Iscas Intelectuais
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

597 – Simplifique
597 – Simplifique
O programa de hoje é um presente. Reproduzimos na ...

Ver mais

596 – A complicada arte de ver – revisitado
596 – A complicada arte de ver – revisitado
“A árvore que o sábio vê não é a mesma árvore que o ...

Ver mais

595 – A empatia positiva
595 – A empatia positiva
Se você construir uma linha emocional imaginária, numa ...

Ver mais

594 – Sultans of Swing
594 – Sultans of Swing
Láááááá em 1977 uma obscura banda inglesa começou a ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

LíderCast 93 – Max Oliveira
LíderCast 93 – Max Oliveira
Max Oliveira, empreendedor que fundou a Max Milhas, uma ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

País de Santos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Há dias um assunto artificialmente inflado ocupa sites e jornais: A posse interrompida da ex-quase-futura ministra do Trabalho, deputada federal Cristiane Brasil (PTB/RJ), filha do conhecido ...

Ver mais

Jonatan, o Tolo
Bruno Garschagen
Ciência Política
Jonatan é o tolo cuja credulidade fantasiosa corrompeu qualquer traço de inocência

Ver mais

Projeções econômicas do Brasil para 2018
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Projeções econômicas do Brasil para 2018[1] Com uma sólida formação humanista, um economista pode afirmar que quanto menor a intervenção do Estado na economia de mercado, mais rico será este país ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Cafezinho 39 – Como fazer críticas nutritivas
Num cafezinho anterior falei sobre a importância de ...

Ver mais

Cafezinho 38 – A agarra
Cafezinho 38 – A agarra
Basta implantar uma dúvida, uma agarra... e pronto! A ...

Ver mais

Cafezinho 37 – Sobre críticas
Cafezinho 37 – Sobre críticas
Saber avaliar as críticas é fundamental, mas saber ...

Ver mais

Cafezinho 36 – Velhos problemas
Cafezinho 36 – Velhos problemas
O Brasil não tem problemas novos.

Ver mais

Ô, dona Maria…

Ô, dona Maria…

Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas -

Dona Maria… olha, pode ficar sossegada. Ninguém, nem mesmo os mais ferrenhos inimigos do lulismo, essa religião maligna que vocês abraçam, vai defender as pessoas que fizeram aquela sujeira com a sua filha. Foi uma coisa ruim, e coisas ruins devem ser reprimidas, claro.

Talvez tenha sido um crime; embora sua filha tenha postado livremente as fotos, não se deve expô-las – muito menos acompanhadas de comentários degradantes. Isso é coisa reprovável ao extremo, e pode ser crime.

E é justamente aí que a história da senhora fica muito enrolada.

Pra quem não tá sabendo o que ocorreu, segue um briefing jornalístico, ou ao menos com esse caráter: Há poucos dias, pessoas (ainda não identificadas) copiaram fotos que a filha da nobre deputada lulista Maria do Rosário, essa empedernida, destemida, resoluta e invencível defensora de Lula & turminha, postou numa rede social. Ao que parece, a mocinha tem problemas de magreza ou algo do gênero, e foram feitas alusões a uso de drogas e doenças. O ato é absurdo. Não se faz isso com ninguém, muito menos com uma adolescente. O caso, devidamente noticiado, foi meio abafado pelo furor carnavalesco e pelas balas perdidas (algumas achadas por turistas inocentes) no Rio.

A reação da deputada foi firme. Em nota, botou a polícia federal, a civil, a CIA, bombeiros, FBI, Mossad, escoteiros, o agente 86, Força Aérea, exército bolivariano, fantasma de Fidel Castro, e, se der, até o Harry Potter pra prender, esfolar, capar e aplicar umas 30 penas de morte seguidas nesses que ela classifica como “bandidos”. Confira: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/maria-do-rosario-vai-a-pf-para-punir-responsaveis-por-exibicao-de-fotos-intimas-da-filha/

Pois é, dona Maria. A senhora é a versão mais explícita do ditado que ensina que pimenta nos aconchegos alheios é refresco.

Afinal, a senhora passou anos, décadas, rugindo contra as polícias, acusando-as de torturadoras, ineficientes, e que só prendem pretos e pobres. E hoje “exige” tudo dessas mesmas polícias. Pois é.

Outro fato muito interessante: A senhora e seus cumpanhêro sempre classificaram as prisões como verdadeiros calabouços, masmorras que serviriam apenas como escolas do crime. Não seria o caso, então, de perdoar essas pessoas, se é que eles de fato cometeram algum crime?

Pior: desde o dilúvio, a senhora insiste que os criminosos, na verdade, não são exatamente criminosos. São apenas vítimas de uma sociedade machista, capitalista, higienista, e sei lá mais quantos “istas”. Portanto, seguindo seu amoroso conselho, não tenha o coração peludo… entenda que essas pessoas são apenas outras vítimas da sociedade, e que foram levadas a fazer isso. Enfim, essa coisa de culpa difusa que vocês do lulismo conhecem muito bem.

Bom, fosse em Cuba o acontecido, envolvendo algum membro do partido comunista, os sujeitos seriam fuzilados em praça pública junto com suas famílias; e a senhora, sempre tão atenta aos direitos humanos, não daria nem um pio. Como nunca deu diante das atrocidades cubanas.

Em 2003 a senhora foi às lágrimas defendendo Champinha. Lembra-se? A senhora classificou aquele monstro, assassino, torturador e estuprador, como “criança”. Uma das vítimas desse bandido imundo se chamava Liana Friedenbach, e tinha apenas 16 anos – a mesma idade de sua filha hoje – quando foi selvagemente torturada, estuprada vários dias, e assassinada. A senhora correu a defender esse lixo em forma de gente. Se as pessoas que replicaram as fotos de sua filha forem menores, a senhora será tão condescendente de novo? Ou será que quando a filha é da senhora a regra é outra, e Talião se sobrepõe? Ou o mero uso de fotos de uma menor vestida, sem expô-la a nada muito grave, é mais punível que tortura, estupro reiterado e assassinato duplo? Pense nisso.

Mas, vá lá, dona Maria. Vamos supor que essa polícia que a senhora tanto despreza, esse judiciário que a senhora odeia por “perseguir” seu chefe e seus camaradas, e essas cadeias que a senhora abomina, tudo e todos corrompidos pela classe média capitalista-ista-ista-ista que lhe causa náuseas… enfim, que tudo funcione bem, e essas pessoas sejam identificadas, julgadas, condenadas e punidas – SE é que cometeram algum crime. O que será delas depois de cumpridas eventuais penas?

A senhora sempre afirmou que os presos devem ser acolhidos como amor e carinho; seja nas tais “saidinhas” ou ao fim da pena, eles devem ser tratados com muito afeto, calor humano! Assim sendo, a senhora poderá abrigá-los em sua casa quando forem libertados… peeeeeeeeeeensa numa ideia ótima!

Olha, dona Maria… se tudo der certo (ou errado, dependendo do ponto de vista), e se a senhora for fiel às suas ideias inacreditavelmente malucas, vai acabar dando uma surra em sua filha por ter “causado” tudo isso contra as verdadeiras “vítimas”, que hoje a senhora pretende punir. Se Champinha merecia o perdão, essas pessoas que replicaram fotos públicas de uma adolescente vestida, de uma rede social na qual ela própria postou, merecem o quê? Um Chicabon e um tapinha nas costas? Vivo, o grande João Ubaldo Ribeiro diria novamente que, com perdão aos latinistas, alieno culo piper refrigerium est.

Culpa da sociedade – sacumé, dona.

Ver Todos os artigos de Fernando Lopes