Iscas Intelectuais
Podpesquisa 2018
Podpesquisa 2018
Em sua quarta edição, a PodPesquisa 2018 recebeu mais ...

Ver mais

Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

639 – Chega de falar de política
639 – Chega de falar de política
Diversos ouvintes mandam mensagens pedindo para que eu ...

Ver mais

638 – O efeito Dunning-Kruger
638 – O efeito Dunning-Kruger
Cara, eu fico besta com a quantidade de gente que ...

Ver mais

637 – LíderCast 10
637 – LíderCast 10
Olha só, chegamos na décima temporada do LíderCast. Com ...

Ver mais

636 – As duas éticas da eleição
636 – As duas éticas da eleição
Gravei um LíderCast da Temporada 11, que só vai ao ar ...

Ver mais

LíderCast 132 – Alessandro Loiola
LíderCast 132 – Alessandro Loiola
Médico, escritor, um intelectual inquieto, capaz de ...

Ver mais

LíderCast 131 – Henrique Szklo e Lena Feil
LíderCast 131 – Henrique Szklo e Lena Feil
Henrique Szklo e Lena Feil – Henrique se apresenta como ...

Ver mais

LíderCast 130 – Katia Carvalho
LíderCast 130 – Katia Carvalho
Mudadora de vidas, alguém que em vez de apenas lamentar ...

Ver mais

LíderCast 129 – Guga Weigert
LíderCast 129 – Guga Weigert
DJ e empreendedor, que a partir da experiência com a ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Quem não é capaz de rir de si mesmo será sempre um intolerante em potencial
Henrique Szklo
Humorista de verdade não tem lado, não tem ideologia, não tem bandeira. Independentemente de sua posição pessoal, tem de ser livre o suficiente para atirar em tudo o que se mexe e no que não se ...

Ver mais

Capitalismo Versus Esquerdismo*
Alessandro Loiola
Uma das consequências involuntárias do capitalismo é que ele coloca diferentes culturas e sociedades em contato direto muito mais amplo umas com as outras. Liga as pessoas entre si muito mais ...

Ver mais

A cavalgada de um cowboy
Jota Fagner
Origens do Brasil
Cowboy não havia dormido bem. Tinha feito corridas até às duas da manhã. O trabalho como moto-taxista costumava não render muito, mas em época de alta temporada a demanda era muito grande. ...

Ver mais

O ENEM e a (anti-)educação
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Nos dois últimos fins-de-semana, milhões de candidatos ao ensino superior realizaram as provas do ENEM. O vestibular é o telos do ensino fundamental e médio no Brasil. As escolas privadas assumem ...

Ver mais

Cafezinho 125 – O chute
Cafezinho 125 – O chute
Se o governador mentiu ou se enganou, peço desculpas ...

Ver mais

Cafezinho 124 – À luz do sol
Cafezinho 124 – À luz do sol
É assim, com a luz do sol, que a gente faz a limpeza.

Ver mais

Cafezinho 123 – A zona da indiferença
Cafezinho 123 – A zona da indiferença
Ter consciência sobre o que é certo e errado todo mundo ...

Ver mais

Cafezinho 122 – Vira a chave
Cafezinho 122 – Vira a chave
Mudar de assunto no calor dos acontecimentos é ...

Ver mais

De Marceline para o mundo

De Marceline para o mundo

Luiz Alberto Machado - Iscas Econômicas -

De Marceline para o mundo

 Encantamento como objetivo

 Capa_Marceline_FINAL.indd

“Gosto do impossível porque lá a concorrência é menor”.

Walt Disney

O título deste artigo integra o título completo de um livro lançado em 2016 pela Editora Senac, que conta a história de um dos maiores ícones do mundo do entretenimento.

Walt Disney: de Marceline para o mundo – o palco de sonhos, este o título completo, foi escrito por um empresário brasileiro que atua no ramo da educação corporativa, onde aplica muitos dos ensinamentos adquiridos nos anos em que trabalhou no Grupo Disney, no qual chegou, inclusive, a ser professor regular da Disney University, além de ministrar palestras no Disney Institute.

Embora o autor, Claudemir Oliveira, afirme não se tratar de uma biografia de Walt Disney – por existirem disponíveis algumas bem mais completas –, a leitura do livro permite ter uma boa noção da trajetória pessoal de Disney.

O que o autor afirma pretender, obtendo pleno êxito em sua pretensão, é mostrar como se deu a construção de um dos mais bem sucedidos grupos empresariais de todo o mundo, chamando atenção para as enormes dificuldades enfrentadas ao longo dessa trajetória.

A Marceline do título é o nome de uma pequena cidade norte-americana, próxima de Kansas City, na qual Walt Disney viveu por cinco anos na sua infância. Esses anos são considerados por Walt Disney como os mais felizes de sua vida, razão pela qual ele se utilizou de lembranças dessa época e partes da cidade como inspiração para várias atrações de seus parques temáticos.

Mesmo se declarando ardoroso admirador de Walt Disney, o autor tem o grande mérito de não se limitar a indicar apenas os aspectos favoráveis da personalidade de Disney, mencionando também alguns traços questionáveis e dificuldades que ele possuía, como, por exemplo, o de fazer elogios públicos a seus colaboradores.

Dos inúmeros pontos que me agradaram no livro, gostaria de encerrar este pequeno artigo mencionando três deles: o primeiro diz respeito à obsessão de Walt Disney com a busca da perfeição em todos os seus projetos, começando pela produção de seus filmes e chegando à construção e manutenção dos parques e hotéis; o segundo reside na sua capacidade de ser criativo, mesmo que para isso fosse necessário correr riscos na busca do aparentemente impossível; o terceiro, por fim, refere-se a seu incrível poder de antecipação, pois teve a clara percepção – que muitos não têm até hoje – de que o objetivo a ser buscado por qualquer empresa não deve se limitar a oferecer bens ou serviços de qualidade para atender as expectativas de seus clientes, mas sim de superá-las.

A meu juízo, isso implica em “encantar” os clientes, única forma de garantir a fidelização dos mesmos num mundo altamente competitivo. De minha parte, sendo bastante rigoroso, quando penso em produtos ou marcas que têm esse poder de me encantar, apenas dois me vêm imediatamente à cabeça, o Cirque du Soleil e o mundo de sonhos criado por Walt Disney.

Ver Todos os artigos de Luiz Alberto Machado