Iscas Intelectuais
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

587 – Podres de Mimados
587 – Podres de Mimados
Você já reparou como estão mudando os padrões morais, ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

LíderCast 087 – Ricardo Camps
LíderCast 087 – Ricardo Camps
Ricardo Camps, empreendedor e fundador do Tocalivros, ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

O que aprendi com o câncer
Mauro Segura
Transformação
Esse é o texto mais importante que escrevi na vida. Na ponta da caneta havia um coração batendo forte. Todo o resto perto a importância perto do que vivemos ao longo desse ano.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Cafezinho 24 – Não brinco mais
Cafezinho 24 – Não brinco mais
Pensei em não assistir mais, até perceber que só quem ...

Ver mais

Mentor você conhece de olhos fechados!

Mentor você conhece de olhos fechados!

Sidnei Oliveira - Iscas Gerações -

Sua trajetória é certamente cheia de momentos bons e ruins, durante os quais você vive situações diversas e conhece pessoas dos mais variados tipos. Esta é a essência de nossa vida: caminhar pelos seus ciclos em um fluxo constante de momentos, fazendo escolhas e colecionando experiências.

Algo que muitas vezes passa despercebido são aquelas pessoas que cruzam nossa trajetória com o objetivo de “tocar-nos” e transformar, completamente, o caminho de decisões que inicialmente havíamos considerado absoluto e correto.

Quase sempre demoramos para aceitar a presença provocativa e os “toques” afiados dessas pessoas, mas, depois de um tempo, aprendemos a respeitá-los e a esperar essa interferência em nossas vidas, pois consideramos essas pessoas como nossas principais referências. Isso acontece quando elegemos nossos MENTORES.

Essa relação é pautada por um profundo relacionamento. São conselhos, propostas do melhor caminho a seguir, a melhor trajetória. O Mentor não manda, sugere. Ele orienta, guia, mostra o caminho e as opções possíveis, deixando o mentorado fazer a escolha que julgar ser a melhor opção. Entretanto, esse não é o único processo que está envolvido na relação de Mentoria.

Apesar de termos um papel fundamental na eleição de nossos mentores, cabe a ele – O MENTOR – a decisão final de considerar o nosso potencial e apostar em nossa trajetória. O mentor tem a perícia de descobrir talentos, para que este seja seu aprendiz e com ele cuidar com extrema profundidade dos crescimentos pessoal e profissional.

Ter um mentor é um privilégio, pois é resultado de uma excelente conquista pessoal. Agora, ter vários mentores é uma enorme responsabilidade, pois exige que você também considere a missão de transformar-se em mentor algum dia.

Feche os olhos e pense em uma pessoa que de alguma forma tocou sua vida e fez você mudar de direção.

Achou um? Achou vários? Que ótimo! Contudo, deixo uma pergunta:

Será que algum dia, ao fechar os olhos, alguém lembrará de você?

Ver Todos os artigos de Sidnei Oliveira