Iscas Intelectuais
Brazilian Rhapsody
Brazilian Rhapsody
O pessoal da Chinchila fez uma paródia de Bohemian ...

Ver mais

O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts
O Guia do Anunciante em Podcasts traz informações ...

Ver mais

Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

679 – Será que acordamos?
679 – Será que acordamos?
Adalberto Piotto apresenta o programa Cenário Econômico ...

Ver mais

678 – Dominando a Civilidade
678 – Dominando a Civilidade
Vivemos uma epidemia de incivilidade que ...

Ver mais

677 – Teorias da Conspiração
677 – Teorias da Conspiração
Vivemos numa sociedade assolada por grandes ...

Ver mais

676 – Homem na Lua 2
676 – Homem na Lua 2
Cinquenta anos atrás o homem pousou na Lua. Mas parece ...

Ver mais

LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
LíderCast 166 – Juliana e Abbey Alabi
O Abbey é um imigrante africano, que chegou ao Brasil ...

Ver mais

LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
LíderCast 165 – Ícaro de Carvalho
Um dos mais influentes profissionais de comunicação ...

Ver mais

LíderCast 164 – Artur Motta
LíderCast 164 – Artur Motta
Professor que fez transição de carreira e usa podcasts ...

Ver mais

LíderCast 163 – Amanda Sindman
LíderCast 163 – Amanda Sindman
Profissional de comunicação, jornalista e mulher trans. ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Resumo da Aula 2 do Curso On-line de Filosofia (COF)
Eduardo Ferrari
Resumos e Artigos
A segunda aula do COF, ministrada em 21 de março de 2009, teve a duração de 3h43min e foi resumida em menos de cinco minutos de leitura, com o objetivo de levar ao conhecimento do leitor uma ...

Ver mais

A quem interessa a divisão da sociedade?
Jota Fagner
Origens do Brasil
O atual estado de intolerância ao pensamento diferente, manifesto nas agressões que começam nas redes sociais e terminam em confrontos físicos no meio da rua, é o resultado de um processo de ...

Ver mais

TRIVIUM: CAPÍTULO 3 – MORFOLOGIA CATEGOREMÁTICA (parte 2)
Alexandre Gomes
Depois de listar todas as CATEGORIAS DE PALAVRAS, de acordo com a Gramática Geral irei tratar com mais calma de cada categoria. Seguindo a lista da lição anterior, vamos começar pelo grupo das ...

Ver mais

Simples assim
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Simples assim Excelência em Educação Dia 10 de agosto, compareci a um evento muitíssimo interessante. Estimulado pela chamada do convite eletrônico – Avanços na educação pública: o que podemos ...

Ver mais

Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
Cafezinho 205 – Agrotóxicos – melhor seria não usar V
O problema do agrotóxico no Brasil não é dos ...

Ver mais

Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Cafezinho 204 – Agrotóxicos – melhor seria não usar IV
Ainda existe hoje uma cultura, muito estimulada por ...

Ver mais

Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Cafezinho 203 – Agrotóxicos – melhor seria não usar III
Quem é o idiota que quer deliberadamente envenenar seus ...

Ver mais

Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Cafezinho 202 – Agrotóxicos – melhor seria não usar II
Se não bastassem as dificuldades para comprar, ...

Ver mais

Consciência… branca?

Consciência… branca?

Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas -

A notícia chamou atenção nos jornais impressos e eletrônicos: “Câmara de Sertãozinho cria dia em Homenagem à Consciência Branca”. Hein?

Pois é: Entre outras medidas, o presidente da Câmara decretou ponto facultativo no município no dia 21 de novembro, um dia depois da validação de idêntico benefício no Dia da Consciência Negra. A ideia do chefe do legislativo local fez chover críticas, e protestos, vindas principalmente de movimentos negros que pretendem derrubar a medida. A ideia realmente é mais do que boba, é desnecessária. Mas as críticas são fortes: Chamam a atitude do vereador de “preconceito”. Será?

Outra que deu o que falar foi a imagem propagada pelo uísque Johnnie Walker no Facebook pela mesma data: Um portrait de um jovem negro com a palavra “branco” e um texto conclamando ao fim do racismo. Recebeu um dilúvio de xingamentos, ameaças, críticas, afirmando que a bebida escocesa estaria culpando os negros pelo racismo. Será mesmo?

A proposta do legislativo de Sertãozinho é infantil, até meio ridícula; a imagem do uísque pode até ser mal esclarecida… mas em nenhum dos casos houve racismo, intolerância, preconceito ou algo do gênero. Tá na hora de tirar o pé do acelerador nessa fúria de acusar tudo e todos de serem criminosos. Discriminação e racismo devem ser combatidos, sempre; mas daí a interpretar as ações alheias como crime é muito complicado. Fica parecendo as “previsões” de Nostradamus: Cada um entende uma coisa diferente. Aí não dá.

Infelizmente, os críticos dos dois casos confundem a doença com o remédio; pretendem combater uma intolerância sugerida (ou imaginada) com violência declarada. Isso equivale a espancar alguém pra diminuir a violência.

Faz lembrar o “remédio” dos comunistas, que acreditam ser a intervenção do Estado a solução mágica para todos os problemas sociais e econômicos. E quando o Estado falha (como falhou em todos os casos no mundo onde essa tática foi aplicada), eles alegam que mais intervenção do Estado é a nova solução. Até que o problema acabe de vez com o povo… e o Estado juntos. Vide União Soviética, Cuba, Albânia, Venezuela, Coreia do Norte e qualquer outro lugar que abraçou essa demência.

Infelizmente caminhamos para o mesmo resultado negativo no quesito da palavra “cor”, esse vocábulo usado de forma odiosa, bastarda, que segrega sempre e nunca junta. Nos anos 80, esse “campo” foi retirado dos documentos oficiais, a pedido das minorias, porque dava espaço ao preconceito. Hoje, voltamos a ela para combater o mesmo preconceito alegado. Qual o nexo disso?

Intolerância racial é ruim sempre, de qualquer jeito. Inaceitável. Mas também não dá pra partir pra esse tudo ou nada de enxergar em qualquer ato uma ofensa racial. O ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, foi acusado de não ser negro “o suficiente”, pois agiria “como branco”. Poucas (talvez nenhuma) entidades de direitos humanos ou liberdades civis saíram em defesa dele. Mas se sublevam contra uma foto na qual interpretam intolerância? Toleram o explícito e malham o possivelmente inexistente? Qual a razão disso?

A ex-candidata à Presidência Marina Silva foi igualmente, humilhada, xingada e ridicularizada pelas tropas lulistas durante a campanha eleitoral. Não se ouviram vozes em sua defesa, nem de ONGs étnicas, mesmo sendo ela frágil, mulher, humilde e negra. Por quê? Será que há preconceito seletivo? Preconceito útil, que pode ser explorado politicamente, e por isso é perdoado de imediato? Mais um “mal necessário”, mais um fim que justifica os meios, como a morte de Celso Daniel e o Petrolão?

Também não se vê ninguém chamando de racista ou preconceituoso o ex-atual-co-presidente Lula, que acusa a elite branca (principalmente a paulista) de todas as maldades do planeta. Se tiver olhos azuis então, é caso de fuzilamento sumário. Isso é correto? Ou isso não é preconceito, não é apologia à luta racial? Bom, nenhuma novidade pra que passou a vida pregando a luta de classes e a ditadura do proletariado como epifânia mágica para a igualdade e a paz interplanetária.

Sim, black is beautiful, como se dizia nos anos 70. Mas nem por isso a brancura é necessariamente feia ou ruim. Na dúvida, melhor evitar a Câmara de Sertãozinho e tomar só uísque Black & White, enquanto não vislumbram alguma mensagem racista subliminar nele.

Consciencia... Branca imagem 1

Ver Todos os artigos de Fernando Lopes