Iscas Intelectuais
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

587 – Podres de Mimados
587 – Podres de Mimados
Você já reparou como estão mudando os padrões morais, ...

Ver mais

586 – LiderCast 7
586 – LiderCast 7
E o LíderCast vai para a sétima temporada! No programa ...

Ver mais

585 – Tolerância e relativismo
585 – Tolerância e relativismo
Quando aceitamos o relativismo, cada pessoa tem direito ...

Ver mais

LíderCast 087 – Ricardo Camps
LíderCast 087 – Ricardo Camps
Ricardo Camps, empreendedor e fundador do Tocalivros, ...

Ver mais

LíderCast 086 – Gustavo Succi
LíderCast 086 – Gustavo Succi
Gustavo Succi, é especialista em empreendedorismo na ...

Ver mais

LíderCast 085 William Polis
LíderCast 085 William Polis
William é um daqueles empreendedores que a gente gosta: ...

Ver mais

LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LíderCast 084 Rodrigo Azevedo
LiderCast 084 – Rodrigo Azevedo – Rodrigo Azevedo é ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

O exercício da perda
Tom Coelho
Sete Vidas
“Enquanto o poço não seca, não sabemos dar valor à água.” (Thomas Fuller)   Um dia você depara com a logomarca da empresa em que trabalha estampada numa página de revista, numa folha de ...

Ver mais

A história secreta da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A história secreta da criatividade  Leitura com elevada agregação de conhecimento “Montar uma organização criativa é difícil, mas mantê-la criativa é muito mais. Por quê? Porque todo paradigma ...

Ver mais

Sobre uma incrível oportunidade que perdi na vida
Mauro Segura
Transformação
Nem sempre é fácil avaliarmos as oportunidades que a vida coloca diante de nós, principalmente quando somos muito jovens. Essa é uma história que nunca contei para ninguém, diz respeito a uma ...

Ver mais

Aplicando 5S na vida pessoal
Tom Coelho
Sete Vidas
“Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo, e fazer bem-feito.” (Pitágoras)   Em Administração, utilizamos um expediente importado lá do Oriente, mais precisamente do Japão ...

Ver mais

Cafezinho 21 – Perguntas difíceis
Cafezinho 21 – Perguntas difíceis
Por isso meu conselho é: siga quem faz perguntas ...

Ver mais

Cafezinho 20 – A professora
Cafezinho 20 – A professora
imagine se milhares, milhões de brasileiros pensassem ...

Ver mais

Cafezinho 19 – Mia Couto
Cafezinho 19 – Mia Couto
Mia Couto fala de umas coisas que têm sido esquecidas: ...

Ver mais

Cafezinho 18 – Indicativa x Impositiva
Cafezinho 18 – Indicativa x Impositiva
Indicativa x impositiva. Uma palavrinha muda tudo...

Ver mais

Liderança pelo exemplo

Liderança pelo exemplo

ivan carlos witt - Iscas Horizontes -

goldfish jumping - improvement and career concept

Motive o seu time e busque o que ele tem de melhor

Líderes que buscam alinhamento de seus times sabem que para motivá-los precisam, acima de tudo, fazer o que dizem, conhecido como “walk the talk”. Muito tato e cuidado nessa hora, se você é um líder. Não seja demagogo nem menospreze a capacidade do seu pessoal. Eles saberão diferenciar suas intenções facilmente.Por isso incentive o feedback e torne-se permeável a ele. Escutar posições antagônicas requer treino. É preciso realmente ouvir. Evite rebater a informação ou propor mudanças imediatamente. Isso evidencia uma postura defensiva. Costumamos ser lenientes conosco. Achamos que somos participativos, mas não se engane meu amigo, você, eu e todo mundo temos mecanismos de defesa e os usamos sem parcimônia.

Siga o roteiro. Feedback tem que pedir, o que sinaliza que você o deseja, que é importante para você. Depois é preciso ouvir, de preferência anotar o que esta ouvindo. Na dúvida, pergunte. Mas atenção: não justifique nem iniba o interlocutor. Tente quantificar, peça exemplos, quanto mais específico melhor. Entenda que dar feedback acarreta risco e por isso, caso não exista a confiança necessária ao processo, melhor garantir o anonimato das pessoas envolvidas. Com tempo, reflita sobre o que foi dito, trace um plano de ação que culmine em melhorias na tratativa com o grupo e comunique oportunamente o que fará a respeito do que lhe foi informado.

Grande parte dos problemas pode ser resolvida com comunicação efetiva. Não basta tomar uma decisão. É preciso prestar conta dela para seu pessoal. Explique o porquê das coisas. Use sua posição, que lhe permite enxergar mais longe, para esclarecer ao seu time a razão das suas escolhas. Eles apreenderão com você e assim, como por mágica, as coisas começaram a fluir melhor, com pessoas alinhadas em torno de objetivos conhecidos.

Acostume-se também a oposição, seja por diferença de opiniões, seja pelo fogo-amigo, presente em todos os grupos sociais. Ninguém é obrigado a pensar como você, nem mesmo seus liderados. Ouça atentamente, deixe que outras pessoas do grupo exponham suas ideias. No fim, tome sua decisão levando em conta todos os ângulos e aspectos apresentados. Quando a escolha não tiver sido a melhor, e isso acontece para todos, assuma rapidamente a responsabilidade e busque outra alternativa. Não gaste tempo justificando-se. Esse tempo é precioso para a solução do problema. Tente outra vez, de outra maneira.

Busque no seu time a força da superação, a tenacidade de permanecer tentando até o problema ser resolvido. Mar calmo nunca forma bons capitães. Desenvolva em seu pessoal o gosto pelo novo, pelo desconhecido, pelo difícil, pelo impossível até. Grupos vencedores são, antes de tudo, resilientes e não desanimam diante de adversidades. Reconheça sempre o esforço de todos, promovendo os melhores, ajudando os demais a superarem seus bloqueios. Para finalizar, nunca, mas nunca mesmo, perca seu senso de humor e vá contra seus valores.

Não é fácil liderar, mas desenvolver a si mesmo e aos outros é uma das coisas mais recompensadoras que existem.

Boa sorte!

Ver Todos os artigos de ivan carlos witt