Portal Café Brasil
Podpesquisa 2018
Podpesquisa 2018
Em sua quarta edição, a PodPesquisa 2018 recebeu mais ...

Ver mais

Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

635 – De onde surgiu Bolsonaro?
635 – De onde surgiu Bolsonaro?
O pau tá quebrando, a eleição ainda indefinida e nunca ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

LíderCast 128 – Leide Jacob
LíderCast 128 – Leide Jacob
Empreendedora cultural e agora cineasta, que ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Os 7 erros da Folha de São Paulo sobre o “escândalo do Fake News”.
Carlos Nepomuceno
Veja o vídeo aqui.

Ver mais

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente
Carlos Nepomuceno
O jornal Folha de São Paulo publica um artigo feita por uma petista confessa: Ver aqui: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/posts/10156853246303631 …sem nenhum fato, baseado em ...

Ver mais

Sempre, sempre Godwin
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O advogado Mike Godwin criou em 1990 a seguinte “lei” das analogias nazistas: “À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os ...

Ver mais

É mais fácil seguir o grupo
Jota Fagner
Origens do Brasil
Existe uma crença muito difundida de que a história humana avança em etapas gradativas e que culminará numa revolução transformadora. O tipo de revolução muda conforme o viés ideológico. A ...

Ver mais

Cafezinho 117 – Caem as máscaras
Cafezinho 117 – Caem as máscaras
Quando passar a alucinação coletiva saberemos com quem ...

Ver mais

Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
O que vem por aí? Uma mudança ou nova brochada?

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Tonico e Tinoco

Tonico e Tinoco

Luciano Pires -

Em 60 anos de carreira, Tonico e Tinoco realizaram quase 1000 gravações, divididas em 83 discos. As gravadoras a que eles pertenceram já lançaram no mercado um total de 60 discos. Tonico e Tinoco venderam mais de 150 milhões de cópias, realizando cerca de 40.000 apresentações em toda a carreira.

Formada por dois irmãos originários da região de Botucatu (SP) que trabalhavam no campo e foram inicialmente influenciados por discos da série caipira de Cornélio Pires.

Quando os irmãos estavam na adolescência (a diferença de idade era de apenas um ano), compraram uma viola e passaram a cantar em dupla em serenatas, festas e bailes da região. Em 1938 o administrador da propriedade onde então trabalhavam os incentivou a ir ao rádio. A experiência foi bem-sucedida e a dupla passou a se apresentar aos domingos na Rádio Clube de São Manuel.

Foram para São Paulo em 1943, onde participaram de programas radiofônicos de calouros, sem sucesso. Só mais tarde, por meio de um concurso promovido por Capitão Furtado na Rádio Difusora, ganharam o primeiro lugar, com a música “Adeus, Campina da Serra” (R. Torres/ C. Pires), e adotaram, por sugestão de Furtado, o nome artístico Tonico e Tinoco.

O primeiro disco veio em 1944, com o cateretê “Em Vez de Agradecer” (Furtado/ J. Martins/ Aimoré). Os primeiros sucessos vieram pouco depois, com “Percorrendo o Meu Brasil” (com João Merlini), “Cana Verde” e “Canoeiro” (Zé Carreiro).

Tonico e Tinoco tornaram-se uma das duplas sertanejas mais populares e tradicionais do Brasil, participando de seis filmes e fazendo shows no interior e em capitais com sucesso.

Algumas de suas músicas mais populares são “Chico Mineiro” (com Francisco Ribeiro), “Moreninha Linda”, “Chalana” (Mario Zan/ Arlindo Pinto), “Mourão da Porteira” (Raul Torres/ João Pacífico), “Tristeza do Jeca” (Angelino de Oliveira), “Boiada Cuiabana” (Raul Torres), “Canta Moçada” (Tonico/ Nhô Fio) e “Moreninha Linda” (Tonico/ Priminho/ Maninho).

A carreira da dupla se encerrou em 1994, com a morte de Tonico (João Salvador Pérez). Tinoco (José Pérez) faleceu em São Paulo em 4 de maio de 2012

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tonico_&_Tinoco

http://www.dicionariompb.com.br/tonico-e-tinoco

http://va.mu/CiQ – site em homenagem a Tonico e Tinoco

http://va.mu/CiR – Tonico e Tinoco no site Viola caipira.


Tonico e Tinoco