Portal Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 28 – No grito
Cafezinho 28 – No grito
Não dá pra construir um país no grito.

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Rildo Hora

Rildo Hora

Luciano Pires -

Natural de Caruaru, Pernambuco, teve como primeira mestra sua mãe, Dona Cenira que lhe ensinou as primeiras notas e noções de piano. Aos seis anos de idade se interessou pelo realejo. É assim que os nordestinos chamam a gaita de boca. Autodidata, desenvolveu sua técnica tocando chorinhos, frevos e musicas ligeiras que ouvia no rádio. Aos 15 anos já se apresentava como solista nos programas radiofônicos que os fabricantes de seu instrumento patrocinavam em diversas emissoras cariocas. Na Rádio Nacional do Rio de Janeiro conheceu o maestro Guerra Peixe e com ele estudou Harmonia, Contraponto, Composição e Orquestração. Rildo Hora tem viajado muito tocando o seu realejo. Portugal, França, URSS, Romênia, Bulgária, Argentina, Angola e Moçambique .

Em 1992, nos Estados Unidos, seu CD “Espraiado” ( Milestone ), foi considerado pela crítica como um dos dez melhores no setor Latin Jazz, por causa do jeito brasileiro que imprime às suas interpretações no realejo. É compositor, arranjador e produtor de discos com diversas premiações. Recentemente (2000/2001/2002) recebeu o Grammy Latino pelo seu trabalho de produtor e arranjador do disco de Zeca Pagodinho, com quem trabalha desde 1996.

É considerado o principal produtor-arranjador de samba e responsável pelos grandes sucessos de Martinho da Vila, ZecaPagodinho, Grupo Fundo de Quintal, Beth Carvalho, Dudu Nobre, Dona Ivone Lara e muitos outros grandes artistas como, João Bosco, Luiz Gonzaga, Fagner e o Projeto Casa de Samba.

O concerto para Harmônica e Orquestra de Villa-Lobos já foi apresentado por ele no Rio de Janeiro, Vitória e Brasília tendo como regentes David Machado, Ernani Aguiar e Leonardo Bruno . Com a redução para piano e harmônica, feita por Villa-Lobos, ao lado de Laís Figueiró Rildo se apresentou em diversas salas de concerto tocando esta obra do grande mestre brasileiro.

Guerra Peixe compôs para ele em 1987 “ Quatro Coisas ” para harmônica e piano que foi apresentada no Panorama de Música Contemporânea, mais tarde em 1989 a peça foi orquestrada para cordas e gaita pelo mestre e foi executada por Rildo Hora em diversos recitais tendo como regente Ernani Aguiar.

O compositor e solista tem dois novos projetos importantes – “ Realejo e Quarteto de Cordas” e “Concerto para Harmônica e Piano”.

Rildo já tocou em duos ,trios, etc com um grande número de renomados músicos – Luiz Eça, Mauro Senise, Sebastião Tapajós, Marco Pereira, Manoel da Conceição, Altamiro Carrilho, Marco Pereira, Misael da Hora, Leandro Braga, Henrique Cazes, João Lyra, os maestros Cristóvão Bastos e Gilson Peranzetta, Ruth Serrão, Maria Teresa Madeira, com quem gravou o CD “ Realejo e Piano ” são alguns dos nomes com os quais Rildo teve o prazer de dividir o palco em memoráveis recitais de música instrumental brasileira.

http://www.rildohora.com/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Rildo_Hora

http://www.dicionariompb.com.br/rildo-hora

alt
Rildo Hora

[youtube]_OfuWRqPbF4[/youtube]
[youtube]5u5WE4bYgNQ[/youtube]
[youtube]3_4wT_hd75Q[/youtube]
[youtube]0uA0VTqW-9s[/youtube]