Iscas Intelectuais
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

678 – Dominando a Civilidade
678 – Dominando a Civilidade
Vivemos uma epidemia de incivilidade que ...

Ver mais

677 – Teorias da Conspiração
677 – Teorias da Conspiração
Vivemos numa sociedade assolada por grandes ...

Ver mais

676 – Homem na Lua 2
676 – Homem na Lua 2
Cinquenta anos atrás o homem pousou na Lua. Mas parece ...

Ver mais

LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
O Abbey é um imigrante africano, que chegou ao Brasil ...

Ver mais

LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
Um dos mais influentes profissionais de comunicação ...

Ver mais

LíderCast 164 – Artur Motta
LíderCast 164 – Artur Motta
Professor que fez transição de carreira e usa podcasts ...

Ver mais

LíderCast 163 – Amanda Sindman
LíderCast 163 – Amanda Sindman
Profissional de comunicação, jornalista e mulher trans. ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Resumo da Aula 2 do Curso On-line de Filosofia (COF)
Eduardo Ferrari
Resumos e Artigos
A segunda aula do COF, ministrada em 21 de março de 2009, teve a duração de 3h43min e foi resumida em menos de cinco minutos de leitura, com o objetivo de levar ao conhecimento do leitor uma ...

Ver mais

A quem interessa a divisão da sociedade?
Jota Fagner
Origens do Brasil
O atual estado de intolerância ao pensamento diferente, manifesto nas agressões que começam nas redes sociais e terminam em confrontos físicos no meio da rua, é o resultado de um processo de ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPÍTULO 3 – MORFOLOGIA CATEGOREMÁTICA (parte 2)
Alexandre Gomes
Depois de listar todas as CATEGORIAS DE PALAVRAS, de acordo com a Gramática Geral irei tratar com mais calma de cada categoria. Seguindo a lista da lição anterior, vamos começar pelo grupo das ...

Ver mais

Simples assim
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Simples assim Excelência em Educação Dia 10 de agosto, compareci a um evento muitíssimo interessante. Estimulado pela chamada do convite eletrônico – Avanços na educação pública: o que podemos ...

Ver mais

Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Ainda existe hoje uma cultura, muito estimulada por ...

Ver mais

Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Quem é o idiota que quer deliberadamente envenenar seus ...

Ver mais

Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Se não bastassem as dificuldades para comprar, ...

Ver mais

Cafezinho 201 – Agrotóxicos – melhor seria não usar
Cafezinho 201 – Agrotóxicos – melhor seria não usar
Agrotóxicos são a bola da vez. Da forma como é ...

Ver mais

Problema: Boa vontade

Problema: Boa vontade

Jorge De Lima - Iscas Olhos&Alma -

10527676_830313236980465_4134203447226811494_n

Há alguns meses atras procurei uma relojoaria para tentar arrumar um relógio importado que havia dado defeito, no centro da cidade. Um relógio com os ponteiros em braile. O relógio havia sofrido uma pancada e os ponteiros não funcionavam direito. O relojoeiro era um rapaz de seus 30 anos, disse que morou fora, que era viajado e falou de suas aventuras pelo mundo. Pegou o relógio, olhou pensou e sem examinar o problema disse: procure a assistência técnica, é um bom relógio mas não vou mexer nele… não sei direito com este tipo de modelo.

E falou de uma série de problemas, de dificuldades, sem abrir o relógio para ver o que era… reclamou do pouco movimento, da pouca clientela, que ia voltar para os Estados Unidos por que a vida aqui era muito difícil.

 Esta semana levo o mesmo relógio em outro relojoeiro mais velho. Ele abre o relógio sem medo, testa a bateria e em cinco minutos descobre o problema resolvendo toda questão. Eu na hora fiquei aturdido questionando e o outro relojoeiro que me disse que tinha de mandar o relógio pro exterior, que aqui ninguém ia saber mexer com ele, que não sabia como funcionava o relógio…

 Depois desta epopéia pensei nos burocratas, naquela senhora da repartição pública que nunca tem solução paro os problemas que temos, no político que desfigura a realidade que maquia os números para perpetuar sua ineficácia, pensei na desculpa esfarrapada do aluno relapso que nos procura no final do curso pedindo a nota da disciplina que ele não assistiu. Já viu isto?

Nossa sociedade é dividida. A massificação tem esta característica básica que funde comodismo, com falta de curiosidade, com pensamento padronizado na especialidade de ver defeitos e em raros momentos tentar achar uma solução.E um indivíduo massificado perde sua capacidade criativa, sua identidade, sua capacidade de resolver problemas, de ousar, de pensar diferente, de questionar. Como o primeiro relojoeiro desta história pra que pensar em solução se posso idolatrar um problema?

Pra que tentar se é mais fácil desistir? Hoje vejo inúmeras pessoas reclamando de governo, de dificuldade, de endividamento, do estado que não presta, com muita conversa fiada e rara ação. A mesma retórica de promessa eleitoral de campanha política, muito discurso e inação.

Para mim o ocorrido do relógio foi bem significativo. Pensei nas várias vezes que sem questionar ou prestar atenção reclamei e desisti, algo comum a nossa cultura. Pensei na vida dos amigos e conhecidos e do quanto isto tem sido comum em nosso subdesenvolvimento. Reclamar e desistir é fácil, tenta fazer diferente e agir. Seu bolso, sua vida profissional, social sua existência vão agradecer.

Ver Todos os artigos de Jorge De Lima