Iscas Intelectuais
Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

É tudo soda
É tudo soda
Isca intelectual de Luciano Pires lembrando que ...

Ver mais

A selhófrica da pleita
A selhófrica da pleita
Isca intelectual de Luciano Pires tratando do nonsense ...

Ver mais

578 – O Círculo de ouro
578 – O Círculo de ouro
Você já parou para pensar que talvez ninguém faça ...

Ver mais

577 – Dois pra lá, dois pra cá
577 – Dois pra lá, dois pra cá
Existe uma divisão política, social e cultural no ...

Ver mais

576 – Gratitude
576 – Gratitude
Gratitude vem do inglês e francês e significa que ...

Ver mais

Café Brasil Curto 23 – Ideias românticas
Café Brasil Curto 23 – Ideias românticas
Quando a dureza dos números é insuficiente para dar um ...

Ver mais

LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 Lucia Helena Galvão Maya
LíderCast 081 – Lúcia Helena Galvão Maya é diretora da ...

Ver mais

LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 Tito Gusmão
LíderCast 080 – Tito Gusmão – Tito Gusmão é um jovem ...

Ver mais

LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 Marcio Appel
LíderCast 079 –Marcio Appel executivo à frente da ...

Ver mais

LíderCast 078 Leo Lopes
LíderCast 078 Leo Lopes
LíderCast 078 – Leo Lopes – Leo Lopes é uma referência ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A hora e a vez da criatividade
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A hora e a vez da criatividade  Por que não no Brasil? “Eu olho para as coisas como elas sempre foram e pergunto: Por quê? Eu olho para as coisas como elas poderão vir a ser e pergunto: Por que ...

Ver mais

Cala a boca, Magdo!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Quem não se lembra do “Cala a boca, Magda”, repetido por Caco Antibes no Sai de Baixo? Magda, sua esposa, era de uma estupidez oceânica, e o bordão era gritado a cada asneira dita pela bela ...

Ver mais

Síndrome de Deus
Tom Coelho
Sete Vidas
“Existe uma força vital curativa com a qual o médico tem de contar. Afinal, não é o médico quem cura doenças: ele deve ser o seu intérprete.” (Hipócrates)   Dediquei-me nas últimas semanas ...

Ver mais

Tá tudo invertido
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Tá tudo invertido Quem diria? “A nova ordem mundial não é explicada pelo declínio dos Estados Unidos da América, mas sim pela ascensão de todos os outros países”. Fareed Zakaria Desde 2009, ...

Ver mais

Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
Cafezinho 5 – Pimenta Azteca
O nome disso é livre mercado, goste você de Pimenta ...

Ver mais

Cafezinho 4 – A intolerância
Cafezinho 4 – A intolerância
Uma organização conhecida por investir em cultura ...

Ver mais

Cafezinho 3 – A inércia
Cafezinho 3 – A inércia
Issac Newton escreveu que “um objeto que está em ...

Ver mais

Cafezinho 2 – O bobageiro
Cafezinho 2 – O bobageiro
Quando se trata de falar bobagem, pesquisas já ...

Ver mais

As novidades

As novidades

Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas -

Tão numerosas quanto espantosas, são as novidades criadas no meio político para, de alguma forma, beneficiar o lulismo ou seus satélites. De uma criatividade doentia, criminosa.

Vamulá: Semiparlamentarismo. Alguns teleguiados lulistas apareceram com esse monstro, na esperança de afastar o impeachment que bate à porta; uma espécie de “fica-bom-pra-todo- mundo”. Não importa, pra essa gente, que o povo já tenha recusado o parlamentarismo por duas vezes, uma através de referendo em 1963 e a última em 1993, via plebiscito. Não contentes, agora tentam impingir um parlamentarismo mais ou menos, uma espécie de gato com penas e patas de elefante. E nem estamos na Tasmânia para abrigar um bicho tão estranho.

Como até essa gente de poucas luzes percebeu que a ideia era impraticável, voltaram à mesa de projetos e sacaram outra barbaridade: Eleições gerais antecipadas. Pouco importa a total impossibilidade legal disso; para remediar, acenam com uma profunda alteração constitucional que acolha essa imbecilidade, sem a menor chance de aprovação num Congresso rachado, desmoralizado, assediado com propinas e cargos. Um supermercado de deputistas e senateiros – com Dilma enchendo o carrinho de compras. Pior: Tudo absolutamente às claras, como se fosse a coisa mais normal do mundo.

Chamar a oposição de nazista e de fascista não é novo para lulistas, mas é impressionante eles aumentarem a demência comparando-se aos judeus, perseguidos e massacrados aos milhões nos anos 30/40 (conseguem desmoralizar até a Lei de Godwin: https://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_de_Godwin ). Sim; esse agora é o discurso de Dilma e Lula – justo este que, na famosa entrevista à Playboy em 1979, disse admirar Hitler por sua tenacidade (detalhes aqui: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/trinta-anos-de-lula-os-homens-admiraveis/ ). É de chorar. Enquanto apostam nessa vitimização enojante, nesse coitadismo típico, apóiam todas (todas, sem exceção) as ditaduras do mundo, incluídas as que continuam querendo exterminar os judeus, como o Irã, teocracia que apedreja mulheres, gays e qualquer outro que ouse pensar ou ser diferente.

Uma das “melhores” novidades: Impeachment do vice-presidente da República. Essa é fantástica. Não existe na lei do impeachment ( http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1950-1959/lei-1079-10-abril-1950-363423-norma-pl.html ), nem é prevista na constituição, e nem nenhum país do mundo. Mas eles são mestres em defender a quadratura do círculo. “Vice versa?”, como perguntaria Millôr… e Ô se versa. Versa e versa muito. Haja vista Sarney, Itamar. Daí o pânico dos lulistas… querem que o vice seja impichado sem assumir o cargo. Mais ou menos como expulsar do jogo o reserva que nem saiu do banco. E pior… sob a alegação de que Temer cometeu pedaladas fiscais – aquelas mesmas que eles afirmam nunca terem sido feitas no governo Dilma!

Coisa de hospício. E os loucos estão no comando.

Ver Todos os artigos de Fernando Lopes