Iscas Intelectuais
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

674 – Balde de Caranguejos
674 – Balde de Caranguejos
O termo “mentalidade de caranguejo” é utilizado em ...

Ver mais

673 – LíderCast 12
673 – LíderCast 12
Mais uma temporada do LíderCast, agora é a 12. Mais um ...

Ver mais

672 – A mão invisível do mercado
672 – A mão invisível do mercado
Você certamente já ouviu falar de livre mercado, aquele ...

Ver mais

Café Brasil 671 – Antifrágil
Café Brasil 671 – Antifrágil
Um dos livros sumarizados no Café Brasil Premium foi o ...

Ver mais

LíderCast 161 – Murilo Gun
LíderCast 161 – Murilo Gun
Criador, inovador, pensador, provocador. Uma figura ...

Ver mais

LíderCast 160 – Parker Treacy
LíderCast 160 – Parker Treacy
Norte americano do setor automotivo ­financeiro, ...

Ver mais

LíderCast 159 – Paulo Ganime
LíderCast 159 – Paulo Ganime
Jovem deputado federal pelo partido Novo, engenheiro e ...

Ver mais

LíderCast 158 – Georgios Frangulis
LíderCast 158 – Georgios Frangulis
Fundador e CEO da Oakberry Açaí Bows, que está ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Resumos das aulas do COF e temas diversos
Eduardo Ferrari
Resumos de aulas do COF
Bom dia, Boa Tarde, Boa noite! Vida longa ao Café Brasil e à Confraria! Em primeiro lugar, gostaria de agradecer ao Luciano Pires pelo espaço e a oportunidade de publicar alguns dos meus resumos. ...

Ver mais

Não se sai do campo de concentração de ônibus com ar condicionado….
Carlos Nepomuceno
LIVE COMPLETA.

Ver mais

Velhos amigos
Chiquinho Rodrigues
Como é que pôde um simples pedaço de pau, preso em seis cordas, mexer tanto  com a vida de uma pessoa?

Ver mais

A análise do discurso histórico do Paulo Guedes na XP
Carlos Nepomuceno
LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157462927933631

Ver mais

Cafezinho 195 – No mundo da lua
Cafezinho 195 – No mundo da lua
Colocar o homem na lua custou mais de 20 bilhões de ...

Ver mais

Cafezinho 194 – O banco
Cafezinho 194 – O banco
E aquele monte de dinheiro à minha disposição? Esqueça. ...

Ver mais

Cafezinho 193 – A zona do equilíbrio
Cafezinho 193 – A zona do equilíbrio
Quer saber? Antes de ser do meretrício, as zonas eram ...

Ver mais

Cafezinho 192 – A arte de comer picanha
Cafezinho 192 – A arte de comer picanha
Antes de dizer “não comi e não gostei” ou “não leio ...

Ver mais

Empreender é preciso

Empreender é preciso

Tom Coelho - Sete Vidas -

“A sorte é imprevisível. Que o teu anzol esteja, pois, sempre atirado às águas.
Num açude onde menos o esperas, aparecerá um peixe.”
(Ovídio)

 

Em abril do ano de 2002 fui convidado a integrar o quadro de colunistas de um importante site educacional. Decerto, foi com grande alegria que aceitei a tarefa, passando a redigir artigos com foco num tema que permeia não apenas minha carreira, mas minha vida: o empreendedorismo.

O assunto sempre me fascinou porque tenho presente que o emprego, em sua concepção tradicional, caracterizado por um mix de formação acadêmica, trajetória profissional e rede de contatos, simplesmente acabou. Não há empregos para os profissionais mais experientes e não há empregos suficientes para os mais jovens. Assim, a mão invisível do mercado de trabalho, altamente concorrencial como todos os demais, age premiando aqueles que conseguem destacar-se. A palavra de ordem é diferenciação.

Creio no empreendedorismo como estratégia competitiva e como única alternativa viável no combate ao desemprego e às desigualdades socioeconômicas, pois os aspectos reais de uma Economia devem ser produção, emprego e crescimento. O desemprego do homem, disse João Paulo II, deve ser tratado como tragédia e não como estatística econômica. Por isso, estimular a prática empreendedora tornou-se, antes de tudo, uma profissão de fé.

Alguns empreendedores são natos, de fato nascem prontos. Uns, desenvolvem esta habilidade. Outros, sequer se apercebem de tão precioso dom. Mas, assim como não se nasce “empregado” – nosso sistema educacional é que nos conduz a sermos “funcionários” –, o empreendedorismo pode ser ensinado. Mas que fique claro uma coisa: empreendedorismo é um jeito de ser e não de saber. Está vinculado mais à atitude do que ao conhecimento. Assim, deve ser não apenas aprendido, mas apreendido. Não apenas compreendido, mas vivenciado.

Não sou um teórico do empreendedorismo. E admiro expoentes como Fernando Dolabela e José Dornelas que muito têm contribuído para a inserção deste tema no cenário acadêmico. Mas falo sobre o assunto com a propriedade de quem desde os 14 anos de idade educou o olhar para enxergar oportunidades de negócio. Uma daquelas pessoas que olham para um vaga-lume imaginando uma usina hidrelétrica ecologicamente correta.

Assim, atuei em empresas de pequeno e médio porte, em cargos de direção, tanto como colaborador quanto como associado. Ou seja, já estive dos dois lados do balcão. E continuo a empreender, seja em meu próprio negócio, como empresário; seja no negócio de outros, como consultor.

Por conta deste perfil, já colecionei sucessos, transformando empresas inexpressivas em líderes de mercado. Entretanto, também estive à frente de empresas que quebraram. E entenda-se que quebrar, no mundo corporativo, não precisa ser tomado como uma condição jurídica falimentar, mas como uma situação na qual o investimento feito não retorna ou um projeto desenvolvido deixa de ser concluído. É o correspondente direto do perder o emprego. Pessoas são demitidas, empresas fecham. Nisso reside uma grande lição: é preciso discernimento para reconhecer o fracasso, coragem para assumi-lo e divulgá-lo e sabedoria para com ele aprender.

Escrever, por sua vez, é uma de minhas paixões. Um hobby solitário de postar-se diante da tela do computador e conversar com o teclado. É quando encontro comigo mesmo e com todos os que me cercam e me inspiram. Assim, de colunista de um único site, conforme descrito no início deste texto, centenas de veículos da mídia digital e impressa em países dos quatro cantos do mundo difundem meus artigos e ideias, proporcionando-me novos contatos profissionais e novas amizades nunca antes imaginadas.

Ser empreendedor significa isso: estar com o anzol atirado às águas. Adotar uma postura que envolve iniciativa e acabativa, comprometimento e persistência, autoconfiança e persuasão, entre tantas outras competências. Significa adotar estas práticas para si e para os outros, na vida pessoal e na carreira, deixando de ser um mero empregado e tornando-se um profissional empreendedor.

 

* Tom Coelho é educador, palestrante em gestão de pessoas e negócios, escritor com artigos publicados em 17 países e autor de nove livros. E-mail: [email protected] Visite: www.tomcoelho.com.br e www.setevidas.com.br.

Ver Todos os artigos de Tom Coelho