Portal Café Brasil
Podpesquisa 2018
Podpesquisa 2018
Em sua quarta edição, a PodPesquisa 2018 recebeu mais ...

Ver mais

Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

635 – De onde surgiu Bolsonaro?
635 – De onde surgiu Bolsonaro?
O pau tá quebrando, a eleição ainda indefinida e nunca ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

LíderCast 128 – Leide Jacob
LíderCast 128 – Leide Jacob
Empreendedora cultural e agora cineasta, que ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Os 7 erros da Folha de São Paulo sobre o “escândalo do Fake News”.
Carlos Nepomuceno
Veja o vídeo aqui.

Ver mais

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente
Carlos Nepomuceno
O jornal Folha de São Paulo publica um artigo feita por uma petista confessa: Ver aqui: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/posts/10156853246303631 …sem nenhum fato, baseado em ...

Ver mais

Sempre, sempre Godwin
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O advogado Mike Godwin criou em 1990 a seguinte “lei” das analogias nazistas: “À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os ...

Ver mais

É mais fácil seguir o grupo
Jota Fagner
Origens do Brasil
Existe uma crença muito difundida de que a história humana avança em etapas gradativas e que culminará numa revolução transformadora. O tipo de revolução muda conforme o viés ideológico. A ...

Ver mais

Cafezinho 117 – Caem as máscaras
Cafezinho 117 – Caem as máscaras
Quando passar a alucinação coletiva saberemos com quem ...

Ver mais

Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
O que vem por aí? Uma mudança ou nova brochada?

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Torcuato Mariano

Torcuato Mariano

Luciano Pires -

Iniciou sua carreira profissional em 1981, atuando em shows ao lado de vários artistas, como Johnny Alf, Lobão, Cazuza, Ritchie e Marcos Sabino.

Em 1986, participou da gravação do CD “Virgem”, de Marina Lima. Nessa época, começou a compor, em parceria com Cláudio Rabello, para artistas como Rosana, Cheyanne, Yuri e Xuxa, entre outros. Autor de “Me chama que eu vou” (c/ Cláudio Rabello), tema de abertura da novela “Rainha da Sucata” (Rede Globo), recebeu o Prêmio Sharp, na categoria Melhor Compositor Pop do ano.

Em 1988, acompanhou Gal Costa em shows no Brasil e no Japão. Tocou no Free Jazz Festival (RJ) com o saxofonista Leo Gandelman, dividindo a noite com Chick Corea. Iniciou turnê européia acompanhando Ivan Lins, atuou em shows e gravações com Sergio Mendes, Ney Matogroso e Flávio Venturinni. Integrando a banda de Djavan, participou da turnê do CD “Oceano” e da gravação do CD “Coisas de acender”.

Paralelamente ao seu trabalho com Djavan, iniciou, em 1992, a gravação do CD “Estação Paraíso”, lançado simultaneamente no Brasil (Visom) e nos Estados Unidos (Windham Hill), no ano seguinte. No repertório do disco, suas composições “Um trem pra Uberaba”, “Só pra você”, “2350”, “O outro lado”, “Numa noite de verão”, “Xafoul”, “Mentiras sinceras”, “Ventos do Oriente”, “Mariana e Paula, boa noite” e a faixa-título, além de “Sobre o mar” (Flávio Venturini) e “I can’t help it” (Stevie Wonder e Susaye Greene). Ainda nesse ano, tocou com Leo Gandelman no Free Jazz Festival (SP), dividindo a noite com Yellow Jackets, e começou a produzir artistas de hip-hop, R&B e funk, através das gravadoras PolyGram, Sony e Som Livre.


Torcuato Mariano

[youtube]u9uKvhNMrIs[/youtube]
[youtube]0JgPWw7PUyY[/youtube]
[youtube]Mlmqe4oNf4s[/youtube]