Iscas Intelectuais
A fábrica de conteúdo
A fábrica de conteúdo
A Confraria Café Brasil dá um passo adiante e começa a ...

Ver mais

Um jeito de ver o mundo
Um jeito de ver o mundo
Isca Intelectual de Luciano Pires que tenta explicar o ...

Ver mais

LíderCast 5
LíderCast 5
Acabamos de lançar a Temporada 5 do podcast LíderCast, ...

Ver mais

O padrão
O padrão
Isca intelectual de Luciano Pires demonstrando que ...

Ver mais

553 – Exponential Talks
553 – Exponential Talks
Podcast Café Brasil 553 - Exponential Talks - Luciano ...

Ver mais

552 – LíderCast 5
552 – LíderCast 5
Podcast Café Brasil 552 - LíderCast 5 . Este programa ...

Ver mais

999 – Hotel Califórnia
999 – Hotel Califórnia
Podcast Café Brasil - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

551 – Todo mundo é deficiente
551 – Todo mundo é deficiente
Podcast Café Brasil 551 - Todo mundo é deficiente. ...

Ver mais

LíderCast 061 – Flavio Azm
LíderCast 061 – Flavio Azm
Hoje recebemos Flavio Azm que é cineasta, mas é muito ...

Ver mais

LíderCast 060 – Raiam Santos
LíderCast 060 – Raiam Santos
Hoje recebo Raiam Santos, um jovem brasileiro que não ...

Ver mais

LíderCast 059 – Geraldo Rufino
LíderCast 059 – Geraldo Rufino
Hoje recebemos Geraldo Rufino um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
LíderCast 058 – Marcelo Wajchenberg
Hoje recebemos Marcelo Wajchenberg, que é médico ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata T02 07
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 07 Se a sua ...

Ver mais

Diferentes olhares
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Diferentes olhares Metade cheia e metade vazia do copo “Nós tivemos uma economia no ano passado caindo, e no ano anterior também, uma queda que se acentuou um pouco mais do que se estava ...

Ver mais

Não contrate um comunista
Raiam Santos
Só com esse título, já deve ter gente se coçando para buscar meu CPF e tentar me processar por incitação ao ódio e preconceito. Calma, meus amigos! Sou o tipo do cara que odeia discutir política, ...

Ver mais

Carta aberta aos podcasters
Mauro Segura
Transformação
Por que os podcasts não crescem como negócio no Brasil? A resposta pode estar nessa carta aberta de Mauro Segura para os podcasters.

Ver mais

Somos responsáveis pela beleza que herdamos
Bruno Garschagen
Ciência Política
Isca intelectual de Bruno Garshagen. No Brasil, basta consultar fotos antigas das cidades para verificar que o padrão de beleza urbana tradicional deu lugar a um ambiente novo, às vezes ...

Ver mais

EGOS INFLADOS

EGOS INFLADOS

Suely Pavan Zanella - Iscas Comportamentais -

Suely Pavan Zanella

ego infladoAdulto: Pessoa que em toda coisa que fala, fala primeiro dela mesma. (Andrés Felipe Bedoya, 8 anos) (*)

Há muitos e muitos anos, ainda na época em que eu trabalhava dentro do ambiente organizacional, e era obrigada a selecionar consultores e palestrantes, recebi a recomendação de diversas pessoas (funcionários da empresa) para assistir uma palestra de um profissional muito famoso que ministrava cursos de oratória e coisas quitais. Se eu o contratasse isso renderia a ele vários turmas, e claro, muito dinheiro, numa época em que se pagava uma grana preta a consultores.
E lá fui eu à noite assistir à palestra do moço. Ele já sabia da minha intenção, e logo que cheguei, de forma muito galante, fez questão de se apresentar. Deixo claro que ele não fez isso com a maioria dos participantes.
A palestra começa, e ele, eu contei no relógio, ficou mais ou menos vinte minutos falando apenas de si mesmo. Óbvio que falar de si mesmo durante este tempo não compõe o escopo de nenhuma palestra com duração de uma hora e muito menos tinha a ver com o objetivo da sua apresentação. Falar o quanto se é maravilhoso, incrível, sensível ou intuitivo já é um sinal claro de exibicionismo e baixa autoestima. Quem tem autoestima mediana e alta não usa desse recurso. Não precisa.
Claro, que não contratei o moço com ego inflado, mas entendi desde aquele dia, que as pessoas de forma geral sentem um fascínio quase cego por gente deste tipo. Basta você ver o número baixo de seguidores que tem gente brilhante e com conteúdo no Facebook e Twitter, em detrimento de pessoas ocas e sem conteúdo, mas que exploram o quanto “são incríveis” em seus posts e fotos! O brasileiro cultua muito este tipo de gente, diferentemente dos europeus, por exemplo. Por aqui sempre precisamos de um guru majestoso e exibido para dizer como devem ser feitas as coisas, normalmente de maneira simplória e ineficaz. Não é á toa que o tal “marketing pessoal” ganhou força por aqui num sentido bastante deturpado. Marketing Pessoal como dizia a minha amiga e colega psicodramatista, e infelizmente já falecida Olga Fagerstrem, que ministrava cursos com este foco tem a ver com autoestima. E autoestima vem de dentro para fora, não tem nada a ver com fake ou exibicionismo.
De qualquer forma essa palestra que assisti com o moço de ego inflado me ajudou muito em processos seletivos, principalmente para candidatos à vagas de executivos ( diretores e gerentes). Meu modo de entrevistar é bem diferente das entrevistas tradicionais para este público, onde de certa forma se reforça esse lado do ego inflado. Eu ficava, e ainda fico, impressionada como pessoas em cargos tão importantes negam o valor da equipe, por exemplo, mesmo quando eufemisticamente, ou porque aprenderam em empresas de recolocação a falarem “nós”. Mas como sou treinada e muito experiente, percebia que no fundo eles só falavam deles mesmos, como sendo os únicos responsáveis por resultados mirabolantes, mas nem sempre verdadeiros.
Se em uma conversa, entrevista de emprego, palestra ou curso você perceber que alguém gasta um tempo enorme falando de si mesmo ou se autoelogiando, fuja, você esta diante de um ego inflado, que como todo o vaidoso só quer uma coisa de você: A sua idolatria. Pessoas se distinguem pelo conteúdo, formas podem ser forjadas.
Comecei esse texto como a frase de uma criança de oito anos e termino com uma frase que aprendi quando eu era criança: Um homem cheio de si é sempre vazio!
(*) Um professor colombiano passou dez anos coletando definições de seus alunos e, como resultado, obteve um dicionário com verbetes ao mesmo tempo puros, lógicos e reais: https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/dicionario-feito-por-criancas-revela-a-adultos-um-mundo-que-ja-esqueceram/

Ver Todos os artigos de Suely Pavan Zanella