Iscas Intelectuais
Produtividade Antifrágil
Produtividade Antifrágil
PRODUTIVIDADE ANTIFRÁGIL vem para provocar você a rever ...

Ver mais

Cafezinho Live
Cafezinho Live
Luciano Pires, criador e apresentador dos podcasts Café ...

Ver mais

Me Engana Que Eu Gosto
Me Engana Que Eu Gosto
Me engana que eu gosto: dois meio brasis jamais somarão ...

Ver mais

Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Café Brasil 719 – Licença poética
Café Brasil 719 – Licença poética
Quem me acompanha há muitos anos sabe que tive um amigo ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 12 – The Dark Side Of The Moon
Olha, este é outro daqueles programas de sonho, ...

Ver mais

Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Café Brasil Especial – Heróis da Saúde 11 – Qual é seu propósito?
Eu acho que você já deve ter sido questionado sobre ...

Ver mais

Café Brasil 718 – No lugar do outro
Café Brasil 718 – No lugar do outro
É nos momentos de tempestade, de crise, quando não há ...

Ver mais

LíderCast 200 – Marcio Ballas
LíderCast 200 – Marcio Ballas
Apresentador de televisão, ator e palhaço profissional. ...

Ver mais

LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
LíderCast 199 – Ricardo Corrêa
Empreendedor, fundador da Ramper, uma conversa ...

Ver mais

LíderCast 198 – Hélio Contador
LíderCast 198 – Hélio Contador
Ex-executivo de grandes empresas do setor automotivo, ...

Ver mais

LíderCast 197 – Luciana Cardoso
LíderCast 197 – Luciana Cardoso
A jovem executiva que coordena um dos grandes desafios ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
Minuto da Produtividade 4 – Registre os pensamentos e ideias
A mente da gente é que nem o Windows; está agitando mas ...

Ver mais

Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 – Livre-se do lixo
Minuto da Produtividade 3 - Livre-se do lixo

Ver mais

Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Minuto da Produtividade 2 – Desenvolva sua própria pegada produtiva
Desenvolva a sua própria pegada produtiva!

Ver mais

Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Minuto da Produtividade 1 – A arte de dizer não!
Produtividade é a arte de dizer NÃO!

Ver mais

QI, educação e literatura
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
O QI médio em praticamente todos os países do mundo cresceu muito nos últimos 100 anos.   Na Alemanha e nos EUA, o crescimento do QI médio foi de mais de 30 pontos. No Quênia e na Argentina, foi ...

Ver mais

Perfeccionismo só é defeito quando mal utilizado
Henrique Szklo
Iscas Criativas
Ao ser questionada sobre quais são seus defeitos, muita gente coloca, envergonhadamente, o perfeccionismo como um dos mais tóxicos, como está na moda dizer. Muitos, inclusive, culpam este ...

Ver mais

A economia criativa pode ser essencial para o pós-pandemia?
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A economia criativa pode ser essencial para o pós-pandemia? “… as crises econômicas inevitavelmente dão origem a períodos críticos em que uma economia é refeita para que possa recuperar-se ...

Ver mais

Samba no céu
Chiquinho Rodrigues
Por volta dos anos 90 a Som Livre lançou um álbum com o infeliz nome de “Samba no Céu”. Eu me lembro de alguns nomes como Elis, Cartola, Pixinguinha, Gonzaguinha e outros artistas que já haviam ...

Ver mais

Cafezinho 284 – A polarização de araque
Cafezinho 284 – A polarização de araque
Assistir a rinha de galos diária tem o mesmo efeito que ...

Ver mais

Cafezinho 283 – COVID 20
Cafezinho 283 – COVID 20
Precisamos reconhecer quem fez um bom trabalho e punir, ...

Ver mais

Cafezinho 282 – O cochilo de 50 anos
Cafezinho 282 – O cochilo de 50 anos
Passada a pandemia, teremos de ser ainda mais ...

Ver mais

Cafezinho 281 – O freestyle cognitivo
Cafezinho 281 – O freestyle cognitivo
Você aí no seu pedaço tem valor, viu? E faz coisas que ...

Ver mais

Quando improviso e criatividade se encontram

Quando improviso e criatividade se encontram

Mauro Segura - Transformação -

Semanas atrás rolou o IBM Leadership Experience. Duas cabeças privilegiadas estiveram conosco: Marcio Ballas (dramaturgo especializado na linguagem clown e improviso teatral) e Murilo Gun (pioneiro da internet e professor de criatividade).

Com o Murilo Gun aprendi que criatividade é a imaginação aplicada para resolver problemas. Aí ele sacou uma palavra que eu adorei: combinatividade, que é a capacidade de combinarmos coisas para propor algo novo. Ser criativo não é necessariamente inventar coisas, mas juntar coisas existentes para resolver algum problema ou criar algo diferente. E para isso você tem que aumentar seu arsenal de conhecimento, lendo coisas diferentes, conhecendo pessoas diferentes e se expondo a situações que você nunca vivenciou ou experimentou. Isso permite a você colocar elementos novos no seu baú de conhecimento para ter mais coisas para combinar depois. Adorei esse conceito!

Com o Marcio Ballas aprendi que a “arte” da improvisação exige conhecimento e preparação. Improvisação não é gambiarra, não é fazer de qualquer jeito e nem é fazer qualquer coisa. E não é uma questão de ser extrovertido. É questão de ser espontâneo e genuíno. Envolve também a capacidade de combinar coisas para gerar coisas novas. Ôpa, olha a criatividade do Murilo Gun aí. Quanto mais a gente estuda e se prepara, mais coisas colocamos dentro do nosso baú e, melhor, a gente consegue lidar com as surpresas e situações imprevisíveis. Em resumo, você melhor improvisa quando está melhor preparado.

E aqui, lindamente, sem me dar conta, eu aprendi que criatividade e improvisação se misturam. Não são coisas que caminham de forma paralela, mas juntas. Ao nos abrirmos para o desconhecido, desenvolvemos conhecimento sobre temas aos quais não nos expomos no cotidiano. Fazemos isso por meio do conteúdo que consumimos e dos relacionamentos que estabelecemos. Outra coisa que aprendi é que a nossa capacidade criativa é exercitável, ou seja, conseguimos treinar para ser mais criativos. Murilo Gun nos ensinou que podemos fazer isso por meio de pequenos momentos de nossa vida diária. Ele diz que nos aeroportos costuma comprar revistas diferentes, de temas que nunca teria interesse natural de ler. E brinca que comprou a revista Capricho e aprendeu com ela.

Nos eventos corporativos de que participo, frequentemente puxo conversa com desconhecidos que sentam ao meu lado. E, invariavelmente, conversamos sobre interesses nem sempre comuns, mas terminamos no final trocando contatos que, no futuro, poderão se transformar em relacionamentos e até negócios. Alguns colegas de trabalho comentam que nos eventos eu fico afastado deles, que às vezes desapareço… Mas o que estou fazendo é procurando conhecer pessoas novas e não ficar colado e próximo dos colegas de sempre. Eventos são sempre oportunidades maravilhosas para desenvolver relações. Se você fica com o seu bando, nada acontece.

No nosso cotidiano, improvisamos todos os dias para resolver problemas, desde a tempestade que inundou o bairro que moramos, ao filho que se recusa a comer brócolis. No trabalho, com tantas mudanças em curso, a começar pelas profissões, vivemos diariamente o desafio de encararmos situações não previstas e contextos novos. Quem já não viveu a realidade da empresa de reduzir investimento e despesas e agora todos têm que fazer mais com menos? Não existe manual que nos ensine como lidar com os desafios atuais. Ou seja, lidamos todos os dias com os imprevistos. Se tentarmos lidar com esses imprevistos usando as mesmas fórmulas conhecidas, será como colocar um quadrado dentro de uma bola… as coisas não encaixam. É por isso que as coisas emperram. É por isso que as organizações falam tanto em profissionais inovadores e criativos.

Com Murilo Gun e Marcio Ballas aprendi que a capacidade de encontrar saídas para os nossos problemas diários, cotidianos ou complexos, vem da nossa criatividade, que é dependente do nosso repertório de conhecimento e experiências passadas. De forma simples, a criatividade parece um Lego. Juntamos peças de conhecimento para montar novas soluções, combinamos poucas ou pequenas coisas para criar algo novo. Quanto mais conhecimento nós temos, mais peças de Lego. Quanto mais diversidade de conteúdo e relacionamentos nós temos, mais peças diferentes. Portanto, cuidemos do nosso Lego.

Ver Todos os artigos de Mauro Segura