Portal Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

596 – A complicada arte de ver – revisitado
596 – A complicada arte de ver – revisitado
“A árvore que o sábio vê não é a mesma árvore que o ...

Ver mais

595 – A empatia positiva
595 – A empatia positiva
Se você construir uma linha emocional imaginária, numa ...

Ver mais

594 – Sultans of Swing
594 – Sultans of Swing
Láááááá em 1977 uma obscura banda inglesa começou a ...

Ver mais

593 – Chororô
593 – Chororô
Uma das reações mais lindas do ser humano tem sido ...

Ver mais

LíderCast 96 – Ricardo Geromel
LíderCast 96 – Ricardo Geromel
Ricardo Geromel, que sai do Brasil para jogar futebol, ...

Ver mais

LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
LíderCast 95 – Pascoal da Conceição
Pascoal da Conceição, que fala sobre a vida de ator no ...

Ver mais

LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
LíderCast 94 – Marcelo e Evelyn Barbisan
Marcelo e Evelyn Barbisan. O Marcelo é médico, a Evelyn ...

Ver mais

LíderCast 93 – Max Oliveira
LíderCast 93 – Max Oliveira
Max Oliveira, empreendedor que fundou a Max Milhas, uma ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

País de Santos
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Há dias um assunto artificialmente inflado ocupa sites e jornais: A posse interrompida da ex-quase-futura ministra do Trabalho, deputada federal Cristiane Brasil (PTB/RJ), filha do conhecido ...

Ver mais

Jonatan, o Tolo
Bruno Garschagen
Ciência Política
Jonatan é o tolo cuja credulidade fantasiosa corrompeu qualquer traço de inocência

Ver mais

Projeções econômicas do Brasil para 2018
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Projeções econômicas do Brasil para 2018[1] Com uma sólida formação humanista, um economista pode afirmar que quanto menor a intervenção do Estado na economia de mercado, mais rico será este país ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Cafezinho 38 – A agarra
Cafezinho 38 – A agarra
Basta implantar uma dúvida, uma agarra... e pronto! A ...

Ver mais

Cafezinho 37 – Sobre críticas
Cafezinho 37 – Sobre críticas
Saber avaliar as críticas é fundamental, mas saber ...

Ver mais

Cafezinho 36 – Velhos problemas
Cafezinho 36 – Velhos problemas
O Brasil não tem problemas novos.

Ver mais

Cafezinho 35 – Pocahontas
Cafezinho 35 – Pocahontas
Geração não é horóscopo. É contexto.

Ver mais

Theo Werneck

Theo Werneck

Luciano Pires -

Theo Werneck foi responsável, nos anos 90, pela trilha sonora de programas de televisão como os dos apresentadores Luciano Huck e Adriane Galisteu. Também realizou pesquisa musical para o filme Carandiru (2003), de Hector Babenco. Seu repertório recebe bastante ênfase e influência da música negra brasileira e internacional.

Theo também atua nas artes cênicas, tendo sido diretor musical de peças teatrais e ator. Em 1999, ele recebeu, inclusive, o prêmio de melhor ator no festival de gramado por sua atuação no curta E no meio passa um trem…, de Fernando Meirelles. Ele também trabalha nos longas O Casamento de Romeu e Julieta (2005), Durval Discos (2002) e Domésticas, o Filme (2001).

Theo Werneck atua também nos seguintes projetos:

Theo Werneck Blues Band
Desde 2001, o trio B.G. da Gaita, Paulo Tonella e Theo Werneck formam o Theo Werneck Blues Band. Defendendo as raízes do blues, a banda lançou, em 2007, um CD acústico chamado Diddley Bo, o qual, segundo Theo, em entrevista para o site do CCSP, disse que a grande dificuldade esteve em “encontrar alguém que patrocinasse o álbum porque, como as faixas são clássicos do Blues, a autorização é muito cara”.

Oke Aro!
Oke Aro! é um projeto de música afro-brasileira nascido de uma aliança entre Werneck e Paula Pretta, em 2007. O grupo traz como inspiração o afrobeat, a métrica do hip hop e a poesia dos mestres do Jongo. Além de Paula Pretta (vocais principais, composição de letras e músicas) e Theo Werneck (vocais, samplers, percussão, composição musical e produção), a banda conta com Giuliano Scandiuzzi (VJ, backing vocals e percussão), Gilberto Martins (vocais, cavaquinho, percussão, composições de letras e músicas), Alexandre Alves (percussão e backing vocals), Antonio Marcos (baixo e guitarra) e André Abujamra (arquitetura sonora, bateria e composições de letra e música).

Z’africa Brasil
Z’africa Brasil é uma banda de rap em que Theo atua como guitarrista. Criada em 1995 por Gaspar e Fernandinho Beatbox, o grupo só completou sua formação em 1997, com o ingresso de Pitchô e Funk Buia. No final de 1999, Z’Africa gravou seu primeiro álbum brasileiro, o Antigamente Quilombos, Hoje Periferia, pela RSF Records. Em 2008, eles lançaram o Tem Cor Age.

Aliança com Andreas Kisser
Em 2003, Theo participou do projeto Brasil Rock Stars, criado pelo guitarrista da banda Sepultura, Andréas Kisser, que reuniu também Paulo Zinner (bateria), Vasco Faé (vocais e gaita), Robson Rocco (vocais), Silvio Alemão (baixo), Daniel La Torre (teclados) para seguir um roteiro que englobou autoridades do rock internacional, como Black Sabbath, Deep Purple, Led Zeppelin e Jimi Hendrix. Brasil Rock Stars também contou com a participação de uma variedade de artistas brasileiros, tais quais Caetano Veloso, Samuel Rosa (Skank), Tony Bellotto, Igor Cavalera, Clemente (Inocentes) e Paralamas do Sucesso. O grupo costumava se apresentar em várias casas de show da capital e do interior paulista.Deste mesmo projeto, nasceu Andréas Kisser Embromation Society. Werneck continuou trabalhando com o guitarrista, mas agora acompanhado da dupla Vasco Faé e Fábio Azeitona (percussão). O repertório se manteve o mesmo regido pelo Brasil, com a adição de músicas sugeridas por Vasco e Azeitona, as quais provinham de uma linha mais influenciada pelo blues.

http://www.myspace.com/theowerneckmusic


Theo Werneck

[youtube]4krZ41S-CcY[/youtube]
[youtube]x4iEMd06iwo[/youtube]
[youtube]RcJnu-K2fVU[/youtube]
[youtuge]TT8JI6HL1c0[/youtube]