Iscas Intelectuais
O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Café Brasil 613 – Biologia política
Café Brasil 613 – Biologia política
E aí? Você é de direita ou de esquerda? Se incomoda com ...

Ver mais

612 – O Efeito Genovese
612 – O Efeito Genovese
Em 1964, Kitty Genovese foi assassinada em Nova York. ...

Ver mais

611 – Momentos felizes
611 – Momentos felizes
Felicidade não existe. O que existe na vida são ...

Ver mais

610 – Abre-te Sésamo
610 – Abre-te Sésamo
Abre-te Sésamo é a frase mágica do conto de Ali-Babá e ...

Ver mais

LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 - Hoje conversamos com Romeo Busarello, É ...

Ver mais

Lídercast 108 – Leandro Nunes
Lídercast 108 – Leandro Nunes
LíderCast 108 - Hoje conversamos com Leandro Nunes, um ...

Ver mais

Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Hoje conversamos com Lucia Bellocchio, uma jovem ...

Ver mais

LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 - 106 - Hoje conversamos com Labi ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Interpretações do Brasil X – As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Interpretações do Brasil X As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo “Bons jogos dependem mais de boas regras do que de bons jogadores.” James Buchanan  Considerações iniciais A ...

Ver mais

O que aprender quando o futuro já era
Mauro Segura
Transformação
A minha experiência no ano passado mostrou que a história de viver cada dia como se fosse o último é uma baboseira. Aprendi que eu não preciso ter planos mirabolantes para ter uma vida digna, ...

Ver mais

MInha culpa é sua, camarada!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A tragédia do edifício que pegou fogo e desabou no Largo do Paissandu, em São Paulo, desvendou mais um bem bolado golpe; e golpe, novamente, travestido de “movimento social”: A máfia das invasões ...

Ver mais

O domínio esquerdista na dramaturgia brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Hoje, não há qualquer ameaça ao domínio da esquerda nas novelas, filmes, séries, teatro, programas de TV, jornalismo. Por isso a reação agressiva quando alguma obra fura a ditadura cultural.

Ver mais

Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Não interessa determinar o que é verdade e o que é ...

Ver mais

Cafezinho 72 – Fake News 1
Cafezinho 72 – Fake News 1
Quem julga o juiz?

Ver mais

Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Reenquadre o otário e ele vira ouro. Reenquadre a ...

Ver mais

Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
O comportamento de quem vê algo errado e nada faz a ...

Ver mais

Expectativas

Expectativas

Jorge De Lima - Iscas Olhos&Alma -

O início de um novo ano chegou e no período de festas vivenciamos uma legião de expectativas que nos consomem. Quem não sonha com um futuro melhor e diferente? Do presente de natal, como vai ser a ceia, se vamos ter um momento animado, como vai ser o amigo secreto e a abertura dos presente, o que cada um vai ganhar. Na sequência em menos de uma semana vem a virada de ano, a retrospectiva do mal vivido, e a previsão do que vai ser a nova vida; criamos metas, planos, promessas; prometemos parar com vícios; que vamos cuidar melhor da saúde, da educação, que vamos viver melhor de formas alternativas. Tudo isto é muito bonito, mas como qualquer outro tipo de promessa perdura no máximo dois dias. A famosa amnésia dos políticos…

Expectativas e promessas andam juntas. A expectativa é o futurismo, o amanhã, o querer entender o depois pra imaginar se existe uma leve segurança, é prever, tentar aprisionar a intuição, é olhar no horizonte atrás de nuvens de chuva ou perceber se o dia vai ser ensolarado. A promessa é irmã inseparável da expectativa. Como o não sei que anuncia o inconsciente, as defesas da psique, prometer é apenas a verborragia que cobre um vazio. É o patético ato de falar para não ter de agir. Prometer não é um contrato, tampouco uma jura. Prometer não chega a ser a mentira deslavada, em alguns casos, mas a promessa muitas vezes recorre a amnésia de curto prazo, por não ser estrutural, recai nos descartes e o próprio individuo não a leva a sério. Um bom exemplo foram as promessas de campanha feitas na corrida eleitoral há dois meses… o que mesmo é que foi prometido? Que trabalhadores não teriam direitos revogados, que o atual governo não iria promover ajustes com o arrocho para a população, que não teríamos aumento de impostos… tudo que foi criticado no discurso da oposição agora é aplicado pela esquerda neo liberal. Os discursos foram promessas vazias, mentiras e omissão. Que tal a falta de reajuste na Receita Federal?

Quem vive de expectativas é frustrado, se torna melancólico, naturalmente triste, inseguro e sem fé. Viver de futuro é não encarar o dia a dia, o trabalho, é manter acesa a chama de uma ilusão que não se constitui. Várias pessoas com imensa imaturidade que não conseguem produzir vivem de futurologia, de previsão e pouca ou rara ação. Não fazem hoje por que seu amanhã é incerto, um traço de Senex em uma estrutura Pueril. E isto é vivenciado coletivamente neste período de fim de ano. Algumas pessoas estendendo isto por toda a vida. Pra que o esforço se amanhã posso ganhar na loteria? É um marcante traço de uma personalidade imatura.  Igualzinho a educação e o pré sal da Petrobras. Senta e espera! Para não necessitar prometer e ou viver de expectativas faça um planejamento pra sua vida para curto, médio e longo prazo. Faça isto com coisas palpáveis, claras objetivas, reais com pé no chão. Funciona bem se você for maleável e sincero com sua própria vida, se tiver um pouco de dedicação e persistência. Que tal levar sua própria vida a sério?

Ver Todos os artigos de Jorge De Lima