Iscas Intelectuais
O pacto dos canalhas
O pacto dos canalhas
Isca Intelectual de Luciano Pires sobre o grande mal ...

Ver mais

A colheita
A colheita
isca intelectual de Luciano Pires, sobre um Brasil que ...

Ver mais

Pelo exemplo
Pelo exemplo
Isca intelectual de Luciano Pires sobre gestão. Todo ...

Ver mais

Quem faz nossa cabeça
Quem faz nossa cabeça
Isca intelectual de Luciano Pires. Imagino uma criança ...

Ver mais

562 – Orgulho de ser corrupto
562 – Orgulho de ser corrupto
Podcast Café Brasil 562 - Orgulho de ser corrupto. ...

Ver mais

561 – Intueri
561 – Intueri
Podcast Café Brasil 561 - Intueri. Às vezes você tem a ...

Ver mais

560 – Welcome to the Hotel California
560 – Welcome to the Hotel California
Podcast Café Brasil 560 - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

559 – Vida de vampiro
559 – Vida de vampiro
Podcast Café brasil 559 - Vida de vampiro. Ainda na ...

Ver mais

LíderCast 069 – Panela Produtora
LíderCast 069 – Panela Produtora
Hoje converso com Daniel, Filipe, Janjão e Rhaissa ...

Ver mais

LíderCast 068 – Gilmar Lopes
LíderCast 068 – Gilmar Lopes
Hoje converso com Gilmar Lopes, que de pedreiro se ...

Ver mais

LíderCast 067 – Roberto Caruso
LíderCast 067 – Roberto Caruso
Hoje conversamos com Roberto Caruso, um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
Hoje converso com Alex Bezerra de Menezes, que é Clark ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A mentalidade da caixa preta
Raiam Santos
Fiquei um tempinho distante do MundoRaiam porque estava em “Modo Buda” focado 100% na produção do meu quinto livro CLASSE ECONÔMICA: PAÍSES BALCÃS. Agora que o livro já tá na mão da ...

Ver mais

O coração da empresa
Tom Coelho
Sete Vidas
“Se fôssemos bons em tudo não necessitaríamos trabalhar em equipe.” (Gisela Kassoy)   É comum qualificarmos as empresas como “organismos vivos”. E, sob esta ótica, comparar seu funcionamento ...

Ver mais

Manual de disrupção do marketing
Mauro Segura
Transformação
17 fenômenos acontecendo no marketing que nem todo mundo está enxergando

Ver mais

Todos iguais. SQN
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A atual crise, com a delação dos famigerados irmãos Joesley e Wesley Batista, tem causado reações estranhas da nobre plateia; há mais fervura nas torcidas contra (e a favor do quanto-pior-melhor ...

Ver mais

Sua Santidade, o papa humano

Sua Santidade, o papa humano

Adalberto Piotto - Olhar Brasileiro -

Por Adalberto Piotto

Francisco, o papa, não faz revoluções.

Estas costumam ser idiossincráticas, personalistas, contraditórias e com efeitos desastrosos porque, não raro, se baseiam em emoções exacerbadas e autoindulgências dos revolucionários. Dão errado.

Sua Santidade olha ao redor e faz, sim, concessões ao contemporâneo sem perder as sagradas referências antropológicas de quem somos e como chegamos até aqui.

Sensato que é, tem plena consciência que não há vida sem o presente. Corajoso que é, sabe perfeitamente que sem tradições não há humanidade.

A liberdade absoluta é o reino antagônico do castelo do preconceito. Ambos se orientam pela estupidez e arrogância.

O bom senso continua sendo a alma da inteligência.

Por isso, o papa recomenda uma vida de aceitação ao outro quando se abre à comunhão aos divorciados – ou casados novamente – ou abre a igreja aos homossexuais.

Não dá aceitação absoluta a ninguém nem autoriza o absolutismo de que grupo for. A vida em comunidade é um exercício de respeito recíproco e intenso.

As ponderações, com citações a contemporâneos como o ativista americano Martin Luther King, o escritor conterrâneo Jorge Luis Borges e ao filme dinamarquês “Festa de Babette”, de Gabriel Axel, estão no documento divulgado hoje “Amoris Laetitia” (a Alegria do Amor), de 260 páginas.

Ao conceder direitos aos católicos “imperfeitos”, Francisco desconstrói a lógica da suposta perfeição que exclui, sem diminuir deveres de ninguém, mas inclui outros aos direitos.

O papa não é craque. Craque quer fama e nenhuma contestação.

O papa é só humano.

E ele faz questão de se bastar só com isso.

 

http://veja.abril.com.br/noticia/mundo/papa-pede-que-igreja-acolha-divorciados-e-homossexuais

Ver Todos os artigos de Adalberto Piotto