Iscas Intelectuais
#DicaNetFlix Trotsky
#DicaNetFlix Trotsky
É uma série de terror. Tem assassinos em série, ...

Ver mais

Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Visualizando as estruturas do discurso do Portal Café Brasil
Se você se aproximar do Café Brasil, prepare-se para ...

Ver mais

Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Café Brasil Premium – Retrospectiva 2018
Ao longo de 2018 o Café Brasil Premium decolou e ...

Ver mais

#Retrospectiva PodSumários
#Retrospectiva PodSumários
Comece 2019 praticando o Fitness Intelectual. A barriga ...

Ver mais

648 – Ethos, Logos, Pathos e o Diálogo Aberto
648 – Ethos, Logos, Pathos e o Diálogo Aberto
Neste cenário onde até “bom dia” leva patada, o que é ...

Ver mais

647 – Father Hunger
647 – Father Hunger
Quanta gente perdida e desorientada, quanta carência, ...

Ver mais

646 – Harry Nilsson
646 – Harry Nilsson
Mais um daqueles especiais musicais que você gosta ...

Ver mais

645 – O Brasil e a demanda por dar certo
645 – O Brasil e a demanda por dar certo
Estamos em período de mudanças ou apenas nos preparando ...

Ver mais

LíderCast 139 – Nívio Delgado
LíderCast 139 – Nívio Delgado
De carinha do Xerox a Diretor Superintendente da maior ...

Ver mais

LíderCast 138 – Ricardo Abiz
LíderCast 138 – Ricardo Abiz
Empreendedor também, um pioneiro em diversas áreas de ...

Ver mais

LíderCast 137 – Pedro Pandolpho
LíderCast 137 – Pedro Pandolpho
Empreendedor, sócio da Pronto Light, outro típico ...

Ver mais

LíderCast 136 – Paulo Farnese
LíderCast 136 – Paulo Farnese
Empreendedor, fundador da agência EAí?, envolvido com ...

Ver mais

Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Cafezinho Live – Como será o Brasil com Bolsonaro
Um bate papo entre Adalberto Piotto, Carlos Nepomuceno ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Liberte-se de sua profissão
Mauro Segura
Transformação
A profissão é uma espécie de carimbo, que nos identifica como profissional e sela nosso reconhecimento. Por outro lado, o carimbo de uma profissão pode ser extremamente limitante, fechando portas ...

Ver mais

Da cor do Racismo Espanhol 2: a luta por justiça continua…
Jota Fagner
Origens do Brasil
E a minha amiga, a professora que foi discriminada na Espanha, continua seu relato. Por: Stella da Silva Lima   Uma professora espanhola viaja até o Brasil para visitar a irmã, também ...

Ver mais

O que move o ser humano é o desejo de não se mover um dia
Henrique Szklo
Tudo o que o homem criou e que deu certo desde o tempo em que vivíamos em cima das árvores, ou seja, desde os primórdios de nossa existência, está relacionado ao desejo de conquistar mais ...

Ver mais

Biografias para começar bem o ano
Mauro Segura
Transformação
Período de férias é sempre bom para ler livros. Aqui você encontra dezenas de recomendações de livros de biografias que foram referendados pelos usuários do LinkedIn.

Ver mais

Cafezinho 143 – 13 dias
Cafezinho 143 – 13 dias
É pra descer a lenha mesmo, cobrar o que está errado, ...

Ver mais

Cafezinho 142 – Renan Não
Cafezinho 142 – Renan Não
Eu não sei o que você está fazendo aí, cara, mas eu ...

Ver mais

Cafezinho 141 – Os cães de Pavlov
Cafezinho 141 – Os cães de Pavlov
Como cães de Pavlov, estamos condicionados a babar.

Ver mais

Cafezinho 140 – A Espiral do Silêncio
Cafezinho 140 – A Espiral do Silêncio
Não enxergar o que Temer fez de bom foi uma escolha à ...

Ver mais

A periferia não é de esquerda

A periferia não é de esquerda

Bruno Garschagen - Ciência Política -

“Como ousam pensar diferente de nós? Como ousam querer se virar por conta própria e não com a nossa ajuda?” – é a conclusão dos pesquisadores da Fundação Perseu Abramo

A pesquisa qualitativa divulgada recentemente pela Fundação Perseu Abramo, entidade do Partido dos Trabalhadores, constatou que as pessoas que moram nas periferias de São Paulo não pensam como a esquerda gostaria. Esse aspecto, que pode ser verificado nas comunidades de outras cidades brasileiras, parece ter irritado os autores do levantamento, cujas conclusões combinam ressentimento com reprovação. O tom geral da apresentação dos resultados é: “como ousam pensar diferente de nós? Como ousam querer se virar por conta própria e não com a nossa ajuda?”

São muitos os exemplos em que essa postura manifesta-se explicitamente na pesquisa. Reparem: “A cisão entre ‘classe trabalhadora’ e burguesia também não perpassa pelo imaginário dos entrevistados: Trabalhador e patrão são diferentes, mas não existe no discurso relação de exploração: um precisa do outro, estão no ‘mesmo barco’. Destaque para o singular, porque não há ideia de coletivo”. Os autores do estudo queriam porque queriam que as respostas fossem a de um militante petista, ou seja, que os entrevistados acreditassem na “cisão entre trabalhadores e burgueses”, na “relação de exploração” entre ambos e no coletivismo.

Gente que quer melhorar de vida por esforço próprio? Para a Fundação Perseu Abramo, isso é inaceitável

Num outro tópico, a pesquisa apresenta a opinião dos entrevistados com uma crítica ideológica ao afirmar que eles “querem ter sua singularidade e valores reconhecidos dentro da competitividade capitalista” e que, embora não neguem “a importância de políticas públicas e garantia de acesso a oportunidades, (…) rejeitam aquelas políticas que aparentam ‘duvidar’ das capacidades individuais, como as cotas”. Morador da periferia não querer cota? Para a Fundação Perseu Abramo, esse pessoal só pode estar de brincadeira.

A pesquisa também definiu como “supervalorização do mérito” a visão dos entrevistados de que “para ser alguém na vida são necessários trabalho e esforço” e de que “não existem barreiras intransponíveis”. Gente que quer melhorar de vida por esforço próprio? Para a Fundação Perseu Abramo, isso é inaceitável.

Outra pérola: diante da resposta dos entrevistados de que “a burocracia e os altos impostos” são “empecilhos para o empreendedorismo”, informação confirmada por dados empíricos, a pesquisa concluiu que isso não passa de um gesto de “solidariedade (para) com os empresários” porque “muitos assumem o discurso propagado pela elite e pelas classes médias”. Morador de periferia pensar por conta própria? Para a Fundação Perseu Abramo, nem morto.

E a família? Bem, se os entrevistados consideram que a instituição familiar “é o grande alicerce e solução para os problemas individuais e coletivos”, assim como “o antídoto para a crise moral da sociedade”, o que fazem os autores da pesquisa? Qualificam tal posição de forma equivocada como sendo uma “visão liberal” que supostamente confundiria “um problema estrutural” com um problema “de ordem individual que se resolverá pela educação no âmbito privado (familiar)”. Para a Fundação Perseu Abramo, a crise ética não deve ser enfrentada a partir do seio da família, uma bandeira conservadora, mas certamente por mais um governo petista.

Esses são alguns exemplos de uma pesquisa realizada por uma entidade que endossa uma ideologia e agenda política em vigor no Brasil destinadas a manter parcelas da população dependentes de grupos políticos, de governos, do Estado. Porque a pobreza, para esses grupos políticos, não é um problema a ser solucionado, mas um ativo a ser preservado para garantir a existência de partidos como o PT e institutos como a Fundação Perseu Abramo.

Ver Todos os artigos de Bruno Garschagen