Iscas Intelectuais
Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil no Top 10 Podbean
Café Brasil no Top 10 Podbean
O Café Brasil está entre os Top 10 numa das maiores ...

Ver mais

701 – Sorte
701 – Sorte
E aí? Você se considera uma pessoa sortuda ou azarada? ...

Ver mais

700 – Girl Power
700 – Girl Power
Bem, você sabe que sempre que chegamos num programa ...

Ver mais

699- Um brasileiro
699- Um brasileiro
Como sabemos que muitos ouvintes do Café Brasil não ...

Ver mais

698 – A Mente Moralista
698 – A Mente Moralista
Somos criaturas profundamente intuitivas cujas ...

Ver mais

LíderCast 184 – Michelle Susan
LíderCast 184 – Michelle Susan
Uma lutadora, que sai do zero para trabalhar em ...

Ver mais

LíderCast 183 – Antonio Mamede
LíderCast 183 – Antonio Mamede
Ex-executivo de grandes empresas, hoje consultor e ...

Ver mais

LíderCast 182 – Alexis Fontaine
LíderCast 182 – Alexis Fontaine
Segunda participação do Deputado Federal do partido ...

Ver mais

LíderCast 181 – Christian Gurtner
LíderCast 181 – Christian Gurtner
Christian Gurtner – O homem que leva a gente para ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Minha despedida
Chiquinho Rodrigues
Como você bem sabe, sou músico e tenho uma produtora de vídeo aqui em São Paulo que é o Estúdio Bandeirantes. Atendemos clientes de quase todo o Brasil. Seja fazendo arranjos, produção de Cds, ...

Ver mais

Documentira
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Até anteontem, os Estados Unidos eram o império do mal, a síntese de tudo de ruim que há no universo; um inferno habitado por seres inumanos, que massacram sul-americanos por puro prazer sádico, ...

Ver mais

A harpa elétrica
Chiquinho Rodrigues
Valdenir era um cara que acreditava piamente em reencarnação. Mas não era só isso… Acreditava também em vidas passadas, ufos e astrologia. Flertava com o candomblé, o budismo e era também ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 3 – Classificação dos Termos (parte 9)
Alexandre Gomes
Continuando os resumos depois de um belo fim de ano, vou continuar detalhando mais sobre os o que são os termos e suas variedades. Perceba que isso é muito mais uma base de compreensão lógica das ...

Ver mais

Cafezinho 250 – O lobo e o cordeiro
Cafezinho 250 – O lobo e o cordeiro
Monteiro Lobato tem um livro precioso chamado Fábulas, ...

Ver mais

Cafezinho 249 – Na vanguarda do atraso
Cafezinho 249 – Na vanguarda do atraso
Para que, daqui a 40 anos, os jovens que hoje têm ido ...

Ver mais

Cafezinho 248 – O meiostream
Cafezinho 248 – O meiostream
Sobre se considerar bem-sucedido sendo o que se é.

Ver mais

Cafezinho 247 – Compartilhe!
Cafezinho 247 – Compartilhe!
Sobre o hábito de compartilhar aquilo que vale a pena.

Ver mais

Trivium: Capítulo 3 – Termos e Seus Equivalentes (parte 8)

Trivium: Capítulo 3 – Termos e Seus Equivalentes (parte 8)

Alexandre Gomes -

Começo reforçando o que já comentei antes: PALAVRAS são símbolos criados para representar a realidade.

Um TERMO é um CONCEITO comunicado através de um SÍMBOLO.

No momento em que as PALAVRAS são usadas para comunicar um CONCEITO de realidade, tais PALAVRAS tornam-se TERMOS.

A COMUNICAÇÃO é dinâmica, e a TRANSMISSÃO de uma IDEIA de uma mente a outra, através de um meio material, PALAVRAS ou OUTROS SÍMBOLOS (desenhos, gestos…). Se o ouvinte ou o leitor recebe através da linguagem precisamente as IDEIAS que nela colocou o emissor ou o escritor, esses dois (emissor e receptor) chegaram a um acordo quanto ao SIGNIFICADO dos TERMOS.

Ou seja, a IDEIA foi TRANSMITIDA exitosa e claramente, do emissor para o receptor, sem ambiguidade.
Um TERMO difere de um CONCEITO apenas no seguinte:

TERMO é uma ideia em trânsito, por isso, é DIN MICO, um ens communicationis (ente de comunicação);
CONCEITO é uma ideia que representa a realidade de um ens mentis (ente da mente).

Percebe que o primeiro está em movimento e o segundo parado, fixado em um lugar (mente)?
Um CONCEITO é um termo potencial que se ATUALIZA quando é comunicado através de um SÍMBOLO.
Assim, um TERMO é o significado, a forma (alma) do CONTEÚDO LÓGICO DAS PALAVRAS (lembra?). As PALAVRAS são, portanto, símbolos são os MEIOS pelos quais os TERMOS são transmitidos de uma mente para outra.

Porém, nem toda PALAVRA pode simbolizar um termo lógico. Só as palavras CATEGOREMÁTICAS (substantivas e atributivas) podem fazê-lo.
Apesar de uma palavra SINCATEGOREMÁTICA não poder simbolizar um termo lógico, a situação muda quando se trata da GRAMÁTICA, as palavras SINCATECOREMÁTICAS (conjunções, preposições, determinativos) podem ser parte de um símbolo completo.

E pra não deixar você no vácuo…

Símbolo completo: deve ser um nome próprio, na descrição empírica, um nome comum ou uma descrição geral, é, portanto, o equivalente gramatical de um TERMO LÓGICO.
Um TERMO é sempre unívoco, porque é SEMPRE UM: é ele mesmo e não outro. Já o SÍMBOLO GRAMATICAL que expressa um TERMO pode ser ambíguo, pois o mesmo símbolo é capaz de expressar termos diferentes.
É daí que vêm as dificuldades das traduções de textos. Palavras em línguas diferentes normalmente são equivalentes na sua dimensão LÓGICA, mas frequentemente não o são na sua dimensão PSICOLÓGICA.

E a dificuldade de traduzir fica maior quando se trata de poesia, pois é RARO que sinônimos na mesma língua tenham EXATAMENTE o mesmo significado, quanto mais em línguas distintas. O que nos leva a buscar a ESSÊNCIA do indivíduo (seja ente ou coisa) que a palavra empregada tenta representar. Por exemplo, há várias maneiras de se descrever um quadrado; veja:

retângulo equilátero,
retângulo de lados iguais,
quadrado
A ESSÊNCIA está em cada um dos símbolos acima. E se você consegue ver a mesma imagem na sua mente quando lê os diferentes símbolos, significa que está realmente prestando atenção ao que lê.
Por exemplo… como traduzir esse trecho de Shakespeare sem perder a piada implícita
“By my life, this is my lady’s hand! These be her very C’s, her U’s, and her T’s, and thus she makes her great P’s. It is in contempt of question her hand.”

Numa tradução livre, ficaria mais ou menos assim:
“Por minha vida, essa é a letra da minha dama! Esses são exatamente os C’s dela, seus U’s e seus T’s, e isso que ela faz P’s ótimos. É desprezível contestar ser esta a mão dela.”

Porém tem um detalhezinho que nenhuma tradução será capaz de corrigir se o tradutor não entender a piada do que as letras C, U, n e T significam quando estão juntas na língua inglesa.

Ver Todos os artigos de Alexandre Gomes