Iscas Intelectuais
Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

O impacto das mídias sociais nas eleições
O impacto das mídias sociais nas eleições
Baixe a pesquisa da IdeiaBigdata que mostra o impacto ...

Ver mais

Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

Café Brasil 613 – Biologia política
Café Brasil 613 – Biologia política
E aí? Você é de direita ou de esquerda? Se incomoda com ...

Ver mais

612 – O Efeito Genovese
612 – O Efeito Genovese
Em 1964, Kitty Genovese foi assassinada em Nova York. ...

Ver mais

611 – Momentos felizes
611 – Momentos felizes
Felicidade não existe. O que existe na vida são ...

Ver mais

610 – Abre-te Sésamo
610 – Abre-te Sésamo
Abre-te Sésamo é a frase mágica do conto de Ali-Babá e ...

Ver mais

LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 – Romeo Busarello
LíderCast 109 - Hoje conversamos com Romeo Busarello, É ...

Ver mais

Lídercast 108 – Leandro Nunes
Lídercast 108 – Leandro Nunes
LíderCast 108 - Hoje conversamos com Leandro Nunes, um ...

Ver mais

Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Lídercast 107 – Lucia Bellocchio
Hoje conversamos com Lucia Bellocchio, uma jovem ...

Ver mais

LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 – Labi Mendonça
LíderCast 106 - 106 - Hoje conversamos com Labi ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Interpretações do Brasil X – As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Interpretações do Brasil X As escolhas públicas e as instituições como pano de fundo “Bons jogos dependem mais de boas regras do que de bons jogadores.” James Buchanan  Considerações iniciais A ...

Ver mais

O que aprender quando o futuro já era
Mauro Segura
Transformação
A minha experiência no ano passado mostrou que a história de viver cada dia como se fosse o último é uma baboseira. Aprendi que eu não preciso ter planos mirabolantes para ter uma vida digna, ...

Ver mais

MInha culpa é sua, camarada!
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A tragédia do edifício que pegou fogo e desabou no Largo do Paissandu, em São Paulo, desvendou mais um bem bolado golpe; e golpe, novamente, travestido de “movimento social”: A máfia das invasões ...

Ver mais

O domínio esquerdista na dramaturgia brasileira
Bruno Garschagen
Ciência Política
Hoje, não há qualquer ameaça ao domínio da esquerda nas novelas, filmes, séries, teatro, programas de TV, jornalismo. Por isso a reação agressiva quando alguma obra fura a ditadura cultural.

Ver mais

Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Cafezinho 73 – Estupidez Coletiva
Não interessa determinar o que é verdade e o que é ...

Ver mais

Cafezinho 72 – Fake News 1
Cafezinho 72 – Fake News 1
Quem julga o juiz?

Ver mais

Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Cafezinho 71 – Reenquadre o hater
Reenquadre o otário e ele vira ouro. Reenquadre a ...

Ver mais

Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
Cafezinho 70 – O Efeito Genovese
O comportamento de quem vê algo errado e nada faz a ...

Ver mais

50 tons de uma mulher

50 tons de uma mulher

Jorge De Lima - Iscas Olhos&Alma -

Existe hoje no Brasil a liberdade para as mulheres assumirem sua sexualidade? A mulher hoje está livre dos preconceitos, do machismo, pode assumir publicamente que quer gozar?

O erotismo no Brasil sempre foi uma característica de nossa cultura.”Não existe pecado do lado debaixo do equador” há anos foi cantada em tema de novela. Toda obra de Jorge Amado especialmente em “Dona Flor e seus dois maridos” deixou muita senhora púdica de cabelo em pé. E o que falar da poesia erótica de Carlos Drummond de Andrade  como Carmina burana; ou das taras da deliciosa ninfomaníaca baianinha com corpo feito para o pecado, personagem principal de a Casa dos Budas Ditosos de João Ubaldo ribeiro? Erotismo é nada de novo por estas bandas.

A revolução sexual ocorrida na década de 1950 e por aqui importada na década de 1960 todavia não foi integrada a nossa cultura. Entre o enunciado, o discurso e a prática de vida ao contrário. A repressão sexual, a culpa, o não se permitir é intenso na vida social e sexual de muitas mulheres. Vivemos uma cultura machista reforçada pelas próprias mulheres. Falamos de direitos iguais, mas quantas realmente lutam por respeito nos dias de hoje? E quantas não estão deliberadamente vendendo se sem a menor dignidade?

O arquetípico dilema entre Puta e Santa faz parte do universo psíquico feminino. O livro “A Prostituta Sagrada – A face eterna do Feminino”, de Nancy Qualls-Corbett (Editora Paulus 1990, fala deste drama. E pobre da mulher que não souber vivenciar os dois universos em seus referidos espaços.

Na década de 2010 continuamos vivendo um vitorianismo travestido de libertinagem. De um lado temos o excesso do discurso de ousadia, do outro o patrulhamento de um pseudo moralismo decretado por seitas religiosas mercantilistas. De um lado o machismo feminino que denunciamos neste artigo, do outro o excesso da vida instintiva. E qual é o meio termo?

Fui interpelado estes dias pela discussão social da obra pornô literária que agora virou filme, 50 tons de cinza. Uma leitura básica aos moldes de Crepúsculo com pequenas nuances eróticas, porém sem a graça da filosofia da Alcova de Marquês de Sade, e toda sua reconfiguração sócio política. É apenas um filme que atiça as fantasias eróticas de pacatas damas entediadas com a mesmice da vida, rotina criada pela própria apatia frente ao destino. Nada de novo, lamento.

No enredo a personagem principal, a jornalista Anastasia funde a pseudo inocência de Polyana com o estereótipo de uma Artemis mal resolvida. Na trama seu parceiro é Christian, sonho de consumo da ilusão feminina na atualidade, um rapaz rico, belíssimo, sedutor e safado.

Ver Todos os artigos de Jorge De Lima