo o meu passado
Boas e más recordações
Quero viver meu presente
E lembrar tudo depois…

Nessa vida passageira
Eu sou eu, você é você
Isso é o que mais me agrada
Isso é o que me faz dizer…

Que vejo flores em você!
Que vejo flores em você!
Que vejo flores em você!
Que vejo flores em você!…

E é assim, ao som de FLORES EM VOCÊ, de Edgar Scandurra, aqui com Flavio Bortoletto, que este Cafezinho vai saindo de mansinho.

Dizem que o número 7 é cabalístico e o Café Brasil completou 7 anos. Será que agora vai?

Obrigado a você que escuta a gente pelos primeiros sete anos do resto das nossas vidas.

Com o tio Lalá Moreira na técnica, a tia Ciça Camargo na produção e eu, o pai e mãe Luciano Pires na direção e apresentação.

Estiveram conosco Chico Buarque com Elis Regina, Elba Ramalho, Flavio Bortoletto e daqui a pouquinho, Luiz Tatit.

Este programa chega até você com o apoio do AUDITÓRIO IBIRAPUERA, que é operado pelo instituto Auditório Ibirapuera que incentiva a expressão musical e seu uso como instrumento de integração, reconhecimento e conhecimento.

O Café Brasil é um programa ouvido por gente que se importa, gente que quer mais que gracinhas, musiquinhas bobinhas e conversinhas de comadrezinhas…essas coisas pequenininhas, sabe como é?

Vem pra cá… www.portalcafebrasil.com.br

Pra terminar, comemorando o aniversário, em vez de uma frase vamos com uma música…Aniversário de Paulo Tatit e Luiz Tatit com o Palavra cantada.

Aniversário
PauloTatit  e Luiz Tatit

Hoje eu sinto que cresci bastante
Hoje eu sinto que estou muito grande
Sinto mesmo que sou um gigante
Do tamanho de um elefante

É que hoje é meu aniversário
E quando chega meu aniversário
Eu me sinto bem maior, bem maior, bem maior, bem maior
Do que eu era antes

Fique agora com a reprodução do primeiro programa Café Brasil que foi ao ar em 13 de abril de 2005. A qualidade técnica é ruim, como eu já mencionei anteriormente, mas ele fica aqui valendo como um documento histórico.

[/showhide]