Portal Café Brasil
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
Síntese de indicadores sociais 2016 do IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - ...

Ver mais

Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

610 – Abre-te Sésamo
610 – Abre-te Sésamo
Abre-te Sésamo é a frase mágica do conto de Ali-Babá e ...

Ver mais

609 – As leis
609 – As leis
No Fórum da Liberdade que aconteceu em abril de 2018 em ...

Ver mais

608 – As 12 Regras
608 – As 12 Regras
Jordan Peterson é psicólogo clínico, crítico cultural e ...

Ver mais

607 – Uma Guerreira
607 – Uma Guerreira
Este programa reproduz na íntegra o LíderCast 100, pois ...

Ver mais

LíderCast 105 – Jeison Arenhardt
LíderCast 105 – Jeison Arenhardt
LíderCast 105 - Hoje conversamos com Jeison Arenhardt, ...

Ver mais

LíderCast 104 – Odayr Baptista
LíderCast 104 – Odayr Baptista
LíderCast 104 - Hoje conversamos com Odayr Baptista, ...

Ver mais

LíderCast 103 – Ivan Witt
LíderCast 103 – Ivan Witt
Hoje conversamos com Ivan Witt, um executivo brasileiro ...

Ver mais

LíderCast 102 – Paulo Cruz
LíderCast 102 – Paulo Cruz
Com Paulo Cruz, professor, pensador, voz dissonante da ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Sensações estranhas no trabalho
Mauro Segura
Transformação
Ironicamente, quanto mais experiência profissional eu acumulo, mais incertezas aparecem. Está difícil em lidar com algumas coisas na minha cabeça.

Ver mais

O Ibope e a caricatura do conservadorismo
Bruno Garschagen
Ciência Política
Essa pesquisa que mede o grau de conservadorismo da sociedade brasileira é das coisas mais estúpidas que o Ibope já fez.

Ver mais

A nova onda
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A vitrine acima é um quadro de uma animação de Mauricio Ricardo em https://www.youtube.com/watch?v=j7GJT3jALx4 A moda agora é “ter lado” sobre o vídeo de Gleisi Hoffman – que só é senadora ...

Ver mais

A Copa do Mundo Socioeconômica
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
A Copa do Mundo Socioeconômica[1] Considerações preliminares No próximo dia 14 de junho terá início a 21ª edição da Copa do Mundo da FIFA (Fedération Internationale de Football Association), um ...

Ver mais

Cafezinho 65 – A burrice
Cafezinho 65 – A burrice
Qualquer semelhança com gente que você conhece é pura ...

Ver mais

Cafezinho 64 – Outra piada
Cafezinho 64 – Outra piada
O caso do triplex no Guarujá começou em setembro de ...

Ver mais

Cafezinho 63 – Sai fora
Cafezinho 63 – Sai fora
As pessoas com as quais você anda, as fontes das quais ...

Ver mais

Cafezinho 62 – Dona Terezinha
Cafezinho 62 – Dona Terezinha
Aos domingos à tarde, a companhia da dona Terezinha de ...

Ver mais

Cafezinho 43 – Os ranzinzas

Cafezinho 43 – Os ranzinzas

Luciano Pires -

Bom dia com o Cafezinho 43 – Os Ranzinzas.

Me perguntaram por que os mais velhos têm dificuldades no mundo profissional, especialmente dentro das grandes empresas. Para explicar preciso dividir em acomodados e inconformados.

Após os 45 anos de idade os acomodados começam a envelhecer no pior sentido. Calam-se e viram figuras quase decorativas, assistindo as besteiras sendo feitas pelos menos experientes e esperando sua hora chegar.

Já os profissionais inconformados, experimentam uma coisa louca: a bolsa escrotal perde a elasticidade. Ficam sem saco para ouvir absurdos, para aturar a repetição das besteiras, para lidar com idiotas, para dar murro em ponta de faca. Perdem a paciência para os joguinhos da política corporativa. Tornam-se contestadores, implicantes, chatos e pessimistas. E começam a incomodar o sistema. Deixam de ser convocados para as reuniões e eventos, são vagarosamente colocados para escanteio como se tivessem perdido seu prazo de validade. A maioria deles na plenitude da capacidade, mas cometendo o pecado mortal de não ter mais saco para a comédia corporativa.

Velhos ranzinzas.

Se no reino animal é a degeneração física que torna os mais velhos obsoletos, quando ficam fracos demais para se defender e se alimentar, no reino humano são os estereótipos:

“Os mais velhos são cheios de defeitos e manias; já não têm energia para o trabalho; é mais difícil comandar os mais velhos, pois têm opinião e contestam tudo. Além disso, têm família, dores e compromissos que os mais novos não têm. Os mais velhos são mais caros; estão por fora das novas tecnologias e ondas do mercado; em geral são mais feios, mais lerdos e… ranzinzas.”

No universo profissional dos medíocres, os jovens têm futuro enquanto os velhos só têm passado. É assim que o processo funciona.

Seria triste, se não fosse burro.
________________________________
Para assinar o Cafezinho:
No WhatsApp: bit.ly/querocafezinho
Feed do Cafezinho: http://feed.portalcafebrasil.com.br/tools/cafezinho.xml
Para iTunes: https://itunes.apple.com/br/podcast/cafezinho-caf%C3%A9-brasil/id1281343582?mt=2