Assine o Café Brasil
Portal Café Brasil
Por que eu?
Por que eu?
Ela foi a primeira mulher a assumir publicamente que ...

Ver mais

Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro
Cobertor de solteiro. Isca intelectual de Luciano Pires ...

Ver mais

O véinho
O véinho
Isca intelectual de Luciano Pires que pergunta: que ...

Ver mais

Pluralidade narrativa 2
Pluralidade narrativa 2
Revendo uma Isca Intelectual de Luciano Pires que tenta ...

Ver mais

538 – Caçadores da verdade perdida
538 – Caçadores da verdade perdida
Podcast Café Brasil 538 - Caçadores da verdade perdida. ...

Ver mais

537 – VAMO, VAMO CHAPE
537 – VAMO, VAMO CHAPE
Podcast Café Brasil 537 - Vamo,vamo, Chape. Este é um ...

Ver mais

536 – A política da pós-verdade
536 – A política da pós-verdade
Podcast Café Brasil 536 - A política da pós-verdade. ...

Ver mais

535 – Hallelujah
535 – Hallelujah
Podcast Café Brasil 535 - Hallelujah. Poucos dias atrás ...

Ver mais

LíderCast 050 – Bia Pacheco
LíderCast 050 – Bia Pacheco
LiderCast 050 - Hoje vamos conversar com Bia Pacheco, ...

Ver mais

LíderCast 051 – Edu Lyra
LíderCast 051 – Edu Lyra
LiderCast 051 - Hoje conversaremos com Edu Lyra, um ...

Ver mais

LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
LíderCast 049 – Luciano Dias Pires
Lídercast 049 - Neste programa Luciano Pires conversa ...

Ver mais

LíderCast 048 – Jonas e Alexandre
LíderCast 048 – Jonas e Alexandre
LiderCast 048 - Hoje recebemos o Jonas e o Alexandre, ...

Ver mais

045 – Recuperando do trauma
045 – Recuperando do trauma
Quando terminar o trauma, quando o Brasil sair deste ...

Ver mais

Vem Pra Rua!
Vem Pra Rua!
Um recado para os reacionários que NÃO vão às ruas dia ...

Ver mais

44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
44 – Tudo bem se me convém – Palestra no Epicentro
Apresentação de Luciano Pires no Epicentro em Campos de ...

Ver mais

43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
43 – Gloria Alvarez – Sobre República e Populismo
Gloria Alvarez, do Movimento Cívico Nacional da ...

Ver mais

A carta que mudou a minha vida
Mauro Segura
Transformação
Mauro Segura conta em vídeo uma história pessoal, que teve origem numa carta recebida há 30 anos.

Ver mais

Tempo de escolher
Tom Coelho
Sete Vidas
“Um homem não é grande pelo que faz, mas pelo que renuncia.” (Albert Schweitzer)   Muitos amigos leitores têm solicitado minha opinião acerca de qual rumo dar às suas carreiras. Alguns ...

Ver mais

O caso é o caso
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Sobre a morte do assassino nojento, tudo já já foi dito; Fidel Castro foi tarde e deve estar devidamente instalado no caldeirão-suíte número 13, com aquecedor forte, decoração vermelha e vista ...

Ver mais

SmartCamp: as startups transformam o mundo
Mauro Segura
Transformação
Vivemos o boom das startups no Brasil e no mundo. O que está por trás disso? Mauro Segura esteve no SmartCamp, que é uma competição global de startups, e fez um vídeo contando a sua experiência.

Ver mais

Solomon Linda

Solomon Linda

Luciano Pires -

alt
Solomon Linda

Solomon Popoli Linda (1909 – 1962) foi um cantor e compositor sulafricano de etnia zulu e que escreveu a canção “Mbube”, que depois se transformou em sucesso popular mundial como “The Lion Sleeps Tonight”.

“Primeiro o homem Zulu fez magia. Então o homem branco fez dinheiro. Essa é a história secreta de uma melodia impressionante”. Assim começa o artigo de Rian Malan da Rolling Stone “In The Jungle “(2000).  A melodia: “Mbube”, do músico sul-africano Solomon Linda.

A história de “Mbube” é obscurecida pela exploração cultural. A história começa no estúdio de Eric Gallo em Joanesburgo, onde o migrante músico Zulu, Linda e seu grupo, The Evening Birds, receberam dez shillings por sua canção original. Com seu êxtase, um vocal a cappella e melodia hauting, “Mbube” foi um sucesso instantâneo, vendendo 10 mil cópias nos anos quarenta. Uma década depois de seu lançamento, a gravação encontrou o seu caminho para o músico folk americano Pete Seeger, que se encantou com seu refrão Zulu, que ele entendeu mal e virou o hit pop “Wirmoweh”. Em 1961, George David Weiss, Hugo Peretti, Luigi e Creatore adicionaram arranjos suaves e letras exóticas, que se tornou “The Lion Sleeps Tonight”.

Apesar de ser “endeusado” na África do Sul, onde é considerado como o fundador da música coral Zulu, Linda morreu pobre em 1962, tendo recebido quase nenhum dos royalties gerados pela música (incluindo uma estimativa de 15 milhões de dólares só da sua utilização no filme da Disney “O Rei Leão “).

Foi somente em 2006, sob a ameaça de ação legal, que os editores Alibene Music concordaram com um acordo financeiro com os herdeiros de Linda.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Solomon_Linda

http://va.mu/WEDu – A história completa de Solomon Linda

[youtube]cd6lVIJJeE4[/youtube]