Iscas Intelectuais
Bandidos Na TV
Bandidos Na TV
Assisti Bandidos Na Tv, nova série na NetFlix, que ...

Ver mais

1964 – O Brasil entre armas e livros
1964 – O Brasil entre armas e livros
Um documentário para ser visto como outro ângulo pelo ...

Ver mais

Os Podcasts Café Brasil Musicais
Os Podcasts Café Brasil Musicais
Música é uma de nossas grandes paixões, por isso de ...

Ver mais

#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Café Brasil 671 – Antifrágil
Café Brasil 671 – Antifrágil
Um dos livros sumarizados no Café Brasil Premium foi o ...

Ver mais

670 – A nova Previdência
670 – A nova Previdência
No dia 12 de Junho fomos à Brasília e, no Ministério da ...

Ver mais

669 – Fora da Caixa 2
669 – Fora da Caixa 2
Você não precisa inventar a lâmpada para ser original. ...

Ver mais

668 – Fora da caixa
668 – Fora da caixa
Não é fácil hoje em dia ter uma ideia original, ...

Ver mais

LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
LíderCast 157 – Marcel Van Hattem
Marcel Van Hattem é um jovem Deputado Federal pelo ...

Ver mais

LíderCast 156 – Karina Oliani e Carlos Morey
LíderCast 156 – Karina Oliani e Carlos Morey
Aproveitando que o Everest está sendo discutido na ...

Ver mais

LíderCast Temporada 12
LíderCast Temporada 12
Vem aí a Temporada 12 do LíderCast, que será lançada na ...

Ver mais

LíderCast 155 – Emilio Dantas Costa
LíderCast 155 – Emilio Dantas Costa
Servidor público de carreira, que a partir das ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Por que você afirmar que é de direita ajuda a esquerda?
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA.

Ver mais

TRIVIUM: CAPITULO 2 – AMBIGUIDADE DA LINGUAGEM (parte 10)
Alexandre Gomes
Já que uma PALAVRA é um SÍMBOLO, um SIGNO ARBITRÁRIO ao qual é imposto um significado por convenção, é natural que esteja sujeita (a palavra) à AMBIGUIDADE. E isso pode surgir de alguns pontos: ...

Ver mais

O salário do professor brasileiro é um dos mais baixos do mundo
Gustavo Bertoche
É preciso lançar pontes.
Matéria de ontem no jornal O Globo nos lembra um fato que é amplamente reconhecido: os professores brasileiros estão entre os que recebem os menores salários no mundo inteiro. Em relação aos ...

Ver mais

As cigarras, as formigas e o tal do viés ideológico
Carlos Nepomuceno
RESUMO DA LIVE: LIVE COMPLETA.

Ver mais

Cafezinho 188 – O coeficiente de trouxidão
Cafezinho 188 – O coeficiente de trouxidão
É seu coeficiente de trouxidão, com a suspensão ...

Ver mais

Cafezinho 187 – Quem merece seu tempo de vida
Cafezinho 187 – Quem merece seu tempo de vida
Meu tempo de vida está sendo enriquecido ou só desperdiçado?

Ver mais

Cafezinho 186 – A disciplina intelectual
Cafezinho 186 – A disciplina intelectual
Na definição dos dicionários, disciplina é o conjunto ...

Ver mais

Cafezinho 185 – O princípio Eisenhower
Cafezinho 185 – O princípio Eisenhower
Dê uma olhada nas pautas em discussão nas mídias. Veja ...

Ver mais

Baterias Orgânicas

Baterias Orgânicas

alexsoletto - Iscas Científicas -

Que as fontes de energia renováveis como a eólica, a solar e a biomassa são inesgotáveis, parece ser o óbvio. Que contribuem para reduzir o aquecimento global, diminuem a poluição e aumentam as oportunidades de empregos, idem. Mas nem tudo são flores. Elas têm um alto custo no investimento primário e quando em funcionamento estão sujeitas as incertezas climáticas. Sem vento para a eólica e sem sol para a solar, por exemplo. Nestes casos, como armazenar e manter o fluxo de energia de modo constante mantendo o fornecimento de energia para a demanda? Uma saída são as chamadas baterias de fluxo líquido. Essas baterias, na sua maioria, funcionam com sais metálicos diluídos em um meio líquido formando um componente eletroativoos eletrólitos – que convertem energia química em eletricidade e são recarregáveis. Contudo as que usam sais metálicos, vanádio, bromo e enxofre têm desvantagens, digamos, significativas. Alto custo pelo kW/h entre U$700~U$800; não são auto-sustentáveis e nem são bem aceitas no meio ambiente de hoje. Foi pensando nestes problemas que uma equipe de cientistas liderada pelo físico Ph.D. Brian Huskinson, Havard School of Engineering and Applied Science, trabalhando em um modelo melhorado das baterias de fluxo de sais metálicos. A diferença fundamental está no tipo de composto usado nos eletrólitos. Não mais sais metálicos, mas moléculas orgânicas chamadas moléculas quinones. A quinone é um composto orgânico encontrado na natureza como pigmento em certas bactérias, plantas e alguns tipos de fungi. As principais vantagens mencionadas pelos pesquisadores são: escalabilidade (usa átomos abundantes na Terra); cinética (a rapidez com que os elétrons realizam as oxi-reduções para criar energia); estabilidade (relação entre seu grande tamanho e carga com o anion sulfanato em solução aquosa); solubilidade (alta solubilidade em meio aquoso) e uma pré-definição (o potencial de redução e solubilidade podem ser estimulados com outros grupos de moléculas quinones).

bateria organica 2

O esquema de uma bateria orgânica

Huskinson e a equipe de cientistas, ao que parece, deram um grande passo na direção de uma nova tecnologia de baterias orgânicas de fluxo a custos mais baixos e uma maior eficiência energética para estocar grandes quantidades de energia produzidas pelas fontes renováveis.

Letter publicada na revista Nature de janeiro de 2014 nas pags. De 195 a 198 sob o titulo “A Metal-Free Organic-Inorganic Aqueos Flow Baterry”.

Alex Soletto

Ver Todos os artigos de alexsoletto