Iscas Intelectuais
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

601 – Alfabetização para a Mídia II
601 – Alfabetização para a Mídia II
Publicamos um videocast sobre Alfabetização para a ...

Ver mais

600 – God Save The Queen
600 – God Save The Queen
Café Brasil 600... Chegou a hora de comemorar outra ...

Ver mais

599 – Gastando tempo
599 – Gastando tempo
Quem ouve o Café Brasil há algum tempo sabe da minha ...

Ver mais

598 – O bovárico
598 – O bovárico
Madame Bovary é um livro clássico que nos apresenta a ...

Ver mais

LíderCast 97 – Michael Oliveira
LíderCast 97 – Michael Oliveira
Michael Oliveira, que é criador e apresentador do ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Mostrem essa coragem toda!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não há mais o que falar, esmiuçar ou palpitar sobre a intervenção federal na Segurança do Rio de Janeiro. Entre especialistas da área, especialistas do nada, gente se fingindo de especialista e ...

Ver mais

Como não combater a inflação
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Como não combater a inflação  O livro que, infelizmente, poucos leram “Os controles são profunda e intrinsecamente imorais. Substituindo o governo da lei e da cooperação voluntária no mercado ...

Ver mais

Como vencer um debate tendo razão
Bruno Garschagen
Ciência Política
O estrondoso sucesso do psicólogo canadense Jordan Peterson tem mostrado coisas extremamente interessantes sobre como parte da sociedade reage diante de alguém que sabe defender corajosamente as ...

Ver mais

O oitavo círculo
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Faz uns bons anos, no departamento de trânsito de uma pequena e pacata cidade do interior paulista. Um cliente sofreu alguns danos em seu carro, devido aos quebra-molas exagerados, muito acima ...

Ver mais

Cafezinho 48 – As reformas
Cafezinho 48 – As reformas
Reformas estruturais implicam em mudanças na forma como ...

Ver mais

Cafezinho 47 – Os poblema
Cafezinho 47 – Os poblema
Como as mídias sociais revelaram o tamanho do desastre ...

Ver mais

Cafezinho 46 – Experimente
Cafezinho 46 – Experimente
Experimente abrir uma empresa. Seja o dono.

Ver mais

Cafezinho 45 – O louco
Cafezinho 45 – O louco
Na semana passada, quase sete anos após a apresentação ...

Ver mais

Lições de astronomia

Lições de astronomia

Tom Coelho - Sete Vidas -

“A hora mais escura da noite é justamente aquela
que nos permite ver melhor as estrelas.”
(Charles Beard)

 

Uma moto, dois jovens e um carro em alta velocidade. Um acidente. E Bruno, 19 anos, foi ter com a UTI da Santa Casa. Salvo pelo uso do capacete, que manteve a integridade de suas funções cerebrais, e pela providência divina, que lhe preservou a coluna, um garoto exemplar teve interrompida sua adolescência, recebendo como presente, às vésperas de seu 20o aniversário, cirurgias, tubos e pinos.

Seu pai, Márcio, um dentre tantos empresários que lutam diuturnamente, com dificuldade, pela perenidade de seu negócio, alijado do crédito oficial, tomando recursos em empresas de factoring a juros exorbitantes, viu-se num primeiro momento sem chão. E sem céu. Foi quando me disse: “Eu estava desanimado, deprimido, sem o menor estímulo para trabalhar. Mas quando vi meu filho abrir os olhos, como que anunciando sua luta pela vida, percebi que agora, acima de tudo, não poderia me entregar. Quero ter a empresa em ordem para quando ele voltar. Eu sou estrela, e não cometa”.

Cometas são corpos celestes formados por pequenas partículas sólidas, poeira, gelo e gases congelados que descrevem órbitas, em geral muito alongadas, ao redor do Sol. Ao se aproximarem dele, a ação da radiação solar sobre os gases do cometa provoca o aparecimento da cauda, que pode atingir milhares de quilômetros de extensão.

Mas o que nos chama a atenção com relação aos cometas são outros aspectos. Vistosos, irrompem o espaço deixando um rastro de luz, atraindo os olhares de cientistas, curiosos e amantes. À distância, parecem belos. E inofensivos. Mas um desvio de suas rotas que possa sinalizar colisão em terra é suficiente para provocar apreensão, angústia e preocupação. Com longos períodos de circulação, normalmente superior a cem anos, passam sem deixar lembrança, caindo no esquecimento até mesmo de quem muito os admirou.

Estrelas também são corpos celestes formados a partir da concentração, por ação gravitacional, de nuvens de gás, especialmente hidrogênio, e poeira cósmica, capazes de produzir e emitir radiação eletromagnética e com deslocamento escalar quase imperceptível ao olho humano.

Na verdade, as estrelas evoluem muito lentamente, em intervalos da ordem de milênios a milhões de anos. Deslocam-se muito rapidamente, mas como estão a distâncias tão grandes, sua posição relativa só é percebida ao longo dos séculos.

Porém, o que admiramos nas estrelas é sua capacidade singular de produzir luz própria e iluminar os céus. Assim foi na noite do nascimento de Cristo, quando uma delas guiou os três reis magos para que encontrassem a manjedoura. Assim é nas noites que agora se sucedem. Quando estamos tristes, chegam a nos acalentar; quando alegres, parecem a nós piscar; quando perdidos, podem nos orientar; quando amedrontados, são as ruas a alumiar.

Assim podemos igualmente trilhar nosso caminho pela vida. Luz vermelha fulgurante na juventude, luz azul brilhante na maturidade. Desenvolvimento gradual e contínuo. Referência a estudiosos, inspiração a poetas, admiração a enamorados. Presença marcante no decorrer de anos. No firmamento e na memória.

 

* Tom Coelho é educador, palestrante em gestão de pessoas e negócios, escritor com artigos publicados em 17 países e autor de nove livros. E-mail: [email protected] Visite: www.tomcoelho.com.br e www.setevidas.com.br.

Ver Todos os artigos de Tom Coelho