Iscas Intelectuais
#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

579 – A arte de falar merda
579 – A arte de falar merda
Tenha um filtro, meu caro, minha cara. Para o bem do ...

Ver mais

578 – O Círculo de ouro
578 – O Círculo de ouro
Você já parou para pensar que talvez ninguém faça ...

Ver mais

577 – Dois pra lá, dois pra cá
577 – Dois pra lá, dois pra cá
Existe uma divisão política, social e cultural no ...

Ver mais

576 – Gratitude
576 – Gratitude
Gratitude vem do inglês e francês e significa que ...

Ver mais

LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LíderCast 082 Bruno Soalheiro
LiderCast 082 – Bruno Soalheiro – Bruno criou a ...

Ver mais

LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 – Lúcia Helena Galvão Maya é diretora da ...

Ver mais

LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 – Tito Gusmão – Tito Gusmão é um jovem ...

Ver mais

LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 –Marcio Appel executivo à frente da ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Aplicando 5S nos escritórios de advocacia
Tom Coelho
Sete Vidas
“Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo, e fazer bem-feito.” (Pitágoras)   Em Administração, utilizamos um expediente importado lá do Oriente, mais precisamente do Japão ...

Ver mais

Sorte? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Chamam a atenção frases do tipo… “Não me inveje, trabalhe!”. Costuma enfeitar vidros traseiros e para-choques de caminhão. E o motivo é simples: Pode não decorar um luxuosíssimo Bugatti ...

Ver mais

Os jacobinos da “nova direita”
Bruno Garschagen
Ciência Política
Quando os antissocialistas mimetizam a mentalidade e a ação política do inimigo, tornam-se o espelho da perfídia.

Ver mais

A hora e a vez da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A hora e a vez da criatividade  Por que não no Brasil? “Eu olho para as coisas como elas sempre foram e pergunto: Por quê? Eu olho para as coisas como elas poderão vir a ser e pergunto: Por que ...

Ver mais

Cafezinho 7 – Polícia Federal – O filme
Cafezinho 7 – Polícia Federal – O filme
Ou eu dei azar ou quem PRECISA assistir o filme, para ...

Ver mais

Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Cafezinho 6 – Celebrando o fracasso
Sobre como aprender com nossos insucessos, ...

Ver mais

Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
O nome disso é livre mercado, goste você de Pimenta ...

Ver mais

Cafezinho 4 – A intolerância
Cafezinho 4 – A intolerância
Uma organização conhecida por investir em cultura ...

Ver mais

Você também pode ser a solução

Você também pode ser a solução

Adalberto Piotto - Olhar Brasileiro -

image

Por Adalberto Piotto

Todo ano temos as notícias de deslizamentos de terra e mortes por causa da chuva em áreas de risco.

É trágico. Sempre é. Impossível não se solidarizar com as vítimas.

Mas além da solidariedade da maioria, normalmente imóvel, há mais o que fazer hoje pra evitar outros “amanhãs” terríveis.

Esse assunto sobre ocupação irregular de áreas de risco não é novo e trato dele há muito, normalmente sem solidariedade alheia.

Quando o governo Lula, irresponsável em sua plenitude, inventou a tal da “bolsa construção”, que financiava material de construção com muito crédito, eu denunciei o caso porque julgava que era preciso ter um projeto e um acompanhamento técnico da prefeitura para evitar que o cidadão, necessitado e beneficiado pelo crédito, construísse em áreas de risco.

Fazia isso pra proteger o cidadão, antes de tudo, e permitir o melhor uso do recurso financeiro.

É injusto dar pela metade um direito a quem tanto precisa. Ou seja, dê-se melhores condições para alguém construir sua casa, mas que o faça em condições de não pô-lo a arriscar-se a morrer pela chuva que, inevitavelmente, vai cair.

Nem a Caixa Econômica Federal nem o governo Lula, mesmo com muitas tentativas, aceitaram falar e explicar o porquê de o crédito não ter essa exigência básica, necessária, cuidadosa, cidadã

Como insisti no tema, fui chamado de antibrasileiro, de conspirar contra os pobres,  etc. Enfim,  toda sorte de estupidez, bobagem e burrice manipulada por essa gente que enganava o necessitado com todo o maquiavelismo possível e hoje, ainda no poder federal, levou o Brasil à bancarrota financeira, moral, etc.

Apesar de saber que esteva fazendo o certo, à época, não tive apoio de quase ninguém.

A maioria de baixo estava feliz porque fazia churrasco e dane-se o resto.

E a maioria de cima se refestelava em Miami comprando qualquer coisa que não conseguisse ler o rótulo.

Nada contra ir à Miami ou a qualquer outro lugar para comprar seja lá o que for. Tampouco fazer churrasco do jeito que quiser. Minha crítica não é simplista. O ponto é outro.

Ambos os lados foram estúpidos no seu consumismo e nada preocupados com o Brasil e sua sustentabilidade econômica ou social, na dignidade ou na correta aplicação dos caros recursos disponíveis.

Estavam, os de baixo e os de cima, se dando bem no seu individualismo atroz.

Deu no que deu.

Eu não parei de insistir. Nunca.

Amanhã, estarei na Paulista.

Espero ter a companhia dos deslumbrados de ontem e forçosamente realistas de hoje.

A luta é longa e estarei sempre nela.

Só conheço esse caminho e renego qualquer atalho esperto e de esforço menor.
O único caminho em que acredito é o da insistência, da persistência, da perseverança e do comprometimento com o presente para salvar o futuro.
O resto é enganação.
Bem-vindo à luta honesta.

Ver Todos os artigos de Adalberto Piotto