Iscas Intelectuais
Podpesquisa 2018
Podpesquisa 2018
Em sua quarta edição, a PodPesquisa 2018 recebeu mais ...

Ver mais

Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

643 – Dominando a Civilidade
643 – Dominando a Civilidade
Vivemos uma epidemia de incivilidade que ...

Ver mais

642 – A caverna de todos nós
642 – A caverna de todos nós
Olhe em volta, quanta gente precisando de ajuda, quanta ...

Ver mais

641 – O delito de ser livre
641 – O delito de ser livre
Na ofensiva contra a liberdade, fica cada vez mais ...

Ver mais

640 – O monumento à incompetência
640 – O monumento à incompetência
É muito fácil e confortável examinar o passado com os ...

Ver mais

LíderCast 136 – Paulo Farnese
LíderCast 136 – Paulo Farnese
Empreendedor, fundador da agência EAí?, envolvido com ...

Ver mais

LíderCast 135 – Thalis Antunes
LíderCast 135 – Thalis Antunes
Gestor de Conteúdo da Campus Party, que tinha tudo para ...

Ver mais

LíderCast 134 – Diego Porto Perez
LíderCast 134 – Diego Porto Perez
O elétrico Secretário de Esportes do Governo de ...

Ver mais

LíderCast 133 – Dennis Campos e Cláudio Alves
LíderCast 133 – Dennis Campos e Cláudio Alves
Empreendedores que criam no grande ABC uma agência de ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Como ser um Diabo da Tasmânia
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
​​​Como disse certa vez o ex-ministro Pedro Malan, no Brasil até o passado é incerto. Mas o futuro não – ao menos em um caso: Há plena certeza que o tecido social esgarçou e vai rasgar. ...

Ver mais

O mundo platônico e suas consequências
Carlos Nepomuceno
Live de terça O mundo platônico e suas consequências Live de terçaO mundo platônico e suas consequênciasTENHA VISÃO MAIS SOFISTICADA SOBRE O NOVO SÉCULO!TURMA PERMANENTE, COMECE HOJE!"O ...

Ver mais

O Trivium – uma introdução
Alexandre Gomes
As Sete Artes Liberais era a forma que os jovens eram preparados desde a Antiguidade até a alta Idade Média para educação superior. E a introdução nas Sete Artes era pelo Trivium, um método que ...

Ver mais

Live de terça – a liderança liberal
Carlos Nepomuceno
Live de terçaA liderança liberalTENHA VISÃO MAIS SOFISTICADA SOBRE O NOVO SÉCULO!TURMA PERMANENTE, COMECE HOJE!"O curso me ajudou a pensar o digital como meio e não fim". – JEAN ...

Ver mais

Cafezinho 134 – A Síndrome de Chico Buarque
Cafezinho 134 – A Síndrome de Chico Buarque
- Como é que um cara tão legal, tão sensível, tão ...

Ver mais

Cafezinho 133 – Rifa de CDs
Cafezinho 133 – Rifa de CDs
Uma forma de fazer uma corrente do bem, capaz de ...

Ver mais

Cafezinho 132 – Os cagonautas
Cafezinho 132 – Os cagonautas
Seu chefe é um cagonauta? Hummmm...tome cuidado, viu?

Ver mais

Cafezinho 131 – Compartilhe!
Cafezinho 131 – Compartilhe!
Seja a mídia que você quer ver no mundo

Ver mais

Pedido de ajuda

Pedido de ajuda

Jorge De Lima - Iscas Olhos&Alma -

Duas da manhã e o telefone toca. A voz desesperada não dizia muita coisa. Meio quieta, falando pouco, evasiva, tensa. Tensão no ar, misturando choro com desespero. Forte ansiedade expressa na fala rápida, na urgência de querer ajuda. Duas da manhã e a pessoa do outro lado diz que não aguenta mais, que não vê sentido na existência, que o mundo é cruel com quem está doente, que ninguém lhe entende e que  seria muito bom morrer…

Em um primeiro momento de intervenção em crise o que fazemos é acolher um paciente. Não importa sua história pregressa, de onde vem, o que passou para chegar a este estado. Neste primeiro momento de um tratamento o que fazemos é dar colo, ouvir, mostrar que vamos juntos encontrar uma solução para seu problema e que estamos juntos nesta jornada. Aqui não é espaço das teorias, mas do humano, do acolhimento, do olho no olho, da busca de serenidade.

Uma pessoa em crise normalmente está tensa, nervosa, nem sempre apresenta fala coerente, evidenciando um discurso truncado, podendo chorar e rir ao mesmo tempo. Dar colo, acolher pode salvar uma vida que em desespero faz besteira. Outro dia recebi um senhor de ar triste, que não dizia coisa com coisa, que não marcou horário e que passou e bateu na porta pedindo ajuda. Era dor e desespero, não sabia quem e o que buscava, ele  não aguentava mais o sofrimento em que vivia.

Nestes mais de 20 anos de prática profissional como analista e psicólogo clínico na lida diária com pacientes com depressão e outras doenças mentais, percebi que todos os pacientes avisam que estão com problemas e que a maior parte das pessoas ignora ou não leva a sério os avisos dados, e que muita coisa pior poderia ser evitada se as pessoas estivessem mais atentas a alguns sinais bem claros que descreverei:

A) quando a pessoa abandona as coisas que mais gosta de fazer. Quando deixa hábitos, o lazer ou o que lhe dava alegria e descontraia;

B) Fique atento a amigos que desaparecem, que somem sem explicações. A pessoa em crise tende a se isolar a evitar os outros;

C) Atenção a crises de irritabilidade, agressividade, apatia fora de contexto e ou fora de hora;

D) Extrema atenção caso algum conhecido comece a resolver coisas práticas da vida como fazer testamento, encerrar conta em banco, pedir demissão de emprego estável;

E) cuidado com quem fala muito de morte dizendo que ela não é tão ruim assim.

Estes são alguns pontos iniciais que juntos dão indicativo claro que a pessoa está com problemas e que necessita de ajuda urgente. Na dúvida não arrisque, procure ajuda de um profissional o mais rápido possível. E se quiser ajudar acolha com carinho. Um dia quem pode precisar é você!

Ver Todos os artigos de Jorge De Lima