Iscas Intelectuais
Terezinha de Santana
Terezinha de Santana
Isca Intelectual de Luciano Pires propondo uma reflexão ...

Ver mais

O pacto dos canalhas
O pacto dos canalhas
Isca Intelectual de Luciano Pires sobre o grande mal ...

Ver mais

A colheita
A colheita
isca intelectual de Luciano Pires, sobre um Brasil que ...

Ver mais

Pelo exemplo
Pelo exemplo
Isca intelectual de Luciano Pires sobre gestão. Todo ...

Ver mais

562 – Orgulho de ser corrupto
562 – Orgulho de ser corrupto
Podcast Café Brasil 562 - Orgulho de ser corrupto. ...

Ver mais

561 – Intueri
561 – Intueri
Podcast Café Brasil 561 - Intueri. Às vezes você tem a ...

Ver mais

560 – Welcome to the Hotel California
560 – Welcome to the Hotel California
Podcast Café Brasil 560 - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

559 – Vida de vampiro
559 – Vida de vampiro
Podcast Café brasil 559 - Vida de vampiro. Ainda na ...

Ver mais

LíderCast 070 – Alexandre Barroso
LíderCast 070 – Alexandre Barroso
Hoje conversamos com Alexandre Barroso, num programa ...

Ver mais

LíderCast 069 – Panela Produtora
LíderCast 069 – Panela Produtora
Hoje converso com Daniel, Filipe, Janjão e Rhaissa ...

Ver mais

LíderCast 068 – Gilmar Lopes
LíderCast 068 – Gilmar Lopes
Hoje converso com Gilmar Lopes, que de pedreiro se ...

Ver mais

LíderCast 067 – Roberto Caruso
LíderCast 067 – Roberto Caruso
Hoje conversamos com Roberto Caruso, um empreendedor ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Viajar perdeu a graça
Raiam Santos
O título chamou a atenção né? Pô, Raiam… viajar não era a melhor coisa do mundo? Depende! Meu trabalho aqui nesse site é desconstruir mitos. Já desconstruí a “empresa” do filho ...

Ver mais

O lado negro de fazer networking
Raiam Santos
Esses dias, eu tava assistindo uma entrevista entre o Brian Johnson do site Philosopher’s Notes e o Cal Newport. Cal Newport é um PhD pica das galáxias formado no MIT que hoje dá aula de ...

Ver mais

Assuma o Brasil de vez
Adalberto Piotto
Olhar Brasileiro
Isca intelectual de Adalberto Piotto, No Brasil, tem coisas que só acontecem no Brasil.

Ver mais

A mentalidade da caixa preta
Raiam Santos
Fiquei um tempinho distante do MundoRaiam porque estava em “Modo Buda” focado 100% na produção do meu quinto livro CLASSE ECONÔMICA: PAÍSES BALCÃS. Agora que o livro já tá na mão da ...

Ver mais

A Falta de Líderes Justos e Honestos Afeta as Pessoas

A Falta de Líderes Justos e Honestos Afeta as Pessoas

Waleska Farias - Iscas Liderança -

A Falta de Líderes Justos e Honestos Afeta as Pessoas.

Quando decidi investigar o perfil comportamental de alguns lideres bem sucedidos, a primeira evidência encontrou respaldo na natureza humana. Caráter, honestidade, valores que alicerçam a credibilidade da relação líder/colaborador e sustentam a realidade de que um líder empático às demandas sutis dos seus liderados é reconhecido como bem sucedido na sua missão de liderar pessoas.

Como contra fatos e dados não há argumentos, isso nos leva a crer que tratar bem as pessoas tornou-se um excelente negócio para aqueles que optam por alavancar a carreira liderando pessoas. E que fique claro: liderar pessoas, sim, é uma opção e sugere consequências.

Falando em “natureza humana”, o fato é que iniciamos a história no “ser”, depois enveredamos pelo “ter” e, frente às circunstâncias, estamos agora voltando, gradativamente, ao ser para resgatar alguns valores e princípios que por descuido (?) fugiu ao conceito de sucesso das relações profissionais. Mas, o que é essência, se faz por sê-lo crucial, por não poder inexistir e nessa condição precisa ser retomado.

Com base nos atendimentos de coaching, mentoring, resultado de testes e pesquisas dediquei-me a discorrer sobre a essencialidade da liderança humanizada no livro “O Líder Integral”* (FARIAS, Waleska. O Líder Integral: porque o bom ser humano precede o bom líder, São Paulo, Integrare Editora, 2014) como referencial de melhoria das relações de trabalho.

Em novembro de 2014 em parceria com a LeadPix Survey* decidimos realizar uma pesquisa que reafirmasse a vertente trabalhada no livro, ilustrando a necessidade dos líderes compreenderem as pessoas antes de dispor-se a liderá-las. Afinal, a liderança não pode ser tomada apenas como critério de ascensão na carreira e envolve responsabilidades as quais um gestor de pessoas não pode furtar-se de exercê-las.

A pesquisa considerou como base 3.154 entrevistas efetuadas no período de 03/11/2014 a 10/11/2014, onde aproximadamente 89% dos profissionais entrevistados tinham entre 25 e 59 anos, de classes e níveis hierárquicos diversos, distribuídos nas seguintes regiões e proporções: sudeste (52%), nordeste (19%), sul (14%) e 15% entre as regiões norte e centro oeste. 80,1% trabalhavam em empresas públicas e privadas e 14,7% eram autônomos.

 

 

Os profissionais foram questionados sobre quais aspectos consideravam como positivos e negativos no perfil de um líder:

 

1º. Honesto e Justo 54,10% Autoritário 22,58%
2º. Disponível para escutar 26,70% Tem descaso pela equipe 22,36%
3º. Flexível 24,60% Arrogante 21,74%
4º. Inspirador 23,10% Egoísta 21,22%
5º. Empático 23,10% Injusto 20,12%
6º. Acessível 21,80% Comunica-se inadequadamente 20,10%
7º. Envolvido com a equipe 20,70% Inflexível 19,10%
8º. Inovador 19,60% Inacessível 18,00%
9º. Motivador 16,00% Não busca inovar 16,34%

 

A pesquisa apontou “honesto e justo” em mais de 50% das citações como fator de maior relevância nas características positivas no perfil do líder. Autoritário e Arrogante representam 44% das respostas. O resultado, em linha com o fundamento da “Liderança Integral”, reafirma a importância da prática dos aspectos subjetivos da liderança no entendimento de que um bom líder, precisa, antes de tudo, ser um bom ser humano, como princípio de sustentabilidade das relações de trabalho.  Se o excesso de arrogância e autoritarismo somada à falta de honestidade afeta as pessoas, a pergunta que não pode ficar sem resposta é: Quanto vale um líder justo e honesto no mercado corporativo?

 

Waleska Farias
Coaching, Carreira & Imagem

 

*LeadPix, seu parceiro no resultado, Rio de Janeiro, Novembro 2014.

 

 

 

 

 

 

Ver Todos os artigos de Waleska Farias