Iscas Intelectuais
A fábrica de conteúdo
A fábrica de conteúdo
A Confraria Café Brasil dá um passo adiante e começa a ...

Ver mais

Um jeito de ver o mundo
Um jeito de ver o mundo
Isca Intelectual de Luciano Pires que tenta explicar o ...

Ver mais

LíderCast 5
LíderCast 5
Acabamos de lançar a Temporada 5 do podcast LíderCast, ...

Ver mais

O padrão
O padrão
Isca intelectual de Luciano Pires demonstrando que ...

Ver mais

554 – Um jeito de ver o mundo
554 – Um jeito de ver o mundo
Podcast Café Brasil 554 - Um jeito de ver o mundo. ...

Ver mais

553 – Exponential Talks
553 – Exponential Talks
Podcast Café Brasil 553 - Exponential Talks - Luciano ...

Ver mais

552 – LíderCast 5
552 – LíderCast 5
Podcast Café Brasil 552 - LíderCast 5 . Este programa ...

Ver mais

999 – Hotel Califórnia
999 – Hotel Califórnia
Podcast Café Brasil - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

LíderCast 061 – Flavio Azm
LíderCast 061 – Flavio Azm
Hoje recebemos Flavio Azm que é cineasta, mas é muito ...

Ver mais

LíderCast 060 – Raiam Santos
LíderCast 060 – Raiam Santos
Hoje recebo Raiam Santos, um jovem brasileiro que não ...

Ver mais

LíderCast 059 – Geraldo Rufino
LíderCast 059 – Geraldo Rufino
Hoje recebemos Geraldo Rufino um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
Hoje recebemos Marcelo Wajchenberg, que é médico ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 07 Se a sua ...

Ver mais

6 passos para uma Liderança Transformadora
Mauro Segura
Transformação
Como ser um líder que viabiliza a transformação? Como se transformar e transformar os outros?

Ver mais

O país da trambicagem: 7 bagulhos doidos sobre a Suíça
Raiam Santos
Vim pra Suíça para completar uma missão pessoal: Conhecer pessoalmente o atual escritor best-seller e ex-maluco hippie doidão Paulo Coelho. Me amarro em escrever, já vivo disso e quero construir ...

Ver mais

Ócio improdutivo
Tom Coelho
Sete Vidas
“A preguiça anda tão devagar que a pobreza facilmente a alcança.” (Confúcio)   O Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro em homenagem a Zumbi dos Palmares, morto nesta ...

Ver mais

Diferentes olhares
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Diferentes olhares Metade cheia e metade vazia do copo “Nós tivemos uma economia no ano passado caindo, e no ano anterior também, uma queda que se acentuou um pouco mais do que se estava ...

Ver mais

Não se iludam

Não se iludam

Labi Mendonça - Iscas Anarquiscas -

SOMOS TODOS HONESTOS?

BRASIL SOMOS TODOS

BRASIL SOMOS TODOS


Não se iludam, tudo tem uma origem, um motivo, uma gênese.

Escuto e leio depoimentos indignados, daqueles que julgam serem os baluartes da probidade e da retidão… Vejo tantas pessoas acreditando que são isentos de qualquer culpa, modelos de honestidade e de decência… Os errados são os outros, sempre.
Não-se-iluda
A grande maioria das pessoas, se mostra revoltada com a desonestidade, com a corrupção, com a falta de caráter, e com facilidade, jogam a culpa em alguém, no governo, nos outros.
Praticamente ninguém se coloca no meio, como mais um dos que estão fazendo parte desse processo. Ninguém diz que tem uma parcela de culpa nisso!

Culpa desse povo!

Culpa desse povo!


“Que é isso? Sou honesto! Pago minhas contas! Não engano ninguém! Não roubo nem desvio! Não corrompo! Não…” Escutei muitas vezes.
Mas eu imagino que são muitos desses os que “sonegam” fazendo uma declaração de imposto de renda de forma a pagar menos do que deveria, ou nem pagar… São muitos os que podendo, levam uma vantagem mesmo que prejudicando muitos outros, não obedecem leis, violam regulamentos, dão um “jeitinho” e enganam quando podem.
Quer mudar?

Quer mudar?


Aí eu me pergunto: Como julgar quando se sabe que temos a maioria de “aproveitadores”, oportunistas, enganadores, dupla-face, sonegadores, ilegais, foras das normas….
Quantos:
– Traindo seu cônjuge, e mentindo ou omitindo…
– Pisando na grama proibida…
– Ultrapassando na faixa contínua…
– Não declarando lucros…
– Estacionando onde não é permitido…
– Falando ao celular ao dirigir veículos…
– Tirando um proveito a mais quando não percebido…
– Trazendo o artigo comprado no exterior sem declarar na Alfândega…
– Não colocando zona azul no carro quando o fiscal não está…
– Colocando o primo ou o filho do amigo em vantagem numa situação de poder…
São muitas situações, pequenos e “inocentes” delitos, inúmeras as vezes em que o lado torto, a cultura do aproveitador, do fora-da-lei nos conduz, e nos induz a fazer o errado… Está na nossa genética? Na nossa cultura? Não sei…
SOMOS HONESTOS?

SOMOS HONESTOS?


O que eu sei, é que a realidade é assim… Portanto, me pergunto, com que direito essas pessoas vociferam contra os que são pegos em erro, os que estão corrompendo ou sendo corrompidos, levando vantagens em situações não lícitas, tirando proveito de alguma condição privilegiada?
Nossos políticos – nessa falsa e deformada democracia – são escolhidos pelo voto, e são os representantes legais e fiéis dessa sociedade que os pariu, que os embala, e que os condena quando não estão fazendo algo que seja do proveito daquele que está criticando e julgando.
Por isso, tenho ficado cada dia mais enojado, não com a descoberta dos podres que vão aparecendo nas investigações, pois eu sabia que eles existiam, não gosto disso, e não é surpresa, mas não tinha a informação de quanto, quem e onde, mas porque me admiro como é que os podres, rotos e sujos se arvoram a condenar os esfarrapados…
Não reconheço como sadia essa indignação da sociedade… Reconheço apenas como um interesse específico de estar contra um lado da questão, sem que o lado oposto esteja do lado certo… a tendência a jogar pedra e julgar, sem olhar para si, para seu próprio jeito de ser e agir…
acreditar basta?

acreditar basta?


Não me sinto feliz, nem também satisfeito ao escrever isto, e constatar tal realidade… Pelo contrário, lamento muito que assim seja… Mas não acho que seja culpa dos outros, eu acho que é culpa NOSSA, me incluo nessa grande massa da sociedade brasileira, que acha que está certa, fica admirada, indignada e enojada ao ver os podres aparecendo, mas também me coloco no meio daqueles que sabem e têm consciência de que tudo isso ocorre porque somos de certa forma, parecidos, até iguais, coniventes, cúmplices e/ou iludidos, já que pensamos que poderá ser diferente… Não dá para esperar nasceram cordeiros num rebanho de cabritos… Se é que me entendem…
oportunistas espertos?

oportunistas espertos?


O povo brasileiro é assim, nossa realidade é o retrato do que fazemos com nossa história e nossos atos… Lamentavelmente.
quer mudar? Comece!

quer mudar? Comece!

Ver Todos os artigos de Labi Mendonça