Iscas Intelectuais
A fábrica de conteúdo
A fábrica de conteúdo
A Confraria Café Brasil dá um passo adiante e começa a ...

Ver mais

Um jeito de ver o mundo
Um jeito de ver o mundo
Isca Intelectual de Luciano Pires que tenta explicar o ...

Ver mais

LíderCast 5
LíderCast 5
Acabamos de lançar a Temporada 5 do podcast LíderCast, ...

Ver mais

O padrão
O padrão
Isca intelectual de Luciano Pires demonstrando que ...

Ver mais

553 – Exponential Talks
553 – Exponential Talks
Podcast Café Brasil 553 - Exponential Talks - Luciano ...

Ver mais

552 – LíderCast 5
552 – LíderCast 5
Podcast Café Brasil 552 - LíderCast 5 . Este programa ...

Ver mais

999 – Hotel Califórnia
999 – Hotel Califórnia
Podcast Café Brasil - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

551 – Todo mundo é deficiente
551 – Todo mundo é deficiente
Podcast Café Brasil 551 - Todo mundo é deficiente. ...

Ver mais

LíderCast 061 – Flavio Azm
LíderCast 061 – Flavio Azm
Hoje recebemos Flavio Azm que é cineasta, mas é muito ...

Ver mais

LíderCast 060 – Raiam Santos
LíderCast 060 – Raiam Santos
Hoje recebo Raiam Santos, um jovem brasileiro que não ...

Ver mais

LíderCast 059 – Geraldo Rufino
LíderCast 059 – Geraldo Rufino
Hoje recebemos Geraldo Rufino um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
Hoje recebemos Marcelo Wajchenberg, que é médico ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 07 Se a sua ...

Ver mais

Diferentes olhares
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Diferentes olhares Metade cheia e metade vazia do copo “Nós tivemos uma economia no ano passado caindo, e no ano anterior também, uma queda que se acentuou um pouco mais do que se estava ...

Ver mais

Não contrate um comunista
Raiam Santos
Só com esse título, já deve ter gente se coçando para buscar meu CPF e tentar me processar por incitação ao ódio e preconceito. Calma, meus amigos! Sou o tipo do cara que odeia discutir política, ...

Ver mais

Carta aberta aos podcasters
Mauro Segura
Transformação
Por que os podcasts não crescem como negócio no Brasil? A resposta pode estar nessa carta aberta de Mauro Segura para os podcasters.

Ver mais

Somos responsáveis pela beleza que herdamos
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca intelectual de Bruno Garshagen. No Brasil, basta consultar fotos antigas das cidades para verificar que o padrão de beleza urbana tradicional deu lugar a um ambiente novo, às vezes ...

Ver mais

Os humanos insistem em dar certo na Terra. Os humanos.

Os humanos insistem em dar certo na Terra. Os humanos.

Adalberto Piotto - Olhar Brasileiro -

Diante da foto do policial turco tirando o corpo de um menino sírio da praia, li mais de um comentário de quem questiona a humanidade na Terra.

O impacto em si de tamanha tragédia humana em formato infantil supera qualquer outra dor. Isso é a nossa humanidade quem diz.

Por isso, não sinto dor menor que a de quem, revoltado diante da foto, questiona o projeto humano, o homem.

Dói igual. É preciso e importante pra mim deixar isso claro. Não haveria como ser diferente diante desse dolorido caso.

Mas o policial que, compadecido e solidário, tira o corpo do menino da praia é humano.

É preciso enxergar esse lado. O lado de quem se mobiliza.

Por isso são muito humanos os outros humanos ativistas que lutam na Europa para tentar abrigar os desabrigados foragidos de regimes fascistas que tem líderes aparentemente humanos.

Além dos exércitos de humanos que combatem o Estado Islâmico.

Ou os médicos sem fronteiras, os humanistas e os integrantes dos vários serviços humanitários que tentam salvar e assistir humanos.

Se na história teve Hitler, teve Schindler também.

Se teve a SS, teve o exército alemão do coronel Stauffenberg.

O ser humano, permita-me, não deu errado. Apenas luta para mais gente dar certo e corrigir desvios.

E precisaremos os de bem insistir sempre para continuarmos a ser maioria.

A dor que esta foto traz do menino morto é de algo desumano.

Extremamente desumano.

Ver Todos os artigos de Adalberto Piotto