Iscas Intelectuais
O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

618 – No Toca Fitas Do Meu Carro – Scary Pockets
618 – No Toca Fitas Do Meu Carro – Scary Pockets
Mais um programa musical. E daqueles, cara. Você sabe ...

Ver mais

617 – O Clube da Música Autoral
617 – O Clube da Música Autoral
Uma das coisas mais fascinantes de quem se dispõe, como ...

Ver mais

616 – Na média
616 – Na média
Num ambiente construído para que as pessoas fiquem “na ...

Ver mais

615 – Fake News? Procure o viés
615 – Fake News? Procure o viés
Nova Iorque, madrugada de março de 1964. No bairro do ...

Ver mais

LíderCast 112 – Paulo Rabello de Castro
LíderCast 112 – Paulo Rabello de Castro
Professor, consultor, com vasta experiência no setor ...

Ver mais

LíderCast 111 – Tiemi Yamashita
LíderCast 111 – Tiemi Yamashita
LíderCast 111 - Hoje conversamos com Tiemi Yamashita, ...

Ver mais

LíderCast 110 – Rafael Baltresca
LíderCast 110 – Rafael Baltresca
LíderCast 110 - Hoje conversamos com Rafael Baltresca, ...

Ver mais

LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 - Hoje conversamos com Romeo Busarello, É ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Lições de viagem 11 – Santa Catarina
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Lições de viagem 11 Santa Catarina e seus diferenciais  Percebi que me encontrava num estado diferenciado na primeira vez que estive em Santa Catarina, em 1980, quando fui ministrar aulas em dois ...

Ver mais

Solidão em rede: estamos cada vez mais solitários
Mauro Segura
Transformação
Vivemos a "cultura do estresse", de não perder tempo e usar cada minuto para sermos mais produtivos. Mas isso tem um preço.

Ver mais

1936, 1984, 1918
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A guerra civil espanhola (1936-1939) foi assustadora, cruel, mas teve seus lances tragicômicos. Um deles era a eterna bagunça entre as muitas facções que formavam as Forças Republicanas, ...

Ver mais

Região de conflito duplamente em foco
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Região de conflito duplamente em foco “Fronteiras? Nunca vi uma. Mas ouvi dizer que existem na mente de algumas pessoas.” Thor Heyerdahl Não é sempre que alguns dos focos mais controvertidos das ...

Ver mais

Cafezinho 82 – Paciência
Cafezinho 82 – Paciência
O que uma árvore frondosa precisa para se manter firme ...

Ver mais

Cafezinho 81 – A Confederação
Cafezinho 81 – A Confederação
A Confederação mais eficiente do Brasil é a dos bandidos.

Ver mais

Cafezinho 80 – A Copa que era nossa
Cafezinho 80 – A Copa que era nossa
Ao contrário do que acreditam coxinhas e petralhas, o ...

Ver mais

Cafezinho 79 – Desengajados Ativos
Cafezinho 79 – Desengajados Ativos
Engajamento vem do francês engager, que quer dizer “se ...

Ver mais

7 características dos jovens mais brilhantes que eu conheço

7 características dos jovens mais brilhantes que eu conheço

Raiam Santos -

No sábado depois do Natal, passei o dia na praia trocando idéia e falando sobre dinheiro com meu amigo Felipe Pestana.

Pestana tem 24 anos, é de origem pobre, cresceu em Duque de Caxias mas conseguiu mudar sua realidade com muito sangue e muito suor.

felipe pestana características dos jovens

Fez engenharia na UFRJ, fundou a Liga de Investimento da faculdade, passou um ano na Polytechnique de Grenoble e ganha dinheiro desde os 13 anos criando sites para empresas… mesmo sem programar uma linha de código.

Total hustler!

Depois da formatura, o Pestana ganhou uma bolsa para fazer um MBA lá dentro da própria UFRJ.

Só que ele notou duas coisas que mudaram o jogo:

1) O Rio de Janeiro é uma cidade meio decadente para quem tem sangue no olho

(já parou para pensar que, salvo raríssimas exceções no showbiz, quem é rico no Rio ou já era rico de família ou ficou rico através do funcionarismo público?)

2) Ele já não via retorno em estudar, estudar e estudar…

Resultado: largou o MBA, colocou uma mochila nas costas e foi tentar a vida em São Paulo.

Hoje em dia, além de ser Top-100 da Conferência ENE, ele toca uma empresa de tecnologia que fatura bem alto lá em São Paulo e está em um crescimento desenfreado.

Apesar de não ser sócio e ter chegado depois, ele já tem responsabilidade pra caramba lá dentro.

Não entendeu o que é um “top 100”? Leia o post Conferência ENE pt.2: Dois Minutos Para Convencer os Maiores Executivos do Brasil.

O principal tema da nossa conversa foi: preciso conviver com gente que é melhor que eu.

Há um tempo atrás, postei um artigo mega polêmico aqui que me fez até perder alguns “amigos”.

De acordo com os próprios leitores, a frase mais marcante do post As Ferraris e os Fiat Unos: Como Expulsei as “Pessoas Tóxicas” da minha vida e criei a Fraternidade Alpha foi a seguinte:

“Já dei duas voltas ao mundo mas nunca vi um Fiat Uno estacionado entre uma Ferrari e um Porsche.” 

Lembra que eu falei que você é a média das 5 pessoas com as quais você mais passa tempo?

Vou levar esse conceito mais além.

Pega essas cinco pessoas.

Agora pega o faturamento mensal de cada uma.

Agora tira uma média aritmética.

O dinheiro que você ganha está a 20% dessa média, para mais ou para menos.

Se as 5 pessoas mais próximas de você ganham uma média de 1.000 por mês, é muito provável que sua renda esteja entre R$800 e R$1200.

Tá na faculdade e teus 5 melhores amigos não estagiam e não trabalham? Vamos fazer umas contas:

(0 + 0 + 0 + 0 + 0)/5 = 0
0 x (100%+20%) = 0
0 x (100%-20%) = 0
[0,0]

Deixa eu adivinhar: tua receita é ZERO

É claro que mesada não conta, né?!

Quer ganhar 50 mil reais por mês? Ande com 5 caras que ganham perto de 50 mil reais por mês!

Mesmo sendo mais pobre que eles, você vai se sentir tão desconfortável que vai se auto-motivar para chegar ao nível dos caras.

Toda aquela discussão com o Pestana sobre mindset, carreiras, dinheiro e capital humano me fez pensar nas características em comum dos jovens mais brilhantes que conheço aqui pelo Brasil.

A gente colocou um hard-date: 1987, o ano que o Flamengo foi campeão brasileiro (chupa Sport).

Depois de escolher a data, eu e Pestana passamos umas duas horas comparando o que os sub-28 mais brilhantes que conhecíamos tinham em comum.

Separamos uns 10 caras no sample e o resultado está aqui:


AS 7 CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS BRASILEIROS MAIS BRILHANTES


1-SAÍRAM DE CASA ANTES DOS 21

características dos jovens

Acho que o principal denominador comum entre as pessoas de sucesso é a busca pela independência.

E isso se aplica para qualquer idade e nacionalidade.

Na minha visão, o primeiro passo para essa independência é cortar o cordão umbilical.

Você só vira adulto e amadurece quando tem que pagar aluguel, bancar as próprias contas e comprar a própria comida.

Não tem jeito.

Se eu estivesse buscando gente auto-motivada para trabalhar comigo, a primeira pergunta da entrevista seria a seguinte:

“Com quantos anos você saiu de casa?”

Se o cara tem 25 anos e me responder que mora com os pais há 25 anos, vou concluir que ele prioriza o conforto sobre a correria.

Aprendi ao longo dos anos que a pior coisa para um cara agressivo e auto-motivado como eu é trabalhar ao lado de gente que gosta de conforto.

Pega meu “sample” de pessoas brilhantes e você vai ver que todos eles “fugiram” de casa antes de completar 21 anos.

2-NÃO SÃO EMPREGÁVEIS

 

Pega um currículo de um cara desses, você fica de boca aberta.

Só que bota essa galera para fazer processo seletivo para empresa grande, te garanto que eles vão ter dificuldades e vão ouvir vários “nãos” ao longo do caminho.

Toda a galera do sample já ficou desempregada por um bom tempo.

Por quê?

Porque eles são tão determinados e agressivos que assustam.

Agora coloque-se nos sapatos de um gerente meia-bomba de 40 anos.

Como é que você vai controlar o outlier sabendo que ele é uma ameaça pra você, sabendo que ele é determinado o suficiente para fazer o teu trabalho em 20% do tempo e com 50% mais eficiência e profundidade?

Bota um cara desse dentro da sua empresa e o risco é muito alto: ou ele vai produzir resultado muito rápido ou ele vai virar uma bomba relógio lá dentro.

Não tem meio termo.

Escrevi um post inteiro sobre os benefícios de não ser uma pessoa empregável há uns meses atrás. Depois dá uma olhada no Conferência ENE pt. 4: Você é empregável?

3- GANHARAM MUITO DINHEIRO ANTES DOS 23

características dos jovens brilhantes nego do borel

Esse ítem tem muito a ver com o primeiro da lista.

O cara que sai de casa cedo aprende que dinheiro não cresce árvore e que o desenvolvimento pessoal é inimigo do conforto.

Já que eles “excluíram” a imagem dos pais tão cedo na vida, foram forçados pelas leis da natureza a entrar naquele mindset:

“Ou eu corro atrás do que é meu, ou eu morro de fome”

Foram lá e trabalharam pra caramba!

Todos os “jovens brilhantes” que eu conheço usaram a criatividade e a correria para gerar fluxo de caixa com o simples intuito de não depender de mesada de papai nem mamãe.

Todos eles encontraram uma maneira de ganhar no mínimo uns 8-10mil reais por mês antes dos 23 anos e fazer um mini pé-de meia.

4- FRACASSARAM CEDO


características dos jovens brilhantes

Do mesmo jeito que essas pessoas tiveram uma ascensão rápida financeira e profissionalmente, eles tiveram também uma queda rápida.

Sabe aquele pé de meia que eu falei no item 4?

Todos os caras do meu sample já zeraram (com uma exceção mega-outlier que você já deve ter até adivinhado quem é).

Primeiro porque foram mega risk-takers e fizeram o que ninguém da idade faz. A verdade é que todo mundo que gosta de arriscar tem que estar preparado para perder.

Segundo porque não estavam mentalmente preparados.

Faltou inteligência emocional!

Lembra do post Meu negócio é ganhar muito dinheiro! onde eu falei um pouco da minha queda de 1 milhão de reais para zero aos 24 anos?

Esses caras têm histórias parecidas.

Aí talvez entra a distância da família.

O cara não tem aquele núcleo forte porque se distanciou dele para viver a vida com mais independência.

Mas se você parar pra pensar, ninguém fica rico sozinho… e ninguém é feliz sozinho.

E mais: essa galera tem uma tendência a ser depressiva.

Depressiva pode ser uma palavra muito forte.

Diria que é uma tendência a ser dramático e se cobrar muito quando as coisas não vão bem.

Pô, para pra pensar, a expectativa é muito alta!

Mas a parte boa é que, de tão cascudos que eles são, eles conseguem superar aquele fracasso e voltar mais fortes ainda.

5- LIGARAM O FODA-SE PARA O MUNDO

valesca-beijinho-no-ombro-6

É impressionante como as pessoas mais brilhantes literalmente ligam o foda-se para a opinião alheia.

Eles sabem que a maioria da população é burra e acabam desenvolvendo uma habilidade sensacional de filtrar informação externa.

Beijinho no ombro.

Isso me lembrou daquela frase do post Preto Vítima? Eu Não! ?

“A lion does not concern himself with the opinion of a sheep”

Porque eles conseguiram se destacar com tão pouca idade, eles são alvo de muita crítica e, consequentemente, desenvolveram um portfolio grande de haters.

Só que essas pessoas reconheceram a importância dos haters e tocaram a vida pra frente.

E o melhor de tudo: aproveitaram a atenção dos haters e usaram aquilo como motivação para serem mais sinistros ainda!

6- DESENVOLVERAM UM VÍCIO

Various addictions laid out on poker table (numbers on tickets and UPC code have been altered or removed)

Nem tudo são flores.

Como dizia minha musa inspiradora na infância Sandy:

“Parece absurdo mas tente aceitar: os heróis também podem sangrar”

Ressaltei ali em cima a importância de se distanciar da família o mais cedo possível.

Mas essa distância da família não é necessariamente positiva para a cabeça do cara.

Com dinheiro no bolso então… fudeu!

Ele fica meio desviado e começa a cometer excessos.

É impressionante como todo outlier que eu conheço tem um vício muito forte: maconha, álcool, sexo, cigarro, charuto, poker, cassino, bolsa de valores e até punheta.

Ficaria curioso para ver um estudo acadêmico de algum psiquiatra PHD traçando paralelos entre o sucesso e os vícios.

7- ELES EXECUTAM

execute

Falei naquela palestra Pica Pau que a maioria de nós temos muitas idéias… mas só ficamos no campo das idéias.

Lembra que eu falei do currículo dos tais jovens brilhantes no item 2? Como é que esse pessoal consegue conquistar tanta coisa em tão pouco tempo de vida?

Esses jovens brilhantes simplesmente têm objetivos concretos.

E não sossegam até consegui-los.

E aí? Se enquadra nas 7 características? Vem trocar idéia comigo!

Se sentiu desconfortável porque não fez nenhum dos 7, vem trocar idéia comigo também. Não sei se você percebeu mas meu negócio aqui é te motivar pra ser MUITO PICA! Mas leia o Hackeando Tudo primeiro, já é?

~Raiam


Curtiu o post? Ficaria muito feliz se tu se inscrevesse lá na minha lista de emails. Tamo junto!

Ver Todos os artigos de Raiam Santos