Assine o Café Brasil
Portal Café Brasil
Culpa e vergonha
Culpa e vergonha
Culpa e vergonha. Um artigo de 2007 revela o tamanho da ...

Ver mais

Por que eu?
Por que eu?
Ela foi a primeira mulher a assumir publicamente que ...

Ver mais

Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro. Isca intelectual de Luciano Pires ...

Ver mais

O véinho
O véinho
Isca intelectual de Luciano Pires que pergunta: que ...

Ver mais

538 – Caçadores da verdade perdida
538 – Caçadores da verdade perdida
Podcast Café Brasil 538 - Caçadores da verdade perdida. ...

Ver mais

537 – VAMO, VAMO CHAPE
537 – VAMO, VAMO CHAPE
Podcast Café Brasil 537 - Vamo,vamo, Chape. Este é um ...

Ver mais

536 – A política da pós-verdade
536 – A política da pós-verdade
Podcast Café Brasil 536 - A política da pós-verdade. ...

Ver mais

535 – Hallelujah
535 – Hallelujah
Podcast Café Brasil 535 - Hallelujah. Poucos dias atrás ...

Ver mais

LíderCast 052 – Thiago Oliveira
LíderCast 052 – Thiago Oliveira
LiderCast 052 - Hoje vamos conversar com Thiago ...

Ver mais

LíderCast 050 – Bia Pacheco
LíderCast 050 – Bia Pacheco
LiderCast 050 - Hoje vamos conversar com Bia Pacheco, ...

Ver mais

LíderCast 051 – Edu Lyra
LíderCast 051 – Edu Lyra
LiderCast 051 - Hoje conversaremos com Edu Lyra, um ...

Ver mais

LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
Lídercast 049 - Neste programa Luciano Pires conversa ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

A carta que mudou a minha vida
Mauro Segura
Transformação
Mauro Segura conta em vídeo uma história pessoal, que teve origem numa carta recebida há 30 anos.

Ver mais

Tempo de escolher
Tom Coelho
Sete Vidas
“Um homem não é grande pelo que faz, mas pelo que renuncia.” (Albert Schweitzer)   Muitos amigos leitores têm solicitado minha opinião acerca de qual rumo dar às suas carreiras. Alguns ...

Ver mais

O caso é o caso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Sobre a morte do assassino nojento, tudo já já foi dito; Fidel Castro foi tarde e deve estar devidamente instalado no caldeirão-suíte número 13, com aquecedor forte, decoração vermelha e vista ...

Ver mais

SmartCamp: as startups transformam o mundo
Mauro Segura
Transformação
Vivemos o boom das startups no Brasil e no mundo. O que está por trás disso? Mauro Segura esteve no SmartCamp, que é uma competição global de startups, e fez um vídeo contando a sua experiência.

Ver mais

Trio Esperança

Trio Esperança

Luciano Pires -

Iniciou a carreira em 1961,apresentando-se em shows de calouros, como o de Hélio Ricardo. Nesse mesmo ano, gravou pela Odeon o primeiro disco, um 78 rpm com as músicas “Rock do espirro” (Fernando César e Alfredo Max) e “O menino do amendoim” (José Messias). O disco teve a vendagem de 150 cópias.

Em 1962, obteve o primeiro sucesso, com a gravação de “Filme triste”, uma versão de Romeu Nunes.

No ano seguinte, obteve novo sucesso com “O passo do elefantinho”, versão de Ruth Blanco para música de Henry Mancini, lançado no programa de TV “Noite de gala”. Também em 1962, lançou um compacto duplo, com destaque para a música “Dominique”.

Em 1963, gravou o LP “Nós somos o sucesso”.

No ano seguinte, lançou “A lagartixa” e “Contando estrelas” em compacto simples pela Odeon. Também em 1964, obteve sucesso com a gravação de “Meu bem lolipop”, lançado em compacto simples, e gravou o LP “Três vezes sucesso”.

Em 1965, lançou, em compacto simples, a música “A festa do Bolinha” (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), grande sucesso não apenas do trio como também do movimento Jovem Guarda.

No ano seguinte, gravou o LP “A festa do Bolinha”.

Lançou, em 1967, o LP “A festa do Trio Esperança”.

No ano seguinte, gravou o LP “O fabuloso Trio Esperança” e lançou em compacto simples “Você só pensa em você” e “Queria confessar”. Também em 1968, Evinha concorreu ao IV Festival Internacional da Canção (TV Globo), com “Cantiga por Luciana” (Edmundo Souto e Paulinho Tapajós), classificando a canção em primeiro lugar no evento, nas fases nacional e internacional, e recebendo o prêmio Galo de Ouro. Em seguida, a cantora desligou-se do trio e partiu para carreira solo, sendo substituída por sua irmã Mariza.

Na década de 1970, o trio lançou mais quatro LPs, todos intitulados “Trio Esperança”.

Mais tarde, Eva, Regina e Mariza mudaram-se para a França, onde voltaram a formar o trio, lançando, na década de 1990, os CDs “A capela do Brasil” (1992), “Segundo” (1995) e “Nosso mundo” (1999).

Em 2007, as três cantoras apresentaram-se ao lado dos irmãos Renato, Ronaldo e Roberto Corrêa, integrantes do grupo Golden Boys, e do irmão Mario, que integrou uma das formações do Trio Esperança, no Garden Hall (RJ). O espetáculo foi gravado para lançamento em DVD.


Trio Esperança ontem e hoje

[youtube]CDSVvemnykc[/youtube]
[youtube]dXm-zigYoZ0[/youtube]
[youtube]VMgCx3Vsp20[/youtube]
[youtube]qfPaW2sJPO8[/youtube]