Iscas Intelectuais
Palestra O Meu Everest
Palestra O Meu Everest
Meu amigo Irineu Toledo criou um projeto chamado ...

Ver mais

Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

692 – Jabustiça
692 – Jabustiça
Justiça... onde é que a gente encontra a justiça? Nos ...

Ver mais

691 – Os agilistas
691 – Os agilistas
Conversei com o Marcelo Szuster no LíderCast 175, um ...

Ver mais

690 – Vale quanto?
690 – Vale quanto?
Cara, você aceita pagar pelo ingresso de um show a ...

Ver mais

689 – A Missão
689 – A Missão
De quando em quando publicamos no Café Brasil a íntegra ...

Ver mais

LíderCast 179 – Varlei Xavier
LíderCast 179 – Varlei Xavier
Professor, que levou a figura do palhaço para a sala de ...

Ver mais

LíderCast 178 – Tristan Aronovich
LíderCast 178 – Tristan Aronovich
Ator, músico, escritor, diretor e produtor de cinema, ...

Ver mais

LíderCast 177 – Rodrigo Ricco
LíderCast 177 – Rodrigo Ricco
CEO da Octadesk, empresa focada na gestão de ...

Ver mais

LíderCast 176 – Willians Fiori
LíderCast 176 – Willians Fiori
Professor, podcaster e profissional de marketing e ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

O chamado da tribo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
O chamado da tribo Grandes pensadores para o nosso tempo “O liberalismo é inseparável do sistema democrático como regime civil de poderes independentes, liberdades públicas, pluralismo político, ...

Ver mais

A chave de fenda
Chiquinho Rodrigues
Toninho Macedo era um daqueles músicos de fim de semana. Amava música e tocava seu cavaquinho “de brincadeira” (como ele dizia) aos sábados e domingos em uma banda de pagode ali do bairro onde ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 3 – Morfologia Sincategoremática (parte 6)
Alexandre Gomes
A MORFOLOGIA SINCATEGOREMÁTICA se refere a PALAVRAS que só tem significado quando associadas a outras PALAVRAS.   Bom, se tais palavras se referente a outras palavras, então as funções delas ...

Ver mais

Vilmoteca
Chiquinho Rodrigues
Ser músico e ter viajado por esse imenso Brasil são dádivas que agradeço todo dia ao Papai do Céu! Ter colecionado experiências e conhecido os mais variados tipos de malucos acabaram fazendo de ...

Ver mais

Cafezinho 230 – Onde começam as grandes causas
Cafezinho 230 – Onde começam as grandes causas
Você tem a força. Mas antes de colocá-la nas grandes ...

Ver mais

Cafezinho 229 – Manicômio Legal
Cafezinho 229 – Manicômio Legal
O manicômio legal no qual estamos presos.

Ver mais

Cafezinho 228 – O medo permanente
Cafezinho 228 – O medo permanente
Enquanto destruíam nosso sistema de justiça criminal ...

Ver mais

Cafezinho 227 – Paralisia por análise
Cafezinho 227 – Paralisia por análise
A falta de experiência e repertório dessa moçada ...

Ver mais

O melhor lugar da vida pra você usar a criatividade é na própria vida

O melhor lugar da vida pra você usar a criatividade é na própria vida

Henrique Szklo -

Muito se fala sobre a criatividade, mas a maioria não sabe exatamente para que serve, como utilizá-la, em que momento nem seu significado mais profundo. O número excepcional de atividades que praticamos em nossas vidas traz em si um dilema que acaba nos afastando do tema e acabamos por nos safar do desafio com a desculpa escangalhada de que não temos tempo e que no momento certo tomaremos a iniciativa. Muita gente dirige pela vida com o freio de mão puxado porque releva a importância da criatividade e deixa seu desenvolvimento criativo para depois. Sempre para depois. E o depois acaba virando um nunca.

Mesmo quem se indigna com suas próprias limitações acaba muitas vezes se perdendo por não encontrar respostas para simples perguntas: onde posso usar a criatividade? Na vida pessoal? No trabalho? E como faço para aplica-la? Eu tenho potencial criativo ou sou um caso perdido? É lógico que não é possível sermos criativos em tudo o que fazemos, portanto a escolha precisa ser estratégica, precisa, cirúrgica. Do contrário, estaremos desperdiçando tempo e energia que poderíamos utilizar para atingir os objetivos que traçamos, fugindo da verdadeira dimensão de nossa mente, perdendo a chance de sermos atingidos pela riquíssima visão de novas possibilidades. A criatividade expande nosso universo pessoal e alarga nosso potencial produtivo.

Criatividade é o atalho para o sucesso

Muito se diz que não existe atalho para o sucesso. Concordo e discordo. A criatividade é mais do que um atalho: é um acelerador de jornadas pessoais e profissionais. E a decisão pessoal para dar a partida nessas instigantes jornadas se dá mirando o horizonte e não um endereço específico. Não vale a pena focar em alguma atividade em si. Devemos nos preocupar com o autodesenvolvimento da criatividade de forma abrangente e profunda. Não atirar em tudo o que se mexe, mas dar um tiro único que atinja sua essência, tudo o que você é e o que faz. Esquecer as receitinhas de bolo e os truques fáceis (e enganosos) que inundam a internet.

Estou sempre dizendo que a criatividade é uma ferramenta de autoconhecimento. Que, ao desenvolvê-la de forma séria e profunda, além do óbvio diferencial pessoal e profissional, você elevará sua autoestima, desenvolverá segurança pessoal, ampliará horizontes e tomará consciência de um potencial que não imaginava que possuía. Quem se aprofunda e exercita sua criatividade, instala em seu cérebro um comando… não, mais que um comando, uma lei que provocará uma revolução, uma real mudança de vetores em sua vida. Quem desenvolve a criatividade sente no fundo de sua alma: “Eu posso!”

A teoria do I (Algarismo Romano)

Muitos já conhecem a teoria do T, em que a linha horizontal representa o conhecimento mais superficial das coisas, ou como se diz hoje, os soft skills, e a linha vertical os assuntos que você se aprofunda e, mais do que teoricamente, conhece e experimenta de forma cognitiva. Mas eu prefiro um outro formato: o número 1 em algarismo romano, em que a base que sustenta todo o seu conhecimento – soft e hard – é a capacidade de criar, de pensar diferente, de sentir arrepios ao se confrontar com clichês, de rejeitar o senso comum. E, consequentemente, ampliar sua visão de mundo e potencializar significativamente o T que está a sustentar.

T ou I, pode estar certo de uma coisa: a vida é muito melhor com criatividade. Mais que isso: criatividade é vida.

 

Artigo postado originalmente no meu blog em outubro de 2019

Visite a Escola Nômade para Mentes Criativas

CONTRATE MINHA PALESTRA: whatsapp – 11 98466-0112 com Lena

Ver Todos os artigos de Henrique Szklo