Portal Café Brasil
O pacto dos canalhas
O pacto dos canalhas
Isca Intelectual de Luciano Pires sobre o grande mal ...

Ver mais

A colheita
A colheita
isca intelectual de Luciano Pires, sobre um Brasil que ...

Ver mais

Pelo exemplo
Pelo exemplo
Isca intelectual de Luciano Pires sobre gestão. Todo ...

Ver mais

Quem faz nossa cabeça
Quem faz nossa cabeça
Isca intelectual de Luciano Pires. Imagino uma criança ...

Ver mais

561 – Intueri
561 – Intueri
Podcast Café Brasil 561 - Intueri. Às vezes você tem a ...

Ver mais

560 – Welcome to the Hotel California
560 – Welcome to the Hotel California
Podcast Café Brasil 560 - Hotel Califórnia. O programa ...

Ver mais

559 – Vida de vampiro
559 – Vida de vampiro
Podcast Café brasil 559 - Vida de vampiro. Ainda na ...

Ver mais

558 – O Café Brasil Premium
558 – O Café Brasil Premium
Podcast Café Brasil 558 - O Café Brasil Premium. No ...

Ver mais

LíderCast 069 – Panela Produtora
LíderCast 069 – Panela Produtora
Hoje converso com Daniel, Filipe, Janjão e Rhaissa ...

Ver mais

LíderCast 068 – Gilmar Lopes
LíderCast 068 – Gilmar Lopes
Hoje converso com Gilmar Lopes, que de pedreiro se ...

Ver mais

LíderCast 067 – Roberto Caruso
LíderCast 067 – Roberto Caruso
Hoje conversamos com Roberto Caruso, um empreendedor ...

Ver mais

LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
LíderCast 066 – Alex Bezerra de Menezes
Hoje converso com Alex Bezerra de Menezes, que é Clark ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

A mentalidade da caixa preta
Raiam Santos
Fiquei um tempinho distante do MundoRaiam porque estava em “Modo Buda” focado 100% na produção do meu quinto livro CLASSE ECONÔMICA: PAÍSES BALCÃS. Agora que o livro já tá na mão da ...

Ver mais

O coração da empresa
Tom Coelho
Sete Vidas
“Se fôssemos bons em tudo não necessitaríamos trabalhar em equipe.” (Gisela Kassoy)   É comum qualificarmos as empresas como “organismos vivos”. E, sob esta ótica, comparar seu funcionamento ...

Ver mais

Manual de disrupção do marketing
Mauro Segura
Transformação
17 fenômenos acontecendo no marketing que nem todo mundo está enxergando

Ver mais

Todos iguais. SQN
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
A atual crise, com a delação dos famigerados irmãos Joesley e Wesley Batista, tem causado reações estranhas da nobre plateia; há mais fervura nas torcidas contra (e a favor do quanto-pior-melhor ...

Ver mais

Susan B. Anthony

Susan B. Anthony

Luciano Pires -

Susan Brownell Anthony (5 de fevereiro de 1820 – 13 de março de 1906) foi uma feminista que  lutou pelo Direitos das Mulheres.

Professora feminista, sufragista e reformista estadunidense nascida em South Adams, Massachusetts, que junto com Elizabeth Cady Stanton (1815-1902) ficou conhecida por sua luta pela igualdade da mulher no direito à educação, ao trabalho e ao voto.

Filha de Daniel Anthony, industrial do algodão e um liberal Quaker, foi educada pelas irmãs e com professores particulares.

Após completar sua educação na Friends’ Boarding-School, em Philadelphia, ela ensinou em New York (1835-1850). depois seguiu a família quando o pai mudou-se para Washington County, New York (1826) e finalmente instalou-se em Rochester (1846).

Fez seu primeiro discurso em público (1847) e começou suas atividades pela emancipação feminina e participou da convenção de Albany (1851). No ano seguinte a Woman’s New York State Temperance Society foi organizada.

Pouco anos depois (1857) tornou-se uma ativa defensora da abolição da escravatura. Numa convenção de professores em Troy (1858), posicionou-se em favor da educação em igualdade de condições para ambos os sexos. Ativa politicamente em New York, iniciou a luta pelo voto feminino.

Foi ao Kansas (1867) com Elizabeth Cady Stanton e Lucy Stone, e obtiveram 9000 votos em favor do sufrágio feminino.

No ano seguinte (1868), em cooperação com Mrs. Stanton e Parker Pillsbury, e com assistência de George F. Train, iniciaram a publicação do semanário feminista The Revolutionist, em New York City. Participou (1872) da eleição congressional do estado de Rochester, mas a votação feminina foi considerada ilegal. Nos anos seguintes continuou sua luta e a atuando como professora em New Rochelle e Canajoharie, NY.

Publicou com Elizabeth Cady Stanton e Matilda Joslyn Gage, The History of Woman Suffrage (1881) em dois volumes.

Quando morreu (1906), vítima de pneumonia e um conseqüente ataque cardíaco, apenas quatro estados, Wyoming, Colorado, Idaho e Utah, tinham adotado o sufrágio feminino. Em todo o país só a partir da emenda 19 (1920). Foi enterrada no Mount Hope Cemetery, Rochester, Monroe County, New York, USA.

http://www.infopedia.pt/$susan-b.-anthony

Algumas frases

Não confio em gente que sabe exatamente o que Deus quer que elas façam. Sempre coincide com aquilo que elas próprias desejam.

Eu nasci uma herege. Desconfio de gente que sabe tanto sobre o que Deus quer que elas façam aos outros.

A mulher não deve depender da proteção do homem, mas deve ser ensinada a se proteger.


Susan B. Anthony