Portal Café Brasil
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Silvio Santos, Zé Celso e o Oficina
Uma reunião para ser objeto de estudo em qualquer aula ...

Ver mais

#TransgressaoEhIsso
#TransgressaoEhIsso
Transgredir é muito mais que pintar o rosto, urinar na ...

Ver mais

Vem aí o Cafezinho
Vem aí o Cafezinho
Nasce nesta segunda, 4/9 o CAFEZINHO, podcast ...

Ver mais

Educação adulta
Educação adulta
Preocupados demais com a educação de nossos filhos, ...

Ver mais

591 – Alfabetização para a mídia
591 – Alfabetização para a mídia
Hoje em dia as informações chegam até você ...

Ver mais

590 – O que aprendi com o câncer
590 – O que aprendi com o câncer
O programa de hoje é uma homenagem a uns amigos ...

Ver mais

589 – A cultura da reclamação
589 – A cultura da reclamação
Crianças mimadas, multiculturalismo, politicamente ...

Ver mais

588 – Escola Sem Partido
588 – Escola Sem Partido
Poucos temas têm despertado tantas paixões como a ...

Ver mais

LíderCast 91 – Saulo Arruda
LíderCast 91 – Saulo Arruda
Saulo Arruda, que teve uma longa carreira como ...

Ver mais

LíderCast 90 – Marcelo Ortega
LíderCast 90 – Marcelo Ortega
Marcelo Ortega, palestrante na área de vendas, outro ...

Ver mais

LíderCast 89 – Bruno Teles
LíderCast 89 – Bruno Teles
Bruno Teles, um educador que sai de Sergipe para se ...

Ver mais

LíderCast 88 – Alfredo Rocha
LíderCast 88 – Alfredo Rocha
Alfredo Rocha, um dos pioneiros no segmento de ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata T02 08
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 08 Já falei ...

Ver mais

Vale fazer um curso universitário se as profissões vão desaparecer?
Mauro Segura
Transformação
Numa perspectiva de que tudo muda o tempo todo, será que vale a pena sentar num banco de universidade para se formar numa profissão que vai desaparecer ou se transformar nos próximos anos?

Ver mais

Tolerância? Jura?
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
Engraçada essa tal “tolerância” que pregam por aí, por dois simples motivos: 1) é de mão única e 2) pretende tolher até o pensamento do indivíduo. Exagero? Não mesmo. Antes que algum ...

Ver mais

Ensaio sobre a amizade
Tom Coelho
Sete Vidas
“A gente só conhece bem as coisas que cativou. Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm ...

Ver mais

Um reino que sente orgulho de seus líderes
Luiz Alberto Machado
Iscas Econômicas
Um reino que sente orgulho de seus líderes  Victoria e Abdul   Uma vez mais, num curto espaço de tempo, o cinema nos brinda com um filme baseado na história de uma destacada liderança britânica. ...

Ver mais

Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Cafezinho 27 – Planos ou esperanças
Tem gente que, em vez de planos, só tem esperança.

Ver mais

Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Cafezinho 26 – Brasil Futebol Clube
Não dá para ganhar um jogo sem acreditar no time.

Ver mais

Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
Cafezinho 25 – Podres de mimados 2
O culto do sentimento destrói a capacidade de pensar e ...

Ver mais

Cafezinho 24 – Não brinco mais
Cafezinho 24 – Não brinco mais
Pensei em não assistir mais, até perceber que só quem ...

Ver mais

Monarco

Monarco

Luciano Pires -

alt

Hildemar Diniz, o Monarco, (Rio de Janeiro, 17 de Agosto de 1933), é um cantor e compositor brasileiro.

Nasceu no bairro de Cavalcante, mas ainda criança foi morar em Nova Iguaçu. Aos 10 anos de idade mudou-se para Oswaldo Cruz, subúrbio do Rio e bairro de origem da Portela. Àquela época teve de perto contato com os sambistas da escola, integrando blocos e compondo sambas ainda pequeno.

Também foi nessa época que surgiu o apelido, Monarco, como o próprio relata: “quando cheguei em Nova Iguaçu, pequeno ainda comecei a me enturmar, fugir um pouquinho de casa e conhecer os amiguinhos. Foi quando um camarada tava lendo uma revistinha pequena… Gibi, era um gibi, Super-Homem, que tinha uns negócios… não sei o quê não sei o quê o monarco não sei o quê…”, aí eu comecei a rir. Achei gozado! Garoto bobo, eu tinha 5 ou 6 anos. Aí ele: “Tá rindo por quê, seu monarco?” Aquilo bateu, ficou como um visgo ali agarrado. Todo mundo vinha, os garotos: “Monarco!”, nas minhas costas me batendo, aí pegou…”

Em 1950 foi convidado a integrar a ala de compositores da Portela, sua grande paixão, onde mais tarde viria a torna-se líder da velha guarda mais popular do Brasil. Também tornou-se diretor de harmonia da escola. Nunca conseguiu ganhar uma disputa de samba enredo, mas sempre implacou sambas de terreiro ou sambas de quadra, como são conhecidos. O mais famoso dele é “Passado de Glória”, que já foi esquenta da agremiação em diversos anos e regravado por muitos intérpretes. Sua última disputa de samba enredo foi em 2007, com seu filho de Mauro Diniz e o presidente da Ala de Compositores da Portela, Júnior Scafura.

Seu primeiro disco solo – que o revelou também como intérprete – foi lançado em 1976, com sucessos como “O Quitandeiro” (com Paulo da Portela), “Lenço” (com Francisco Santana) entre outros clássicos que foram regravados por grandes nomes da MPB. Outro disco de sucesso, “Terreiro”, foi lançado em 1980. Em 1995, Monarco ganha reconhecimento internacional com o CD “A Voz do Samba”, lançado no Japão. Lançado pelo selo Kuarup, o disco lhe rendeu um prêmio Sharp de melhor cantor do gênero.

De linhagem nobre no samba, onde foi discípulo de Paulo da Portela, e música com melodias apuradas, de letras de qualidade louvável, Monarco figura entre os maiores sambistas da história.

Entre seus grandes sucessos estão “Vida de Rainha”, “Passado de Glória” e “Coração em Desalinho”, parceria com Ratinho de Pilares, gravada por Zeca Pagodinho e que atingiu imenso apelo popular. Em 1999 a cantora Marisa Monte convidou Monarco e a Velha Guarda da Portela para o CD “Tudo Azul”, de sua produção, que contou com participação de Paulinho da Viola e Zeca Pagodinho.

Foi um grande divisor de águas, pois tornaram-se reconhecidas ainda mais as músicas do babas e da Ala mais tradicional da Azul e Branca de Oswaldo Cruz.

Em 2005, após um atraso devido ao Abre-Alas da Portela, onde funcionários da escola não conseguiram encaixar as asas da Águia a tempo do desfile, o último setor e carro da agremiação foram impedidos de desfilar, com medo do estouro do tempo regulamentar. Naquele setor era onde estavam exatamente os integrantes da Velha Guarda da Portela, entre eles Monarco, Tia Surica, Casquinha e tantos nobres do samba.

Em 2010, Monarco gravou seu primeiro DVD – “Monarco: A Memória do Samba” – no dia 28 de setembro, no Teatro Oi Casa Grande, Rio de Janeiro. O projeto vem com a promessa de se tornar um registro do mundo do samba que vai ficar na história. Desse DVD participam Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Paulinho da Viola, Velha Guarda da Portela e Família Diniz. Tudo sob a direção artística de seu filho, Mauro Diniz. Beth Carvalho também participa do DVD. Apesar de não poder comparecer ao show por conta da recuperação de um cirurgia na coluna, Monarco e sua banda foram à sua casa para gravar, juntamente com a madrinha do samba, a música “Lenço”. A gravação foi exibida durante o show e está presente no DVD.

O DVD faz parte de um projeto da ONG Oficina do Parque de preservar a obra do bamba portelense, que ainda traz um CD ao vivo do mesmo show, e a edição de um almanaque intitulado “Memórias de um Bamba”, com partituras e assuntos diversos sobre a vida, a música, as curiosidades e os casos vividos por Monarco, contribuindo na preservação de sua obra.

Em maio de 2011, seu DVD é lançado em um belíssimo show para convidados no Teatro Rival Petrobrás, no centro do Rio de Janeiro. Lá, a ONG realizadora do projeto informou que, a princípio, o material (almanaque, cd e dvd) não estaria à venda, mas seria distribuído às bibliotecas públicas.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Monarco

http://www.dicionariompb.com.br/monarco

http://www.samba-choro.com.br/artistas/monarco

http://cliquemusic.uol.com.br/artistas/ver/monarco

[youtube]GtHcycaqP64[/youtube]
[youtube]C4svUXKl_uE[/youtube]
[youtube]oZWwCSyTRJo[/youtube]
[youtube]8Wa_2wM0VLk[/youtube]