Iscas Intelectuais
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

601 – Alfabetização para a Mídia II
601 – Alfabetização para a Mídia II
Publicamos um videocast sobre Alfabetização para a ...

Ver mais

600 – God Save The Queen
600 – God Save The Queen
Café Brasil 600... Chegou a hora de comemorar outra ...

Ver mais

599 – Gastando tempo
599 – Gastando tempo
Quem ouve o Café Brasil há algum tempo sabe da minha ...

Ver mais

598 – O bovárico
598 – O bovárico
Madame Bovary é um livro clássico que nos apresenta a ...

Ver mais

LíderCast 97 – Michael Oliveira
LíderCast 97 – Michael Oliveira
Michael Oliveira, que é criador e apresentador do ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Mostrem essa coragem toda!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Não há mais o que falar, esmiuçar ou palpitar sobre a intervenção federal na Segurança do Rio de Janeiro. Entre especialistas da área, especialistas do nada, gente se fingindo de especialista e ...

Ver mais

Como não combater a inflação
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Como não combater a inflação  O livro que, infelizmente, poucos leram “Os controles são profunda e intrinsecamente imorais. Substituindo o governo da lei e da cooperação voluntária no mercado ...

Ver mais

Como vencer um debate tendo razão
Bruno Garschagen
Ciência Política
O estrondoso sucesso do psicólogo canadense Jordan Peterson tem mostrado coisas extremamente interessantes sobre como parte da sociedade reage diante de alguém que sabe defender corajosamente as ...

Ver mais

O oitavo círculo
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Faz uns bons anos, no departamento de trânsito de uma pequena e pacata cidade do interior paulista. Um cliente sofreu alguns danos em seu carro, devido aos quebra-molas exagerados, muito acima ...

Ver mais

Cafezinho 48 – As reformas
Cafezinho 48 – As reformas
Reformas estruturais implicam em mudanças na forma como ...

Ver mais

Cafezinho 47 – Os poblema
Cafezinho 47 – Os poblema
Como as mídias sociais revelaram o tamanho do desastre ...

Ver mais

Cafezinho 46 – Experimente
Cafezinho 46 – Experimente
Experimente abrir uma empresa. Seja o dono.

Ver mais

Cafezinho 45 – O louco
Cafezinho 45 – O louco
Na semana passada, quase sete anos após a apresentação ...

Ver mais

Abaixo a polícia, viva o bandido!

Abaixo a polícia, viva o bandido!

Fernando Lopes - Iscas Politicrônicas -

Não, pára. Tudo bem que nós, viventes dessa nau dos insensatos chamada Brasil, estamos com o couro grosso de tanta asneira, e achávamos que discursos de Dilma seriam o ápice da fronteira entre a insanidade e a comédia do absurdo. Mas aqui, em se plantando, tudo dá – até maluquices tão oligofrênicas que fazem do (meio esquecido, mas ainda genial) Febeapá, de Stanislaw Ponte Preta uma mera tirinha da Turma da Mônica.

O público pagante pode ficar sossegado: Pra distribuição de dinheiro do BNDES aos amigos de Lula e fabricação de besteira, o País desconhece limites. Sem dó nem piedade.

Eis que, respeitável público, um deputado estadual de Goiás, major da polícia militar, teve a brilhante ideia de desarmar a própria PM por meio de projeto de lei na Assembleia Legislativa goiana – tão estúpido quanto inconstitucional.

Não, não precisa esfregar os olhos nem lançar mão de algum remédio tarja preta. É isso mesmo que você entendeu: O nobre deputado quer desarmar a PM. E os motivos são pra rir, chorar, babar, buscar o auxílio de Deus, porque não há outra saída pra sandices dessa magnitude. A brilhante ideia não é nova, mas o sujeito insiste nela como solução para a violência ou, ao menos, para impedir a morte de bandidos. Confira: https://www.youtube.com/watch?v=pN0EDqcN6w4

O pândego sujeito, que atende pelo nome político de Major Araújo, resolveu explicar a quadratura do círculo com o seguinte raciocínio: Já que bandidos e PM trocam tiros e não dá pra desarmar os bandidos, vamos desarmar os policiais, assim ninguém morre! Olha que simples, que ideia maravilhosa! Como ninguém pensou nisso antes!? Taspariu.

Olavo de Carvalho, com a sutileza de um dinossauro com dor de dente e ressaca, deu uma resposta bem direta ao nobre deputado e demais defensores da proposta demente, bem como outros tantos entusiastas de leis que permitam armas somente para bandidos: https://www.youtube.com/watch?v=ITauLojzEUs

É de assustar: Gente que se diz “intelectual” adora tratar de assuntos extremamente complexos com simplicidade acaciana – e a solução é sempre tão simples quanto errada. Vide o lulismo. Ou seja: Essa turma adora pregar o desarmamento, mas dos cidadãos honestos. Os bandidos permanecem armados porque, afinal, é difícil convencer essas pobres vítimas da sociedade a não roubar, não matar, não estuprar, não atirar na polícia, não é verdade? Na dificuldade, eles escolhem o caminho mais fácil. Não é genial?

A lei do desarmamento em vigor no Brasil, outra das imundícies criada por Lula e sua gangue em 2003, é uma tragédia, mas uns e outros, lulistas de maior ou menor vezo, tentam piorá-la ainda mais, exatamente como fazem com as drogas: Adoram rotular a luta contra o narcotráfico de “inútil”, pregando o “liberou geral” como panaceia. Ah, vão pro meio do inferno!

O mais engraçado é que todos os que defendem ardorosamente o desarmamento dos cidadãos de bem transitam a bordo de caríssimos carros blindados, rodeados de muitos seguranças armados até os dentes. Pode isso, Arnaldo?

Países sérios, como Inglaterra e Japão, só desarmaram a população DEPOIS de desarmar a bandidagem. O resto é conversa mole. Pense diferente: Vá vestir uma farda da PM e sair por aí desarmado, no meio dos bandidos, na boca de fumo mais perigosa da região; quero ver se esse sujeito ou outro do mesmo tipo mantém esse discursinho de esquerda de boteco. O papinho de amante da paz só com flores e boas intenções acaba em 20 segundos.

Ou mandem esse brilhante sujeito, cheio de ideias fantásticas, pacificar o lindo e sofrido Rio de Janeiro, de mãos limpas.

***

Lula (que se diz pobre) tem inexplicáveis 9 milhões de reais (nove milhões!!!) bloqueados pela Justiça; Morre Marco Aurélio top-top Garcia, aquele sujeito que tripudiou dos 199 mortos no acidente aéreo da TAM em 2007 na capital paulista, comemorando o fato com o top-top obsceno. A Justiça realmente está sendo feita. A dos homens e a de Deus.

Ver Todos os artigos de Fernando Lopes