Iscas Intelectuais
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando o Podcast Café Brasil 700!
Tá chegando a hora do Podcast Café Brasil 700!

Ver mais

Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
Aplicativos IOS e Android para o Café Brasil Premium!
MUDANÇAS IMPORTANTES NO CAFÉ BRASIL PREMIUM A você que ...

Ver mais

Café Brasil no Top 10 Podbean
Café Brasil no Top 10 Podbean
O Café Brasil está entre os Top 10 numa das maiores ...

Ver mais

O Irlandês
O Irlandês
O Irlandês é um PUTA filme, para ser degustado. Se você ...

Ver mais

700 – Girl Power
700 – Girl Power
Bem, você sabe que sempre que chegamos num programa ...

Ver mais

699- Um brasileiro
699- Um brasileiro
Como sabemos que muitos ouvintes do Café Brasil não ...

Ver mais

698 – A Mente Moralista
698 – A Mente Moralista
Somos criaturas profundamente intuitivas cujas ...

Ver mais

697 – O isentão
697 – O isentão
Quando você não tem político de estimação é muito bom ...

Ver mais

LíderCast 183 – Antonio Mamede
LíderCast 183 – Antonio Mamede
Ex-executivo de grandes empresas, hoje consultor e ...

Ver mais

LíderCast 182 – Alexis Fontaine
LíderCast 182 – Alexis Fontaine
Segunda participação do Deputado Federal do partido ...

Ver mais

LíderCast 181 – Christian Gurtner
LíderCast 181 – Christian Gurtner
Christian Gurtner – O homem que leva a gente para ...

Ver mais

LíderCast 180 – Marco Aurélio Mammute
LíderCast 180 – Marco Aurélio Mammute
Luciano Pires: Bom dia, boa tarde, boa noite. ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

A harpa elétrica
Chiquinho Rodrigues
Valdenir era um cara que acreditava piamente em reencarnação. Mas não era só isso… Acreditava também em vidas passadas, ufos e astrologia. Flertava com o candomblé, o budismo e era também ...

Ver mais

Trivium: Capítulo 3 – Classificação dos Termos (parte 9)
Alexandre Gomes
Continuando os resumos depois de um belo fim de ano, vou continuar detalhando mais sobre os o que são os termos e suas variedades. Perceba que isso é muito mais uma base de compreensão lógica das ...

Ver mais

Primeiras impressões de 2020
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Primeiras impressões de 2020 “A economia compreende todas as atividades do país, mas nenhuma atividade do país compreende a economia.” Millôr Fernandes O ano está apenas começando, mas algumas ...

Ver mais

Lendas urbanas volume um
Chiquinho Rodrigues
Ademar e Ademir eram gêmeos siameses isquiópagos. Gêmeos siameses xifópagos (E não XiPófagos como alguns entendem) são aqueles unidos por um segmento físico. A nomenclatura provém de xifóide que ...

Ver mais

Cafezinho 247 – Compartilhe!
Cafezinho 247 – Compartilhe!
Sobre o hábito de compartilhar aquilo que vale a pena.

Ver mais

Cafezinho 246 – Setecentos
Cafezinho 246 – Setecentos
São 74 minutos de puro deleite.

Ver mais

Cafezinho 245 – Como censurar o Porta dos Fundos
Cafezinho 245 – Como censurar o Porta dos Fundos
Democracia é a liberdade de dizer “não”, mesmo que você ...

Ver mais

Cafezinho 244 – A bomba
Cafezinho 244 – A bomba
Os mais bobinhos vão acreditar na intenção que a ...

Ver mais

Destaques da Aula 5 do Curso on-line de Filosofia (COF)

Destaques da Aula 5 do Curso on-line de Filosofia (COF)

Eduardo Ferrari - Resumos e Artigos -

Lembremos que o objetivo dessa série é chamar atenção para o conteúdo do Curso On-line de Filosofia, que pode ser acessado na página do Seminário de Filosofia. Os principais destaques da aula de 2h59min serão apresentados em menos de 5 minutos de leitura, não substituem de forma alguma a experiência de assistir a uma aula completa do Professor Olavo de Carvalho e tem a finalidade de fisgar o leitor para que se torne aluno regular do COF.

No início da quinta aula do COF, em 25 de abril de 2009, o professor reforça a importância da formação literária para o estudo da filosofia. O livro do Olavo, Aristóteles em Nova Perspectiva — A teoria dos Quatro Discursos, trata exatamente disso: a poética (incluída a literatura de ficção) e os outros três tipos de discursos (retórica, dialética e lógica), compõem todo o ferramental do intelecto humano para descrever, estudar e compreender a realidade.

A leitura de clássicos da literatura fornece referências comparativas que são importantíssimas para a análise filosófica de situações reais. Por isso, os livros de ficção dos maiores autores de todos os tempos devem ser lidos como se as estórias e as reações humanas fossem reais. Para compreendermos as mazelas humanas, faz-se necessário trabalhar a imaginação por meio da literatura de ficção. Na mesma linha, um livro de filosofia deve ser lido não apenas partindo-se do pressuposto de que as narrativas sejam reais, mas principalmente deve-se imaginar quais foram as experiências vivenciadas pelo autor que o levaram àquelas conclusões.


Olavo chamou esse exercício de “reconstituição da experiência originária”, que seria responsável por 90% da compreensão de uma obra filosófica.


Ao responder uma pergunta de um aluno, Olavo citou Benedetto Croce, que dizia: “você não entende uma filosofia se você não sabe contra quem ela se levantou polemicamente”. Isso significa que para entender a obra de um filósofo você precisa pesquisar e entender o contexto histórico, dados biográficos, fatos reais da vida do autor e até mesmo quem ele estava tentando refutar com suas ideias. Tudo com o objetivo de conferir se o conteúdo filosófico do autor está respaldado por suas experiências sensíveis, de forma coesa.

Ao ser questionado por outro aluno sobre a existência de uma oposição entre a fé religiosa e a filosofia, o Professor responde que fé nos dias de hoje significa acreditar numa doutrina religiosa.


Porém, a fé relatada na Bíblia Sagrada não pode ser esse tipo de fé, pois não havia uma doutrina na época em que o Senhor Jesus viveu na Terra. A doutrina católica foi sendo construída para refutar os questionamentos dos incrédulos diante dos testemunhos das pessoas que narravam os acontecimentos vivenciados por elas na época de Jesus e dos Apóstolos.


Essa justificativa para o surgimento e o desenvolvimento da doutrina católica a partir da busca de explicações racionais para as objeções aos fatos narrados por testemunhas da época de Cristo, está descrita numa tradução espanhola de um livro raríssimo de Alois Dempf, publicada pela editora Gredos, chamada La concepción del mundo en la Edad Média. A argumentação para essas objeções foi sendo produzida de maneira caótica até que mil anos depois do nascimento e morte de Jesus, elas foram organizadas de maneira lógica em sumas teológicas.

A diferença entre evidência intuitiva e crença infundada consiste em que a primeira gira em torno de uma percepção decorrente da presença do objeto, diretamente ou imaginativamente. Essa existência real do objeto vale mais do que qualquer ideia a respeito dele. Olavo sugere que se busque o desenvolvimento desse senso da realidade concreta, citando Voegelin: “a experiência da realidade é em si mesma transcendente”. Uma crença, por sua vez, apenas permanece enquanto repetida à exaustão.

Segundo o Professor, a realidade é a fonte abundante de ensinamentos que nos guia no caminho da verdade. Diante da percepção da realidade e de sua imensidão, se tivermos a noção de quão ínfimos somos, estaremos no caminho da filosofia. Embora não tenha citado nesta aula, me lembro de outras ocasiões em que Olavo menciona a tensão existente entre saber que somos apenas um átomo na estrutura da realidade, mas que ao mesmo tempo nossa alma imortal transcende o tempo de duração de todas as coisas concretas e reais do mundo físico, que certamente não durarão para sempre como nossas almas.

Ao responder mais uma pergunta sobre a filosofia baseada em experiências reais da vida, Olavo afirmou que não se trata de interpretar sinais a partir da realidade, mas sim de contemplar a realidade como ela mesma se apresenta, citando Santo Tomás de Aquino:

“Nós escrevemos com palavras, mas Deus escreve com palavras e coisas.”

Essa é uma de minhas aulas preferidas, pois começa a se consolidar na cabeça do aluno o fato de que a filosofia nada mais é do que a busca da verdade por meio da tentativa incessante de compreender a realidade que nos cerca.

Ver Todos os artigos de Eduardo Ferrari