Portal Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Cafezinho 24 – Não brinco mais
Cafezinho 24 – Não brinco mais
Pensei em não assistir mais, até perceber que só quem ...

Ver mais

Rita Ribeiro

Rita Ribeiro

Luciano Pires -

alt
Rita Ribeiro

Rita Ribeiro (São Benedito do Rio Preto, 13 de junho de 1966) é uma cantora e compositora brasileira.

Rita Benneditto nasceu no Maranhão e, depois de morar em São Luis, onde iniciou sua carreira de cantora, começou a despontar como grande revelação da música brasileira em 1996.

Aos 15 anos começou a cantar em corais e seguiu participando de festivais, grupos vocais, cantando na noite em São Luis. Durante o ano que morou no Chile (1986) cantou no Coro Sinfônico da Universidade do Chile, em Santiago, onde estudava canto erudito com a professora e cantora lírica Viviana Herrera. Na volta ao Brasil, depois de ganhar o prêmio de melhor intérprete e o segundo lugar no FUMP (Festival Universitário de Musica Popular, 1987), apresentou em 1989 seu primeiro show solo, Cunhã, com direção musical de Zeca Baleiro no Teatro Municipal Arthur de Azevedo com cobertura da mídia local. No ano seguinte se mudou para São Paulo onde se apresentou em bares, casas de shows e participou de projetos da prefeitura e do Estado.

Em 1999, a cantora lançou seu 2º CD, “Pérolas aos Povos”, pela MZA, mantendo a mistura de elementos de música tradicional e influências mais modernas que caracterizava o seu primeiro trabalho. O disco foi lançado também nos Estados Unidos (acompanhado de uma turnê), pelo selo nova-iorquino Putumayo. No mesmo ano a cantora se apresentou no Festival de Montreux, na Suíça.

Em 2002 lança seu 3º CD, Comigo, pela MZA Music com produção de Marco Mazzola, co-produção de Rita Ribeiro e Pedro Mangabeira, mostrando uma cara mais pop mesmo quando interpreta temas regionais.

Em 2006 lança seu quarto trabalho, o CD Tecnomacumba lançado pela Manaxica Produções com distribuição da Biscoito Fino.

Depois de editar em DVD e CD a versão ao vivo de seu projeto Tecnomacumba em 2009, Rita Ribeiro colhe repertório para um novo trabalho.

A partir de 2012 passou a adotar o nome artístico Rita Benneditto e anunciou a gravação de seu novo trabalho. Há algum tempo descobriu a existência de nomes artísticos coincidentes com o seu, inclusive em Portugal e, recentemente, teve ciência do registro do nome artístico que utilizava. Assim, em lugar de entrar com um longo e, possivelmente, desgastante processo na justiça a artista, que sempre foi ligada ao sagrado – vide o sucesso do show Tecnomacumba– resolveu então atender aos sinais e mudar seu nome artístico. Escolheu um sobrenome que é, ao mesmo tempo, uma homenagem ao seu pai, que se chamava Fausto Benedito Ribeiro; à sua terra natal, São Benedito do Rio Preto, cidade do Interior do Maranhão; e também por ser um nome abençoado. Benedito tem origem no latim, Benedictus, que significa abençoado, louvado, consagrado.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rita_Ribeiro

http://www2.uol.com.br/ritaribeiro/

http://www.myspace.com/ritaribeiro

http://www.youtube.com/user/ritaribeirotv – Canal Rita Ribeiro no youtube

[youtube]NKhbxpV5lIs[/youtube]
[youtube]KJyvhFa_U20[/youtube]
[youtube]1U1khMB4BhQ[/youtube]
[youtube]w_stljZHqps[/youtube]