Iscas Intelectuais
Palestra O Meu Everest
Palestra O Meu Everest
Meu amigo Irineu Toledo criou um projeto chamado ...

Ver mais

Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

686 – O Meu Everest
686 – O Meu Everest
Em 2001 eu fiz talvez a maior viagem da minha vida. ...

Ver mais

685 – Entrevista no Ranking dos Políticos
685 – Entrevista no Ranking dos Políticos
O Ranking dos Políticos é uma iniciativa civil para ...

Ver mais

684 – Susceptibilidade à negatividade
684 – Susceptibilidade à negatividade
Você está na boa, trabalhando ou fazendo suas coisas, ...

Ver mais

683 – O peixe
683 – O peixe
E aí, hein? Dar o peixe ou ensinar a pescar? Será que ...

Ver mais

LíderCast 173 – Henrique Prata
LíderCast 173 – Henrique Prata
O homem que fundou o Hospital do Câncer de Barretos, ...

Ver mais

LíderCast 172 – Paulo Vieira
LíderCast 172 – Paulo Vieira
Paulo Vieira está à frente da Next Academy, maior ...

Ver mais

LíderCast 171 – Fabiana Salles
LíderCast 171 – Fabiana Salles
Uma empreendedora que, a partir da criação de um ...

Ver mais

LíderCast 170 – Rodrigo Galvão
LíderCast 170 – Rodrigo Galvão
Rodrigo Galvão assumiu aos 35 anos de idade a posição ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Destaques da Aula 5 do Curso on-line de Filosofia (COF)
Eduardo Ferrari
Resumos e Artigos
Lembremos que o objetivo dessa série é chamar atenção para o conteúdo do Curso On-line de Filosofia, que pode ser acessado na página do Seminário de Filosofia. Os principais destaques da aula de ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 3 – Palavras atributivas: Verbos (parte 4)
Alexandre Gomes
As palavras ATRIBUTIVAS expressam os ACIDENTES que existem na substância.  Os atributos PRIMÁRIOS incluem:   verbos; “eu preciso escrever um exemplo?” substantivos verbais; “ela cultiva o ...

Ver mais

Voz de mulher
Chiquinho Rodrigues
Tem alguns jingles que são uma merda! Ou não! (Fiz vários assim). Basta você ouvir uma só vez e aquele troço fica azucrinando dentro da sua cabeça o dia todo. (bom para o cliente!) Em compensação ...

Ver mais

Sinopse para um curta
Chiquinho Rodrigues
Dois personagens e 43 figurantes. Locações: Duas salas, um estacionamento e uma recepção. Se não tiver verba, uma sala só dá. (Foda-se a produção) Personagem 1: Felipe Freitas. 29 anos, solteiro, ...

Ver mais

Cafezinho 220 – Mulheres gostosas fazem sexo e morrem no Everest
Cafezinho 220 – Mulheres gostosas fazem sexo e morrem no Everest
Assim como dinheiro atrai dinheiro, popularidade atrai ...

Ver mais

Cafezinho 219 – Brasil recusado na OCDE
Cafezinho 219 – Brasil recusado na OCDE
Para essa gente, o Brasil não pode dar certo.

Ver mais

Cafezinho 218 – Ignorância Pluralística
Cafezinho 218 – Ignorância Pluralística
Colocando em você o medo de ser apontado como o único ...

Ver mais

Cafezinho 217 – Os sinais
Cafezinho 217 – Os sinais
Os sinais de que o Brasil é diferente do que aparece na ...

Ver mais

Você também pode ser a solução

Você também pode ser a solução

Adalberto Piotto - Olhar Brasileiro -

image

Por Adalberto Piotto

Todo ano temos as notícias de deslizamentos de terra e mortes por causa da chuva em áreas de risco.

É trágico. Sempre é. Impossível não se solidarizar com as vítimas.

Mas além da solidariedade da maioria, normalmente imóvel, há mais o que fazer hoje pra evitar outros “amanhãs” terríveis.

Esse assunto sobre ocupação irregular de áreas de risco não é novo e trato dele há muito, normalmente sem solidariedade alheia.

Quando o governo Lula, irresponsável em sua plenitude, inventou a tal da “bolsa construção”, que financiava material de construção com muito crédito, eu denunciei o caso porque julgava que era preciso ter um projeto e um acompanhamento técnico da prefeitura para evitar que o cidadão, necessitado e beneficiado pelo crédito, construísse em áreas de risco.

Fazia isso pra proteger o cidadão, antes de tudo, e permitir o melhor uso do recurso financeiro.

É injusto dar pela metade um direito a quem tanto precisa. Ou seja, dê-se melhores condições para alguém construir sua casa, mas que o faça em condições de não pô-lo a arriscar-se a morrer pela chuva que, inevitavelmente, vai cair.

Nem a Caixa Econômica Federal nem o governo Lula, mesmo com muitas tentativas, aceitaram falar e explicar o porquê de o crédito não ter essa exigência básica, necessária, cuidadosa, cidadã

Como insisti no tema, fui chamado de antibrasileiro, de conspirar contra os pobres,  etc. Enfim,  toda sorte de estupidez, bobagem e burrice manipulada por essa gente que enganava o necessitado com todo o maquiavelismo possível e hoje, ainda no poder federal, levou o Brasil à bancarrota financeira, moral, etc.

Apesar de saber que esteva fazendo o certo, à época, não tive apoio de quase ninguém.

A maioria de baixo estava feliz porque fazia churrasco e dane-se o resto.

E a maioria de cima se refestelava em Miami comprando qualquer coisa que não conseguisse ler o rótulo.

Nada contra ir à Miami ou a qualquer outro lugar para comprar seja lá o que for. Tampouco fazer churrasco do jeito que quiser. Minha crítica não é simplista. O ponto é outro.

Ambos os lados foram estúpidos no seu consumismo e nada preocupados com o Brasil e sua sustentabilidade econômica ou social, na dignidade ou na correta aplicação dos caros recursos disponíveis.

Estavam, os de baixo e os de cima, se dando bem no seu individualismo atroz.

Deu no que deu.

Eu não parei de insistir. Nunca.

Amanhã, estarei na Paulista.

Espero ter a companhia dos deslumbrados de ontem e forçosamente realistas de hoje.

A luta é longa e estarei sempre nela.

Só conheço esse caminho e renego qualquer atalho esperto e de esforço menor.
O único caminho em que acredito é o da insistência, da persistência, da perseverança e do comprometimento com o presente para salvar o futuro.
O resto é enganação.
Bem-vindo à luta honesta.

Ver Todos os artigos de Adalberto Piotto