Portal Café Brasil
Como decidi em quem votarei para Presidente
Como decidi em quem votarei para Presidente
Não sei se estou certo, não fui pela emoção, não estou ...

Ver mais

Democracia, Tolerância e Censura
Democracia, Tolerância e Censura
O que distingue uma democracia de uma ditadura é a ...

Ver mais

O dia seguinte
O dia seguinte
Com o aumento considerável do mercado de palestrantes ...

Ver mais

Fact Check? Procure o viés.
Fact Check? Procure o viés.
Investigar o que é verdade e o que é mentira - com base ...

Ver mais

635 – De onde surgiu Bolsonaro?
635 – De onde surgiu Bolsonaro?
O pau tá quebrando, a eleição ainda indefinida e nunca ...

Ver mais

634 – Me chama de corrupto, porra!
634 – Me chama de corrupto, porra!
Cara, que doideira é essa onda Bolsonaro que, se você ...

Ver mais

633 – Ballascast
633 – Ballascast
O Marcio Ballas, que é palhaço profissional, me ...

Ver mais

632 – A era da inveja
632 – A era da inveja
Uma pesquisa de 2016 sobre comportamento humano mostrou ...

Ver mais

LíderCast 128 – Leide Jacob
LíderCast 128 – Leide Jacob
Empreendedora cultural e agora cineasta, que ...

Ver mais

LíderCast 127 – Lito Rodriguez
LíderCast 127 – Lito Rodriguez
Empreendedor, criador da DryWash, outro daqueles ...

Ver mais

LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
LíderCast 126 – Alexis Fonteyne
Empresário criativo e agora candidato a Deputado ...

Ver mais

LíderCast 125 – João Amoêdo
LíderCast 125 – João Amoêdo
Decidimos antecipar o LíderCast com o João Amoêdo ...

Ver mais

046 – Para quem vai anular o voto
046 – Para quem vai anular o voto
Fiz um vídeo desenhando claramente o que acontece com ...

Ver mais

Confraria Café Brasil
Confraria Café Brasil
A Confraria Café Brasil nasceu para conectar pessoas ...

Ver mais

Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata T02 10
Videocast Nakata Temporada 02 Episódio 10 - Hábitos ...

Ver mais

Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata – T02 09
Videocast Nakata - Temporada 02 Episódio 09 Quando ...

Ver mais

Marxistas brasileiros vivem espécie de alucinação coletiva recorrente
Carlos Nepomuceno
O jornal Folha de São Paulo publica um artigo feita por uma petista confessa: Ver aqui: https://www.facebook.com/carlos.nepomuceno/posts/10156853246303631 …sem nenhum fato, baseado em ...

Ver mais

Sempre, sempre Godwin
Fernando Lopes
Iscas Politicrônicas
O advogado Mike Godwin criou em 1990 a seguinte “lei” das analogias nazistas: “À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os ...

Ver mais

É mais fácil seguir o grupo
Jota Fagner
Origens do Brasil
Existe uma crença muito difundida de que a história humana avança em etapas gradativas e que culminará numa revolução transformadora. O tipo de revolução muda conforme o viés ideológico. A ...

Ver mais

Bolsonaro e Transformação Digital
Carlos Nepomuceno
Vivemos o início de Revolução Civilizacional na qual ao se plantar um "pé de cooperativa de táxi" por mais que se tome litros de Design Thinking não nasce nunca um Uber.

Ver mais

Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
Cafezinho 116 – Os demônios brochadores
O que vem por aí? Uma mudança ou nova brochada?

Ver mais

Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Cafezinho 115 – Um voto não vale uma amizade
Não gaste sua energia e seu tempo precioso de vida ...

Ver mais

Cafezinho 114 – E se?
Cafezinho 114 – E se?
Mudanças só acontecem quando a crise que sofremos for ...

Ver mais

Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Cafezinho 113 – Merdades e Ventiras
Conte até dez antes de compartilhar uma merdade

Ver mais

Jake Shimabukuro

Jake Shimabukuro

Luciano Pires -

alt
Jake Shimabokuro

Jake Shimabukuro pertence a uma nova geração de músicos havaianos, e tem como instrumento principal o ukulele. Não é um músico qualquer. Bem pelo contrário. O modo como, desde há vários anos, tem vindo a trabalhar este instrumento mereceu-lhe o reconhecimento da comunidade internacional. Por isso, uma típica cena de hula hula não é certamente o seu cenário.

Numa recente entrevista à Rolling Stone, Jake falou um pouco sobre a sua paixão pela música. Com apenas quatro anos de idade, começou por tocar as tradicionais músicas do Havai. Todavia, a rádio abriu-lhe novos horizontes e permitiu-lhe contactar com uma infinidade de instrumentos. O seu favorito era o piano. Fascinava-lhe a “elasticidade” do instrumento, a amplitude das escalas, a multiplicidade das notas. Perante tudo isto, o ukulele, com apenas 4 cordas e duas oitavas, aparentava ser muito limitado e de categoria inferior.

Mas… e se “eu pudesse expandir os intervalos entre as notas dos acordes?”, perguntou ele a um dado momento. Esta dúvida, ou melhor, esta inquietação catapultou-o para a necessidade de arrepiar novos caminhos. Foi experimentando diferentes abordagens à música e ao instrumento. Olhava para cada um das quatro cordas como se fossem um instrumento individual, com uma personalidade particular. Não era apenas um ukulele que tinha ao seu lado. Era uma autêntica “orquestra” à sua disposição.

Foi este respeito pelo ukulele que lhe deu uma nova vida. Vários críticos da música dizem até que o recriou.

http://jakeshimabukuro.com – em inglês

[youtube]ZqaYmQZgrB4[/youtube]
[youtube]02-gXysqDo8[/youtube]
[youtube]8vh9q2JLikQ[/youtube]
[youtube]FtIweEo_eS4[/youtube]
[youtube]HcS4z6SskWA[/youtube]
[youtube]5zGq9kCbmHM[/youtube]