Portal Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 28 – No grito
Cafezinho 28 – No grito
Não dá pra construir um país no grito.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Rogéria Holtz

Rogéria Holtz

Luciano Pires -

alt
Rogeria Holtz

Rogéria Holtz por ela mesma:

Meu pai queria que eu fosse Dentista ou Analista de Sistemas.

Acabei o contrariando e terminei com o diploma de Designer. Ao longo do curso cheguei a trabalhar como desenhista e me lembro perfeitamente de uma entrevista amistosa no meu segundo emprego quando me perguntaram o que eu fazia: “bom, eu preferia Arquitetura, prestei vestibular pra Odonto, entrei em Matemática, cursei Análise de Sistemas, faço Desenho Industrial mas o que quero é Música”.

Eu tinha certeza que o único atrapalhado era o meu pai! Afinal foi ele mesmo quem me presenteou com meu primeiro Di Giorgio aos 10. Ele me via empenhada no violão da minha irmã todas as tardes desde os 7 anos. Até hoje me lembro da minha surpresa ao ver o meu instrumento e da cara de orgulho dele toda vez que tocávamos e cantávamos pra família e amigos.

Sou do interior de São Paulo, Itararé, cidade linda rodeada por rios, pedras e pessoas com conhecimento e bom gosto musical que, graças a Deus, tornaram-se meus amigos. Aos 16 fui parar em Curitiba para estudar, mas de cara conheci um compositor que me colocou no palco do TUC, Teatro Universitário de Curitiba, e diante de músicos maravilhosos. Foi no cursinho também que achei uma parceira de voz e violão, Danni Calixto, e juntas nos batizamos nos bares da vida.

Às vezes tentava fugir dos palcos: faculdade, rádio, televisão (sou locutora e já fui apresentadora de televisão), filhos, mas de alguma maneira a vida insistia em dizer: “sem música não rola!!!!”.

Conheci um mestre do canto vocal, Marcos Leite, no Conservatório de MPB de Curitiba e depois disso foi só alegria. Enquanto era contralto do Vocal Brasileirão fiz meu primeiro show solo no Paiol, gravei meu primeiro cd e me senti pela primeira vez uma cantora profissional.

Ganhei prêmios e troféus, levei meu show pra São Paulo, Santos, Palmas, Paraty , participei do Circuito Cultural do Banco do Brasil, do Rumos do Itaú Cultural e em agosto de 2005 tive a grande oportunidade de viajar pro Nordeste no Projeto Pixinguinha.

Agora tenho a honra de interpretar a obra da minha amiga e grande poeta Alice Ruiz num CD repleto de emoções e poesia, do jeitinho que a vida me leva.

Eu não tenho mais meu pai, mas ainda tenho o velho Di Giorgio que ele me deu e que foi decisivo nos atrapalhos da minha vida.

http://www.myspace.com/rogeriaholtz

http://www.vagalume.com.br/rogeria-holtz/

[youtube]_Pv093geFCA[/youtube]
[youtube]Chbsd4whKfM[/youtube]
[youtube]WoVjRkRMbi4[/youtube]
[youtube]8vhbJq49DEY[/youtube]