Iscas Intelectuais
1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

661 – A teoria do valor subjetivo
661 – A teoria do valor subjetivo
O mercado é o resultado da interação entre milhões de ...

Ver mais

660 – Na esquina da sua casa
660 – Na esquina da sua casa
Não espere que o Estado se preocupe com o indivíduo. O ...

Ver mais

659 – Empreendedorismo no Palco
659 – Empreendedorismo no Palco
Muitos anos atrás, acho que uns 20, fui convidado para ...

Ver mais

658 – Chá com a gente
658 – Chá com a gente
Este programa reproduz a edição especial do Podcast Chá ...

Ver mais

LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
LíderCast 149 – Ronaldo Tenório
Empreendedor, que vem lá do nordeste para mudar a vida ...

Ver mais

LíderCast 148 – Bruno Busquet
LíderCast 148 – Bruno Busquet
CEO da Tupiniq,In Inside Out Agency e president do ...

Ver mais

LíderCast 147 – Sherlock Gomes
LíderCast 147 – Sherlock Gomes
Músico, um guitarrista e baixista excepcional cuja ...

Ver mais

LíderCast 146 – Cândido Pessoa
LíderCast 146 – Cândido Pessoa
Um intelectual, professor no Paradigma centro de ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Os polirretos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quando a esperteza é muita, come o dono, já dizia Tancredo Neves (1910-1985). Em tempos do politicamente correto, a onda mais ridícula desde a modinha do ioiô ou, quem sabe, fotografar comida,  é ...

Ver mais

Paciência, adjetivos e o amigo do amigo do papai….
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA: https://web.facebook.com/carlos.nepomuceno/videos/10157273773468631 LINKS DAS OUTRAS LIVES: ...

Ver mais

Criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Criatividade: indispensável, mas ainda desconhecida “Existe criatividade sem inovação, mas não existe inovação sem criatividade”. Bill Shephard Dois fatores levaram-me a escrever este breve ...

Ver mais

TRIVIUM: CAP.2 – AS DEZ CATEGORIAS DO SER (parte 6)
Alexandre Gomes
Eu tenho que ser sincero com você guria (ou velhinho…) esta parte do segundo capítulo será bem chata, pois iremos tratar de algo realmente formal e de certa forma, burocrático: as Dez ...

Ver mais

Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Cafezinho 170 – Os monstros da negatividade II
Os monstros da negatividade são incapazes de ver ...

Ver mais

Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Cafezinho 169 – O silêncio das pedras
Há silêncios e silêncios. Há o silêncio das pedras. Há ...

Ver mais

Cafezinho 168 – O que nos define
Cafezinho 168 – O que nos define
O que nos define são os adversários que vencemos.

Ver mais

Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
Cafezinho 167 – Monstros da negatividade
“O otimista é o pessimista bem informado”, lembra ...

Ver mais

Bolsonaro é o vagão: a locomotiva é o novo eleitor digital

Bolsonaro é o vagão: a locomotiva é o novo eleitor digital

Carlos Nepomuceno -

O Brasil vive duas revoluções em paralelo:

  • – a digital, que iniciou mudança de cada eleitor/consumidor de dentro para fora, através da possibilidade do acesso a mais informação, interação e mobilização distribuída;
  • – a republicana, que, a partir da digital, fez com que as pessoas passassem a querer muito mais do país do que antes.

O que estamos assistindo é a população, que já mudou por dentro, querendo que o país se adeque a este novo brasileiro.

Bolsonaro não é o agente da mudança, mas apenas o catalizador da mesma.

Vou dizer de outra forma: Bolsonaro é o para-raio, mas o raio é o eleitor querendo mudança.

As pessoas elegeram Sérgio Moro, como o Mito 1.0 e agora Bolsonaro como o 2.0.

As pessoas não estão votando em Bolsonaro pelas suas propostas, mas, principalmente pelos seus valores: família, pátria, honestidade, república, anti marxismo.

Tudo começa daí, o que vier a partir daí, é lucro!

O Brasileiro quer sair da monarquia secular brasileira do “todos são iguais perante as leis, menos o Lula, o Maluf e o Renan Calheiros” para “não temos bandidos de estimação”.

Quem acha que estamos criando o Bolsanarismo está enganado, estamos criando uma República com o primeiro presidente pós-monarquia fisiológica-marxista.

O pessoa diz por aí que o Brasil está mudando ou vai mudar, engano, o Brasil já mudou, pois cada eleitor empoderado de Whatsapp não é mais o mesmo.

As manifestações de 2013, 2015, as eleições de 2016, a mudança do Congresso e agora Bolsonaro são apenas o início do processo.

O início da jornada rumo a um novo país.

Quem quiser participar da política deste novo país precisa aprender a lidar com transparência, narrativa, coerência entre o que se diz e se faz.

A luz chegou e não tem como mais escurecer o ambiente.

O Brasil digital quer ser republicano, quer ser contemporâneo e isso começa, como em todas as revoluções de verdade, por valores estruturantes: não roubarás e não matarás o seu vizinho e o seu país.

O resto vem com o tempo.

Assim, as pessoas estão olhando para o lugar errado. Bolsonaro é o dedo, a população de verde e amarelo nas ruas cantando o hino, é a lua.

Faltam 3 dias para a queda da bastilha.

Falo mais sobre este tema na minha live de hoje:

Quem mudou no Brasil foi o eleitor. E tem um grande motivo: a internet!

Publicado por Carlos Nepomuceno em Quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Ver Todos os artigos de Carlos Nepomuceno